Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Confederação Metodista de Mulheres

Confederação Metodista de Mulheres lança livros para incentivar a atuação feminina na política

 

Solange Leite Guardiano, membro da Igreja Metodista em Bauru, SP, cansou-se de ver os escândalos de corrupção e acreditou que, como cristã, precisava fazer alguma coisa. Nascia, assim, o Projeto de Moralização na Política que, com o apoio da bispa Marisa de Freitas Ferreira e da Confederação Metodista de Mulheres, resultaria na publicação de dois livros: Mulher, Vigia e Ora! e Mulheres de Atitude.

 O livro Mulher, Vigia e Ora! é a primeira etapa do projeto. Mulher, Vigia e Ora! é um caderno contendo doze motivos de oração, um para cada mês do ano,  de tal modo que as sócias levem a Deus motivos de oração durante o ano inteiro. "Esse é o primeiro passo, um livro de oração com a finalidade de nos fortalecer", diz a presidente da Confederação das Sociedades Metodistas de Mulheres, Sonia do Nascimento Palmeira (foto ao lado).

O segundo passo expressa-se no livro Mulheres de Atitude, com estudos bíblicos.  Os estudos procuram reproduzir aspectos da vida real nos quais as mulheres no Antigo e Novo Testamentos influenciaram a sociedade com sua atitude de fé e comportamento, propondo transformações radicais nos conceitos religiosos e políticos da época. Raabe, Hulda, Ester, Abigail, Débora, a Mulher Samaritana, dentre outras, são contempladas como mulheres que fizeram a diferença em sua época.

Sonia do Nascimento Palmeira explica que o projeto tem o objeto de capacitar as mulheres metodistas a participar mais ativamente da vida política do país. "Finalmente o primeiro passo foi dado para o avanço desse projeto tão importante nas nossas vidas como cidadãs do Reino de Deus. É importante agradecer a Deus pela vida da irmã Solange que projetou, elaborou e sonhou com esse trabalho e usando suas próprias palavras é como se estivéssemos ?tecendo o futuro?, futuro de resgate e dignidade de todo cidadão", diz Sônia.

De acordo com a presidente da Confederação, cada federação precisa fazer sua parte para que o projeto tenha êxito: "Acreditamos que estes estudos sejam instrumentos para subsidiar a nossa luta pela garantia dos direitos e deveres das mulheres na construção da cidadania. Insinuamos, sugerimos, propomos..., as demais ações ficam por conta de vocês. Nossa proposta é que se formem grupos de mulheres e homens para discussão, reflexão na igreja, nas casas, no trabalho. O objetivo é orar, suplicar, agradecer os problemas e vitórias na sociedade e na igreja". Depois de todo o preparo é hora de sair a campo. A próxima meta da Confederação é entregar os livros publicados ao Presidente da República, Luis Inácio da Silva.

 

Texto e foto: José Geraldo Magalhães Jr.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães