Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/06/2012

Oração pelo Encontro Nacional de Pastoras e Pastores 1ª Semana

“Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e firmes
que não sabes”. Jr. 33:3

1ª Semana - Orar pelo Colégio Episcopal e pelo Grupo Assesssor da Organização do
Encontro Nacional de Pastores e Pastoras

Amados(as) Pastores(as), Graça e Paz!

O Encontro Nacional de Pastores(as) está se aproximando e, pela graça de Deus, desejamos dele participar com grande alegria, pois é um privilegio estarmos juntos em nome do Senhor Jesus. Também estamos nutrindo boas expectativas do que pode acontecer em nossas vidas e, para isso, desejamos as bênçãos de Deus sobre todos os atos do evento.

Creio que Deus tem algo especial para nós e nosso ministério nesses dias. Por isso, sugiro a você não somente estar nele fisicamente, mas de corpo, alma e espírito. Na verdade, não desejamos que todo investimento de tempo e dinheiro redunde em, apenas, nos encontrar uns com os outros – o que já é muito bom; desejamos mais que isso: queremos mais de Deus em nossa vida e em nosso ministério, pois Ele nos chamou para caminharmos rumo a uma profundidade vocacional e espiritual relevante que gere muito fruto para Seu Reino e Sua obra na terra. Quanto mais de Deus tivermos, mais semelhantes a Jesus Cristo seremos e mais obras de fé faremos neste país para a Glória de Deus.

Quero lembrá-los(as) que, se não tomarmos uma forte posição de oração, clamor, súplica e intercessão séria por este Encontro, teremos pouco do mover de Deus em nosso meio. Wesley disse:  "Deus não faz nada senão em resposta à oração". Desde o início do ministério pastoral e missionário da Igreja o foco da oração estava presente, como exemplo: At. 6:4 “Mas nós perseveraremos na oração e no ministério da palavra”; Elias orou sete vezes (I Rs 18:42 a 44); Moisés orou quarenta dias pelo povo (Dt. 9:26); a igreja fazia contínua oração por Pedro (At. 12:5); Isaque orou 20 anos por sua mulher (Gn. 25: 20,21,26); e, perseverai em oração (Rm. 12:12; Cl. 4:2).

Devemos ser como o ratinho que atravessou uma ponte de madeira nas costas de um elefante e disse: “Abalamos a ponte, não foi?”. Façamos com excelência nossa parte porque Deus está fazendo com fidelidade a Dele! "Você pode fazer mais do que orar, depois de ter orado, mas você não pode fazer nada além de orar até que tenha orado" (A. J. Gordon). George Muller conta em seu diário: "Em novembro de 1844 comecei a orar pela conversão de cinco pessoas. Orava todos os dias sem cessar, com saúde ou doente, em terra ou mar, e em meio a quaisquer pressões que estivesse enfrentando.

Demorou 18 meses até que o primeiro dos cinco se convertesse. Agradeci a Deus e continuei orando pelos outros. Cinco anos depois, o segundo se converteu. Agradeci a Deus pelo segundo e continuei orando pelos outros três. Continuava a orar por eles, dia após dia, e seis anos depois o terceiro se converteu. Agradeci a Deus pelo terceiro e continuei orando pelos outros dois. Esses dois não se converteram". Trinta e seis anos mais tarde, os outros dois ainda não tinham se convertido. "Espero em Deus, continuo a orar e buscar uma resposta. Não se converteram ainda, mas se converterão". Em 1897, o último se converteu, 52 anos depois que começou a orar, após a morte de Muller.

Convido você a investir um tempo em oração diária, especificamente por sua vida e pela vida de seus colegas, bem como pelos(as) organizadores(as) e ministrantes de nosso Encontro Nacional de Pastores(as). Sabemos que é Deus quem faz tudo e Ele fará grandes coisas em nosso meio. Contudo, esperamos colaborar com o mínimo possível: nosso tempo de Oração Intercessora!

Em oração por suas vidas,

Bispo Adonias Pereira do Lago

• clique aqui para dowload da versão impressa (PDF)


Posts relacionados

Geral, Em oração, por Sara de Paula

Em oração | 06.01.2023

Com o objetivo de mobilizar pessoas a orarem semanalmente e diariamente pelos propósitos selecionados pela área nacional da Igreja Metodista, te convidamos a participar da campanha EM ORAÇÃO. O versículo que conduz a campanha lembra a importância da oração para fazer qualquer coisa: ...porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:5b).

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães