Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

CMUSN Encontro Presidente Inglaterra

Dia 4 de maio de 2009 a Confederação de Mulheres do Brasil, representada pela Presidente Sonia do Nascimento Palmeira e pela Vice-presidente Leila de Jesus Barbosa, recebeu na Sede Nacional, a Presidente das Mulheres da Inglaterra, srª Gilliam Pengelly.
Foi um encontro muito rico, onde mulheres metodistas de países tão distantes puderam trocar experiências e com certeza aprenderem muito com as peculiaridades do trabalho de cada país.

O distintivo das mulheres da Inglaterra (como se vê na foto) é muito bonito e significativo.
As palavras contidas no logo, mostram que os objetivos da liderança de mulheres inglesas e brasileiras são os mesmos, ou seja: Capacitar as mulheres a trabalhar de forma integral na Igreja e na sociedade de um modo geral. São eles:

Encouraging - encorajar
Equiping - equipar
Enabiling - capacitar

• A porta aberta significa que precisamos manter o foco no que é importante.
• A cruz simboliza o nosso olhar para Cristo.
• A pomba significa a presença do Espírito Santo.
• As linhas do caminho significam diferentes maneiras de trabalho e o quão é importante estarmos sempre juntas.


O trabalho das mulheres nasceu em 1858, em 1945 se transformou em Fraternidade de Mulheres e em 1987 passou a ser uma Rede de Mulheres e continua até hoje trabalhando desta forma. É um trabalho que envolve todos os segmentos da Igreja através de eventos, concílios, campanhas etc, num suporte mútuo. Trabalham procurando sempre uma troca de experiências com outros países, buscando assim um maior crescimento.
Elas trabalham da seguinte forma: elegem três presidentes, sendo que uma é eleita Presidente Designada, a outra Presidente e a terceira Pós-presidente. Cada uma com uma função, sendo que a Presidente Designada viaja fazendo visitas a outros distritos e países, com a incumbência de trazer os conhecimentos adquiridos e compartilhá-los com os demais distritos. As outras participam de comitês relacionados com o trabalho das mulheres.
No ano seguinte a que foi eleita Presidente Designada passa a ser Presidente, a Presidente passa a ser Pós Presidente e assim vai de modo que cada uma fica na diretoria por três anos.
Soubemos pela irmã Gillian que mulheres na Bolívia trabalham com artesanato (tear) confeccionando bolsas e todo tipo de material para serem vendidos e o trabalho tem sido tão rendoso que chegaram a construir uma Clínica da Mulher. Mostrando assim a força do trabalho da mulher em diversos lugares.
Destacamos o trabalho importantíssimo de tradução da Ana Cláudia Lyra Fernandes Secretária da Coordenação de Educação e do Colégio Episcopal, que foi incansável o tempo todo que estivemos junto com a Gillian, mostrando inclusive um conhecimento muito grande do trabalho das mulheres, tal era o desembaraço dela na explicação e tradução dos nossos projetos.
Registramos aqui o nosso agradecimento à Cláudia.
Enfim foram momentos marcantes para a liderança de mulheres na Inglaterra e no Brasil.

Leila de Jesus Barbosa
Vice-presidente da Confederação de Mulheres Metodistas


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães