Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 01/10/2012

Metodismo reafirma sua tríplice vocação com investimentos no Bairro Cachoeirinha

O metodismo sempre marcou seu testemunho por sua atuação em três linhas de ação: missionária, docente e social. Quem compareceu à solenidade de inauguração das novas instalações da sede regional no terreno do Bairro Cachoeirinha, seguida do primeiro culto na Tenda Missionária, constatou isso na tarde do dia 11 de agosto em Belo Horizonte-MG.

Enquanto o sol se punha, ao som do Coral da IM Izabela Hendrix, clérigos e leigos, representantes das instituições, convidados e demais irmãos e irmãs das igrejas da Grande BH, juntamente com metodistas do interior de Minas Gerais e também do Espírito Santo, acompanhavam as palavras de acolhimento do revmo. Roberto Alves de Souza. Alegre, o bispo Roberto enfatizou a acertada decisão da Coream em suspender a venda do imóvel e optar por acompanhar os investimentos no prédio, além de erguer a tenda missionária.

“Agora a Quarta Região, como outras no país, também possui sua sede própria”, declarou o bispo em meio a expressões de louvor e glória a Deus.

O ritual de inauguração teve início quando o bispo convidou o coro e todos os presentes para se dirigirem ao auditório, onde estava exposta a galeria dos bispos que presidiram a região. Com essa presença administrativa, pastoral e episcopal, as novas instalações da sede regional reforçam uma importante marca no terreno do Bairro Cachoeirinha – sinalizar o potencial e presença metodista em suas marcas mais essenciais.

O trabalho no terreno de 5,5 mil m² teve início em 1938. Em 1958 foi organizada a IM Cachoeirinha (antes denominada Carlos Wesley), tendo sido congregação da IMgreja  etodista Central desde 1950. Pouco depois, em 1969, começaram as atividades do Instituto Metodista Teológico João Ramos Júnior, uma rica fase que perdurou até 1980. O prédio passou então a abrigar o AMI – Apoio Metodista ao Idoso. Mais recentemente seguiu-se novamente uma utilização docente com o Centro Universitário Metodista Izabela Hendrix. Com um significativo investimento e reforma da instituição, o prédio passou a abrigar cursos superiores em sete amplas salas por quase três anos.

Essa reforma e a localização estratégica do terreno, que fica entre dois importantes corredores de tráfego da capital mineira, atraíram o interesse de igrejas e demais investidores. No entanto, a Igreja fez jus à sua história e vocação – com adaptações e investimento no mobiliário, a nova sede dispõe de salas para reuniões, auditório e amplo estacionamento, além de ter erguido ao lado a tenda, importante projeto missionário que visa edificar no local a futura Catedral Metodista de Belo Horizonte.

As oportunidades são muitas e a história tem sido assim: ponto missionário, igreja, seminário, lar para idosas, campus universitário, agora sede regional e a futura catedral. Quem vier ao terreno do Bairro Cachoeirinha, seja para participar do culto na tenda ou mesmo para servir à Igreja em nível regional, sairá com mais de orgulho e convicção de que a estrada está aberta para o tríplice e relevante testemunho que o metodismo, através dos tempos, tem procurado oferecer à sociedade como parte do Reino de Deus – seja na paixão evangelística, na solidez do ensino ou na solidariedade do amparo ao sofredor. A Deus toda a glória!
 
Rev. José Aparecido


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães