Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Construtores da Paz

Em meio a desanimadores índices de violência, a esperança reside na fé e amor que resulta em ações concretas a favor da paz.

O Laboratório de Análise da Violência da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, avaliou informações coletadas em 267 municípios com mais de 100 mil habitantes, no ano de 2006, para elaborar o Índice de Homicídios na Adolescência. A análise dos dados, divulgada em julho, leva a uma terrível conclusão: se nada for feito para conter a violência, até 2012 mais de 33 mil adolescentes não chegarão aos 19 anos de idade. Segundo essa projeção, a quantidade de jovens que serão assassinados neste período de sete anos equivale à população de uma cidade inteira. Outro dado assustador revela que quase a metade das mortes de adolescentes no Brasil ocorre por assassinato.

No estado do Rio de Janeiro estão alguns dos municípios com mais alto índice de violência, como Duque de Caxias, Itaboraí e Cabo Frio, o que motivou o bispo Paulo Lockmann a escrever uma carta às lideranças da Primeira Região Eclesiástica, na qual ele pede que os pastores e pastoras das cidades mais atingidas pensem em "ações concretas" para o enfrentamento dessa "guerra urbana" que vivemos no Brasil. Diz ele: "Temos o ministério que atua junto a menores infratores, ministério do reforço escolar (Sombra e Água Fresca) e diversas iniciativas de igrejas locais. Com certeza nas demais regiões eclesiásticas também. É pouco diante do desafio!"

Conheça esses projetos citados pelo bispo Paulo Lockmann e outras ações da Igreja Metodista em favor da paz, em todo o país. Inspire-se pelos exemplos aqui reunidos e junte-se a eles em ações a favor da paz. "A seara é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, pois, ao Senhor da seara que mande trabalhadores para a sua seara" (Lc 10.2).

 

Pastoral da Juventude em Conflito com a Lei - coordenada pela pastora Maria do Carmo Moreira Lima, a Kaká o, a pastoral presta assistência a adolescentes que cumprem medida sócio-educativa de internação na unidade CAI-Belford Roxo, integrante do sistema DEGASE, Departamento Geral de Ações Socioeducativas do Estado do Rio de Janeiro. Além do acompanhamento pastoral periódico, a pastoral promove celebrações litúrgicas, orientação terapêutica com psicólogo, encontros de capacitação para educadores, parceria com instituições para projetos de prevenção ao uso de drogas e atividades artísticas.  

 

Grupo de Teatro "Nós do Cai" e a pastora Kaká (ao microfone)

 A pastora Kaká, coordenadora da Pastoral diz que, de fato, tem sentido uma espécie de guerra civil não declarada "A experiência de alguns anos no Sistema Degaseme diz que um número considerável destes jovens são filhos de família evangélica, de diferentes igrejas".

Ela conta que teve a oportunidade de acompanhar um jovem neto de uma irmã de Caxias dentro da Unidade de Internação e hoje o rapaz já está em liberdade, e trabalhando fixo numa empresa.

A pastora se ressente que as igrejas, de maneira geral, não se envolvam com a questão do jovem em conflito com a lei. "Penso e creio que um dos caminhos possíveis é um modelo de segurança pública baseada nos Direitos Humanos dos empobrecidos e jovens e também dos policiais e sociedade em geral.. E nós, Igreja Metodista, temos como contribuir. Por favor, lembremos tod@s de nossa herança wesleyana!

Contato: pastora Maria do Carmo Moreira Lima - kakaomowale@yahoo.com

 

Projeto Sombra e Água Fresca - o projeto de educação cristã para crianças e adolescentes está completando 10 anos de atividades em todo o país. Desenvolvido basicamente com mão de obra voluntária (veja edição do Expositor Cristão de julho de 2009) ele tem sido uma alternativa de vida e saúde em regiões de alto índice de criminalidade das cidades brasileiras. Um bom exemplo é o Sombra e Água Fresca de Palmital, mantido pela Igreja Metodista Betel em Santa Luzia, Minas Gerais. Ele atende crianças e adolescentes do bairro Palmital, uma região de assentamento de famílias retiradas de favelas de Belo Horizonte. Neste local, que tem alto índice de violência e poucas oportunidades de cultura e lazer, a Igreja Metodista está atendendo atualmente

cerca de 60 crianças e adolescentes de 4 a 14 anos com seis voluntários. Além das atividades próprias do Programa Sombra e Água Fresca como educação cristã, esportes, recreação, passeios, oficinas de cidadania literatura e artes (musicalização e trabalhos manuais), os voluntários também fazem também visitas domiciliares e participam do Conselho de Direito da Criança e do Adolescente.

Contato: Marcos Lourenço Barbosa

Rua Sanharó, 111, Belo Horizonte - MG

Telefones: (031) 3447-0373 / 8756-2973

E-mail: marcolbs@yahoo.com.br

 

Projeto Bóia-Fria - o trabalho de assistência a famílias de bóias-frias de Santo Antônio da Platina, Paraná, surgiu como uma creche ligada à igreja Metodista Central da cidade. Em 1988, constituiu-se como uma ONG com objetivos educacionais, culturais, de assistência social e filantrópica, sem fins lucrativos. Construiu-se um centro comunitário que passou a interagir com a população dos bairros periféricos onde está localizada, cuja população em sua maior parte é constituída de trabalhadores bóias-frias. Atende, portanto, uma parcela da população sofrida e marcada pela violência: famílias desajustadas, dependência química, prostituição, roubos, alto índice de evasão escolar e deficiência alimentar e baixa auto-estima são alguns dos problemas da região.

 

Grupo de Hip Hop do Projeto Bóia Fria

Neste ambiente, a instituição procurou oferecer assistência a toda família. Deixou de ser creche e passou a trabalhar no apoio escolar, oferecendo matrícula a 120 crianças e adolescentes de 6 a 15 anos de idade, em horário oposto ao do período de aulas. Assim, antes ou depois da escola, as crianças podem participar de diversas oficinas pedagógicas, como dança hip-hop, coreografias, canto coral, artesanato e sala de leitura. Segundo a educadora Maria Benedita dos Santos Cardoso, a Nininha, o trabalho se baseia em dois dos quatro pilares da educação - "aprender a conviver" e "aprender a ser" -  buscando a construção de uma cultura de paz como caminho para se alcançar melhor qualidade de vida e harmonia nas relações familiares e sociais. Com esse mesmo objetivo, vem agindo em rede com as demais instituições sociais de Santo Antônio da Platina e conta com a colaboração de voluntários.

Contato: Maria Benedita dos Santos Cardoso  ( Nininha)

(43) 3534 3169      e-mail: projboia-fria@uol.com.br

 

SOS Vida: Ligada à Igreja Metodista Central de Cabo Frio, RJ, o Ministério de Prevenção ao uso indevido de drogas SOS Vida presta assistência a dependentes químicos (do sexo masculino entre 18 e 50 anos) mediante internação em um centro de tratamento instalado em um amplo sítio localizado em Araçá. Neste local, os pacientes internados recebem tratamento médico e psicológico, além de assistência espiritual. O núcleo central de atendimento é a Igreja Metodista Central de Cabo Frio, que mantém quatro salas para os procedimentos preliminares, que incluem avaliação psicológica e reuniões de grupo. Quando necessário, o paciente é encaminhado para um período de internação de até três meses e, na volta, continua a receber assistência neste local.

Contatos:

Sede Principal: Rua Raúl Veiga, 150 - Cabo Frio, RJ. Cep 28907-090 - Coordenador Geral Pr. Eduardo Tel (022) 2643-3816, 2647 6035

Comunidade Terapêutica Araçá 2° Distrito de Cabo Frio  - Administrador:Jonatas C. Carvalho Tel: 022 2630 1017 - 9946 52 38 - jonatascarval@hotmail.com

 

 

Aulas de reforço escolar na Casa Suzana Wesley

 Casa Susana Wesley: A Casa Susana Wesley existe desde 1994. Nasceu como um abrigo para meninas e adolescentes vítimas de violência doméstica. Encaminhadas pelo Conselho Tutelar, as meninas eram abrigadas na casa e ficavam isoladas da família.

A partir de 2002, a Casa Susana Wesley mudou sua forma de atuação, passando a fazer um trabalho que integra a família. Hoje as meninas e adolescentes em situação de risco social freqüentam a casa durante o dia, em horário inverso ao da escola, para receberem assistência médica, psicológica, espiritual e educacional. A família também é assistida: mães, pais ou cuidadores participam do grupo terapêutico e, se necessário, recebem encaminhamentos para obtenção de documentos, tratamentos de saúde e controle de natalidade. Um mutirão para a melhora das condições de moradia e cursos profissionalizantes para as mães também contribuem para aumentar a auto-estima e a qualidade de vida de toda a família, contribuindo com a diminuição da violência. Há cursos de corte de cabelo, manicure, panificação e reciclagem de materiais.

Contato: Mira Zenaide Brum.

Rua Pastoral, 407 - Vila São Lucas, Viamão, RS

Telefone: (51) 3446-2470. E-mail: mirazenaide@hotmail.com

 

Projeto Vivarte:  Muito presente na periferia de Manaus, a dança tem dado nova perspectiva de vida a jovens carentes, por meio do projeto Vivarte, desenvolvido pela Igreja Metodista em Novo Israel. Idealizado por Moisés Batista Gomes, o projeto começou em 2005, oferecendo oficinas de danças, como meio de minimizar os problemas que levam jovens, adolescentes e crianças a se envolverem com drogas, prostituição e violência. Novo Israel, bairro da periferia de Manaus, surgiu como um depósito de lixo e até hoje oferece péssimas condições de vida. Apenas 10% da água consumida no bairro é tratada; o restante vem de poços que sofrem contaminação do lixo que era jogado no local. O projeto começou atendendo cerca de 70 pessoas. Hoje já assiste diretamente 150 pessoas, entre adolescentes e crianças. Além disso, a Igreja desenvolve um trabalho de inclusão em uma Escola de Educação Especial Municipal, para adolescentes e jovens com varias deficiências (mentais e físicas). No mês de julho, um fato marcante foi a apresentação de hip hop dos alunos surdos. E a igreja também está apoiando o trabalho metodista existente na Comunidade Nossa Senhora de Fátima, povoado ribeirinho localizado do outro lado do Rio Negro. Cerca de 40 crianças reúnem-se constantemente para ouvir a palavra de Deus, na casa da missionária Carla.

 

Os jovens artistas do Vivarte, de Manaus.

O pastor Fábio Cachone dos Santos conta que não são apenas os jovens da periferia que estão aprendendo com o projeto: "Para os jovens e igreja tem sido enriquecedor. Pelo fato de sermos uma comunidade pobre, achávamos que tínhamos que somente receber, hoje, sabemos que podemos contribuir e muito para com os outros".

Contato:

Igreja Metodista em Novo Israel.

Rua da Ilusão - Bairro Novo Israel - Fone 8106-0800

Coordenador: Moisés Batista Gomes

Para saber mais: Veja o documento Índice de Homicídios na Adolescência no site do Laboratório de Análise da Violência http://www.lav.uerj.br/equip.html

 

Suzel Tunes


Posts relacionados

Intercessão, Geral, por José Geraldo Magalhães

Veja os países e motivos de oração dessa semana!

Metodistas unidos em oração por vários países. Conheça os motivos de ação de graças e intercessão no site www.metodista.org.br

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães