Publicado por Sara de Paula em Geral - 12/07/2021

Educação Metodista apresenta plano de recuperação

educacaometodista-456-800x568-437-800x568.jpg

Plano prevê venda de imóveis não utilizados em atividades educacionais para o pagamento de credores

A Educação Metodista protocolou, nesta sexta-feira, 09/07, seu plano de recuperação na Vara de Direito Empresarial, Recuperação de Empresas e Falências de Porto Alegre. O plano prevê a venda de imóveis não utilizados em atividades educacionais para o pagamento das dívidas e garante que aproximadamente 90% dos credores trabalhistas receberão seus créditos integralmente.

“O plano de recuperação judicial tem como objetivo assegurar a sustentabilidade da instituição preservando a qualidade de ensino e os projetos e atividades sociais relevantes para a sociedade, como os atendimentos gratuitos nas áreas de saúde e direito. Esse é um plano sólido e objetivo, porque está baseado na venda de ativos imobiliários”, afirma o diretor financeiro da Instituição, Maurício Trindade, acrescentando ainda que a nova gestão do grupo continuará com a modernização das escolas na Educação Básica, com seu alinhamento à formação de competências para o Século 21 e a atualização e ampliação do portfólio de cursos oferecidos no Ensino Superior.

A Educação Metodista está em negociação com todos os credores, incluindo os tributários. A versão inicial do plano, protocolado pelo escritório de advocacia Galdino & Coelho, prevê que aproximadamente 90% dos credores trabalhistas receberão integralmente, sem qualquer deságio.

Após a apresentação do plano, que foi elaborado pela consultoria Alvarez & Marsal, a próxima etapa será a publicação do quadro geral de credores pelo Administrador Judicial. Na sequência, será realizada a Assembleia Geral de Credores para aprovação do plano.

A Educação Metodista deu entrada no pedido de Recuperação Judicial em maio e, desde então, todas as etapas do processo têm sido cumpridas com celeridade, demonstrando o compromisso da Instituição com sua reestruturação e o pagamento dos credores.

A crise das instituições metodistas de educação teve início com a mudança nas regras do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e se acentuou com o cenário econômico de recessão dos últimos anos. A pandemia de Covid-19 agravou a situação da Educação Metodista.

 

Sobre a Educação Metodista

Tradicional grupo cristão de ensino, a Educação Metodista iniciou suas atividades no Brasil em 1881 e sua escola mais antiga está localizada no Rio Grande do Sul. Em 1975, a mantenedora fundou a UNIMEP, primeira Universidade Metodista da América Latina. Atualmente, integram a rede 11 colégios e 6 instituições de ensino superior, com cursos de graduação, mestrado, doutorado e especializações no Rio Grande do Sul, São Paulo e Minas Gerais.

Informações para a imprensa

GBR Comunicação

Carla Falcão – carla.falcao@gbr.com.br
Jeferson Ribeiro – jeferson.ribeiro@gbr.com.br
Júlia Amin – julia.amin@gbr.com.br


Posts relacionados

Geral, Discipulado, por José Geraldo Magalhães

Três igrejas ganham prêmio "One Matters Discipleship"

A Conferência da Nova Inglaterra, Escritório de Desenvolvimento Congregacional, em colaboração com os Ministérios de Discipulado, estão animados para anunciar os ganhadores do recém-criado prêmio “One Matters Discipleship” (Um discipulado importa).

Geral, por José Geraldo Magalhães