Publicado por Herbert em Expositor Cristão - 31/07/2014

Música como instrumento missionário - Expositor Cristão Agosto 2014

É difícil imaginar a expansão do movimento metodista sem a influência da música. São atribuídos a Charles Wesley (1707-1788), irmão de John Wesley, a autoria de nove mil hinos e poemas sacros. São melodias inspiradas sobre diversos temas: amor de Deus, Ceia do Senhor, crianças, funerais, vigília, intercessão... a lista é extensa.

"Oh! Mil línguas eu quisera ter para cantar louvores ao meu grande Redentor!", expressou Charles Wesley em 1739 para comemorar o primeiro ano de sua marcante experiência religiosa. Em tempos de hostilidade e perseguição, a música foi instrumento de encorajamento. "Muitas águas não poderão apagar esta pequena chama que o Senhor acendeu, nem a enxurrada da perseguição a afogará", cantavam os/as metodistas.

A dedicação em expressar pela música os sentimentos tornou o movimento metodista diferenciado. "Uma das maiores bênçãos com que Deus agraciou os metodistas, depois da Bíblia, são suas coleções de hinos", declarou o líder metodista John Fletcher (1729-1785).

Quase 300 anos depois, a música continua sendo um canal de sensibilização e propagação do Evangelho. Na Igreja Metodista, há sempre espaço reservado para os cânticos nas reuniões e celebrações. No entanto, é preciso ampliar a reflexão em torno do conteúdo das músicas que cantamos.

Vivemos um período de expansão do "mercado gospel". Cantores/as se tornaram celebridades e suas músicas estão presentes em nosso repertório. Muitas canções possuem conteúdo teológico distante das nossas raízes. Algumas letras difundem o individualismo, triunfalismo, a judaização da igreja e estimulam o experiencialismo desassociado de verdades bíblicas.

Esta edição do Expositor Cristão desafia você e sua comunidade local a meditar sobre o tema. Reflita sobre o conteúdo das músicas e sobre os reflexos na comunidade local. Que nossas canções expressem o que de fato anunciamos e conduzam a Igreja em missão. Boa leitura!

Marcelo Ramiro
Editor

CLIQUE AQUI PARA FAZER O DOWNLOAD EM PDF

 

EDIÇÕES ANTERIORES

 

Leia online

 

Tags: expositor-cristao-2014


Posts relacionados

Expositor Cristão, por Sara de Paula

EC abril: Igreja missionária

Interessante que a palavra missão não aparece na Bíblia Sagrada. A origem da palavra missão vem de Missil, que significa enviado. Então, missão é ser enviado para um propósito, um alvo específico. Numa guerra, o míssil é mandado no lugar dos soldados, para atingir um local. Dessa forma, o/a missionário/a é um/a enviado/a ao campo de batalha. No mês que comemoramos o Dia do/a Pastor/a metodista, escolhemos falar sobre a uma Igreja missionária a serviço do povo. 

Expositor Cristão, por Sara de Paula

[EC] Cobertura oficial do 21º Concílio Geral

Confira a cobertura completa do 21º Concílio Geral da Igreja Metodista no site do Jornal Expositor Cristão.

Expositor Cristão, por Sara de Paula

EC de dezembro: Natal, Deus conosco!

Trazer mais uma vez nas páginas do Expositor Cristão (EC) o verdadeiro significado do Natal (as edições mais recentes foram de agosto de 2012, setembro de 2013, novembro de 2017 e de 2018) é lembrar que o Verbo se fez carne e habitou entre nós! Deus se fez humano para salvar todo/a aquele/a que nEle crê (Jo 3.16). Não se trata de uma data. Natal significa comunhão com Cristo no cotidiano. 

Expositor Cristão, por Sara de Paula

EC de janeiro anuncia as boas notícias da graça

Em 2021, o tema da Igreja Metodista é Discípulas e discípulos nos caminhos da missão anunciam as boas notícias da graça, fechando assim o quinquênio definido no último Concílio Geral, realizado em 2016. Anunciar a graça de Deus não é só um mandamento, é mais que isso, é uma dádiva de Deus, conforme encontramos no texto de Isaías 52.7. Anunciar as boas-novas tem a ver com o viver debaixo da graça de Deus.

Expositor Cristão, Mídia, por José Geraldo Magalhães

Expositor Cristão na década de 1970

Ao longo de 128 anos de história, o jornal Expositor Cristão teve diversos editores e editoras responsáveis pelas publicações do informativo oficial da Igreja Metodista. Na década de 1970, um dos que assumiram o posto foi o pastor e professor da Igreja Metodista Tércio Machado Siqueira. Gentilmente, ele contou como era o EC naquela época e como o jornal contribuiu no contexto metodista. fonte: Marcelo Ramiro /