Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Liturgia Acolhida do Pastor/a

Instruções

1. Recomenda-se o uso desta liturgia por ocasião da recepção doia pastorla

que assume as suas fu.nções na igreja local para a qual foi nomeado/a. 2. Ola dirigente deve ser membro leigo da comunidade.

Adoração . Prelúdio . Acolhida

D: Nós estamos reunidos para renovar o nosso compromisso com o Reino e celebrar o ministério comum que, como povo de Deus, assumimos, confirmando, assim, a nossa comunhão uns com os outros. Saudamos o/a novo/a pastor/a, juntamente com seus fami­liares, rogando ao Pai que os abençoe, para que possam caminhar conosco em amor e fidelidade.

. Cântico de Adoração

. Oração de Adoração

[Oração espontânea ou a que segue abaixo]

T: Senhor, nós te damos graças porque o mundo que criaste proclama a tua glória, e toda a natureza, as obras das tuas mãos.

Ó Deus, nós te bendizemos pela criação do ser humano, e pelas possibilidades que cada pessoa tem de servir à comunidade humana, com suas capacidades e dons.

Agradecemos-te, ó Pai, porque deste prova do teu amor pela huma­nidade, enviando o teu próprio Filho para viver e morrer por ela.

RITUAL DA IGREJA METODlSTA

Também te agradecemos pela existência da wa Igreja e seu minis­tério no mundo, e porque fazemos parte do teu povo, chamado a realizar a tua missão, para a tua honra e glória. Amém.

Confissão

. Chamado à Confissão

D: "Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constran­gimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sór­dida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho. Ora, logo que o Supremo Pastor se manifestar, recebereis a imarcescível coroa da glória. Rogo igualmente aos jovens: sede submissos aos que são mais velhos; outrossim, no trato de uns com os outros, cingi-vos todos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, contudo, aos humildes concede a sua graça. Humilhai-vos, portanto, sob a poderosa mão de Deus, para que ele, em tempo oportuno, vos exalte" (lPe 5.2-6).

As palavras do apóstolo nos recordam de que, na comunidade, todos/as devem estar sujeitos/as à vontade de Deus e colaborar para o crescimento do seu corpo. Porém, nem sempre agimos de acordo com o modo de vida do Evangelho, colocando-nos a serviço uns dos outros. Sejamos, pois, humildes na presença do Senhor, confessando-lhêãs nossas faltas.

. Oração de Confissão Silenciosa

. Oração de Confissão e Arrependimento

T: Senhor Deus, nós confessamos que temos pecado contra ti;

muitas vezes temos negligenciado o ministério que nos deste.

Não temos sido, na verdade, um só corpo em Cristo, cumprindo com fidelidade a função que nos foi dada, colocando a serviço do teu povo os dons que nos concedeste.

Nem sempre temos exercido com integridade- o ministério de embai­xadores e embaixadoras no mundo, pela palavra da reconciliação.

Não temos atendido, de todo o coração e mente, às palavras daqueles e daquelas que visam à nossa edificação, à nossa unidade e ao conhecimento de Cristo.

Reconhecemos que temos pecado e, sinceramente, nos arrepen­demos. Perdoa-nos e concede-nos a luz do teu Espírito, para que acolhamos a tua palavra por meio dos teus servos e servas. Por Jesus Cristo, Nosso Senhor. Amém.

. Proclamação do Perdão de Deus

D: "Antes, sede uns para com os outros benignos, compassivos, per­

doando-vos uns aos outros, como também Deus, em Cristo, vos

perdoou." (Ef 4.32).

[Ou outro texto similar]

Louvor

. Cântico de Louvor

. Afirmação de fé

[Esta ou outra similar]

T: Cremos que Deus criou o universo e, nele, o homem e a mulher, para revelar-Ihes toda a riqueza da vida.

Cremos que Deus veio ao mundo, na pessoa de Jesus de Nazaré, para libertar o ser humano de toda opressão e pecado.

Cremos que Deus participa da vida de cada ser humano pela ação do Espírito Santo.

Cremos que aqueles e aquelas que, pela fé, respondem a Deus são constituídos em Igreja, para testemunhar os atos de Deus, procla­

mar o seu amor e, com Ele, agir a favor da vida humana.

Cremos que Deus concede dons para toda a comunidade da fé, entre eles, o dom de cuidar do povo de Deus, como um pastor apascenta o seu rebanho, dirigindo-o e ensinando-o nos caminhos do Evangelho.

Cremos que, no exercício dos dons concedidos pelo Espírito Santo, o povo estará capacitado para fazer a obra de Deus, edificando o corpo de Cristo e elevando-o à condição de vigor e maturidade, "até que cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus" (Ef 4.13). Amém.

. Ofertório

. Aclamação

D: "Santo, Santo, Santo é o Senhor Deus, o Todo-Poderoso, aquele que era,

que é e que há de vir" (cf. Ap 4.8b).

T: "Tu és digno, Senhor e Deus nosso, de receber a glória, a honra e o poder, porque todas as coisas tu criaste, sim, por causa da tua vontade vieram a existir e foram criadas" (Ap 4.11).

Ato de Acolhida doIa PastarIa

. Cântico expressando a unidade da Igreja

. Apresentação doia Pastorla e Familiares

. Compromisso doia Pastorla e da Comunidade

D: Amadola reverendola [Nome], ola irmãolã aceitou o desafio do ministério pastoral da Igreja Metodista. Ola Bispo/Bispa da nossa Região ola nomeou para realizar o ministério pastoral com esta comunidade. Desejamos que ola irmãolã assuma, desde agora, esta nova tarefa, cumprindo-a com fidelidade, pregando e ensinando a Palavra de Deus, ministrando os sacramentos e com­partilhando o amor divino a todas as pessoas que dele necessitam.

Pastor/a: Com a ajuda de Deus, estou prontola a cumprir com integridade este ministério, na esperança de que juntos possamos crescer na graça de Deus, na alegria da vida e no serviço para com o próximo.

D: Amados irmãos e irmãs, recebamos ola Reverendola [Nome] como nosso/a pastor/a, prometendo trabalhar juntos com elela no minis­tério de Jesus Cristo, prestando-lhe apoio e respeito.

C: Nós o faremo com a ajuda de Deus. Prometemos o nosso apoio e solidariedade. Nos-nos esforçaremos, junto com ola pastorla, para criar uma comunidade de amor. Oraremos por ele/a, e esperamos que eleja ore por nós, a fim de que Deus nos conceda a sua bênção. Nós, membros da igreja em [Nome da igreja local], recebemos o/a Reverendo/a [Nome] como nossola pastor/a, e prometemos trabalhar ao seu lado no ministério de Jesus Cristo.

Pastor/a: Diante de Deus e da comunidade, reafirmo os votos do ministério pastoral. Empregando as palavras do ilustre reformador da Igreja, Martinho Lutero, faço minha a oração:

"6 Senhor Deus, Pai dos céus, sou realmente indigno/a do oficio e do ministério, no qual devo fazer conhecida a tua glória, educar e servir esta congregação. Mas desde que tu me indicaste para ser um/a pastorla e mestrela, e, desde que o povo precisa do ensino e da instrução, sê tu o meu ajudador [...]. Então, se for do teu agrado realizar alguma coisa através de mim, para a tua glória e não para a minha, ou para o louvor do que é meramente humano, concede-me, pela tua pura graça e misericórdia, uma correta compreensão da tua Palavra, e que eu possa também cumpri-Ia diligentemente. 6, Senhor Jesus Cristo, Filho do Deus vivo, tu, Pastor e Bispo de nossas almas, envia o teu Espírito Santo para que ele possa atuar comigo ou, na verdade, que ele possa agir e fazê-Io por intermédio do teu divino poder, e de acordo com o teu bom querer. Amém!" (cf. Oração de Martinho Lutero).

Edificação

. Leitura Bíblica

. Cântico [Congregacional, coral ou outro grupo vocal] . Mensagem

Dedicação

. Cântico de Dedicação

. Intercessão

D: Para que o Evangelhoeja as boas-novas de libertação do ser

humano de todas as forças que o escravizam, oremos:

C:. Ouve, Senhor, a nossa oração!

D: Para que a Igreja exerça no mundo o ministério da reconciliação, expressando sua fidelidade na busca de formas concretas de liber­tação da humanidade, a fim de que todos alcancem a plena comu­nhão com Deus e com o próximo, oremos:

C: Ouve, Senhor, a nossa oração!

D: Para que esta igreja cumpra com fidelidade o seu ministério neste lugar e seja, pelo poder do Espírito Santo, exemplo de unidade, amor, alegria e paz, oremos:

c: Ouve, Senhor, a nossa oração!

D: Para que o/a novo/a pastor/a possa caminhar conosco na busca

desse objetivo, oremos:

c: Ouve, Senhor, a nossa oração! . Oração de Dedicação

C: Senhor Deus, acabamos de participar deste ato, quando assu­mimos, como Igreja de Jesus Cristo, o ministério que nos deste. Suplicamos-te, ó santo Pai, que Tu recebas a nossa vida para ser usada no teu serviço, na Igreja e no mundo, por intermédio do Cristo que viveu a tua vontade e ressuscitou para nos dar a vida eterna. Amém!

. Despedida

Pastor/a: Sigam na paz de Cristo. Sejam corajosos/as e fortes no tes­

temunho do Evangelho e no fiel cumprimento da sua missão no

mundo. Sirvam ao Senhor com alegria.

c: Partimos no poder do Espírito Santo para sermos sal da terra, luz

do mundo e instrumento da sua paz. Amém! . Bênção Apostólica . Amém Triplo.


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Coração Aquecido | Poema

Leia o poema "Coração Aquecido", escrito pelo Bispo Luiz Vergílio Batista da Rosa, presidente do Colégio Episcopal da Igreja Metodista brasileira.   

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães