Publicado por Sara de Paula em Homens | 15/07/2020 às 09:12:57

Confederação das Sociedades Metodistas de Homens do Brasil Celebra o Dia Nacional do Homem

dia-nacional-do-homem-646-800x568.jpg

Estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes. Façam tudo com amor. (2 Co 16.13-14 – NVI)

Em 15 de julho é celebrado, no Brasil, o Dia do Homem. Entretanto, essa mesma data é comemorada por muitas nações do exterior aos 19 dias do mês de novembro. Ambas as datas têm o propósito de chamar a atenção da sociedade para problemas e circunstâncias que possam atingir, em especial, o sexo masculino. Além disso, ambas foram instituídas na década de 1990. No Brasil, a data foi proposta pela Ordem Nacional dos Escritores em 1992. Desde esse ano, as atenções para tal data vêm se tornando crescentes, sobretudo por parte de autoridades políticas e por núcleos de especialistas na saúde do homem. Em se tratando do tema da saúde do homem, o médico Jerome Teelucksingh, de Trinidad e Tobago, tendo em vista exatamente pôr em destaque a saúde do gênero masculino à comunidade internacional, propôs à Organização das Nações Unidas (ONU), em 1999, que fosse criado um dia para tal objetivo.

No entanto, para nós, cristãos, o tema deve ir além da área de saúde, alcançando a dimensão da espiritualidade. O texto do apóstolo Paulo chama a atenção dos cristãos a serem “homens de verdade”, ou seja, devem agir sempre com amor. 

Segundo Willy Torresin, do ministério Exodus, quando se coloca o homem em relação à mulher, percebe-se os dois aspectos de Deus​, Sua imagem e semelhança​, citada em Gn. 1.27. Quando falamos de Deus, é importante lembrarmos que Deus não é macho ou fêmea, ou homem ou mulher. Deus é Espírito. Na masculinidade e feminilidade vemos qualidades profundas que refletem a verdadeira natureza e equilíbrio de Deus.

Sem se esquecer da saúde física – aspecto importante da vida –a masculinidade, só se evidencia por meio de um comportamento sadio, que inclui uma profunda espiritualidade, arraigada na fé e em atos de amor, explicitando características de respeito às pessoas, especialmente em relação ao gênero feminino. Deve evitar agir pela aparência e agressividade e assumir a masculinidade sagrada, isto é, tornar-se dependente de Deus para dar sentido à sua identidade.

Que a data proporcione a oportunidade para a reflexão sobre a masculinidade e seus reflexos para a vida em sociedade. Cuidar do corpo e do espírito, para se ter uma saúde integral: esse é o desafio.

Fonte: www.ipametodista.edu.br

No fia 15 de julho de 2020, a campanha Em oração intercede pela Confederação Metodista de Homens. Clique aqui e compartilhe no Facebook.


Tags: sem tags no momento!