Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

capelão

ESTIMADOS PRESIDENTES DAS IGREJAS ASSOCIDADAS À ACMEB:
 
PAZ E BEM!
 
 
INFORMO QUE O EXÉRCITO BRASILEIRO ESTÁ COM EDITAL ABERTO PARA CONCURSO DESTINADO AO PROVIMENTO DE UMA VAGA DE CAPELÃO PASTOR. AS INSCRIÇÕES COMEÇAM DIA 17/07/2009.
 
O ENDEREÇO PARA MAIORES ESCLARECIMENTOS ENCONTRA-SE NO SITE DA ACMEB (www.acmeb.com.br). BASTA CLICAR NO TÍTULO DA NOTÍCIA REFERENTE AO ASSUNTO.
 
PELA PRIMEIRA VEZ AS PASTORAS TAMBÉM PODERÃO CONCORRER.
 
FICO AO DISPOR NO QUE PUDER SERVIR.
 
COM OS CUMPRIMENTOS DO
 
REV. ALUÍSIO LAURINDO DA SILVA, PRESIDENTE. 
 


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Selo DNTC 2023 | As crianças e a imagem de Deus: santidade na fé e na prática

O tema de 2023 da Igreja Metodista evoca a santidade integral: pessoal e social. Sob as luzes deste tema, as crianças abordarão, durante este ano, a santidade relacionada com a imagem de Deus: “Sede santos, porque eu sou santo”. Assim, a santidade assume o aspecto da identidade, pois fomos criados à imagem e à semelhança de Deus. Ao olhar para nós mesmos e para as outras pessoas, deveríamos ser capazes de ver Deus refletido. Por isso, optamos por tratar este tema usando um recurso de linguagem concreto para as crianças: a metáfora do espelho.

Geral, por Sara de Paula

Comunicado Institucional | Jejum e Oração pela Pátria | 2ª Região Eclesiástica

A data de sete de setembro, deste ano, nos lembra dos 199 anos de independência da Monarquia Portuguesa. Uma data significativa que remonta os primórdios de fundação de nosso País, com todas as contradições históricas. Como cristãos e cristãs metodistas devemos orar permanentemente pela nossa Pátria, constituída pelos nossos povos nativos, somado a tantas outras etnias que para cá vieram, de diferentes lugares e pelas mais diversas razões, ao longo de cinco séculos. Esta realidade é responsável pela a amálgama social, que nos constitui como único povo brasileiro. Como cristãos e cristãs metodistas acreditamos na separação entre Estado e Igreja, e que nenhuma forma de governo e pessoas, alçadas à condição de governantes, podem ser consideradas como legítimas representantes de uma Teocracia instaurada aqui na terra.

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães