Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Palavra Episcopal Janeiro 2010

 

Bispo Adolfo Evaristo de Souza

Região Missionária da Amazônia 

 

 

 

 

 

 

No princípio, criou Deus os céus e a terra. A terra, porém, estava sem forma e vazia; Havia trevas sobre a face do abismo, e o Espírito de Deus pairava por sobre as águas. Disse Deus: HAJA LUZ; e houve luz. E viu Deus que a luz era boa; e fez separação entre a luz e as trevas.

No princípio era o Verbo, e o verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus. Todas as cousas foram feitas por intermédio dele, e, sem ele, nada do que foi feito se fez. A vida estava nele e a vida era a luz dos homens. A luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. Gn 1.1-4 ; Jo 1.1-5

Findou-se mais um ano para que haja entre os seres humanos mais um recomeço e, havendo recomeço, somos forçados a pensar e refletir sobre o sentido da vida e em como tudo se iniciou.

Suzana Wesley foi uma mulher extraordinária quanto à sua piedade e testemunho cristão, pois viu em cada filho e filha ao nascer uma dádiva do Criador e uma nova oportunidade de trabalhar em prol do Reino de Deus.

Ela dizia: "A verdadeira religião é fazer a vontade de Deus" e para que a sua convicção pudesse ser manifesta por sua pedagogia educacional ela ensinou aos seus filhos e filhas a aprenderem o alfabeto por meio da primeira página da Bíblia.

"No princípio criou Deus". Com tal frase as suas crianças aprenderam a soletrar palavras conjugando que Deus é criador, Deus é soberano, Deus é vida e como tal é luz dos homens.

Não foi por acaso que ela se tornou instrumento nas mãos de Deus dando ao mundo dois filhos aos quais a palavrae o cântico tiveram influências poderosas nos últimos mais de270 anos da históriacristã ocidental.

Último dia e primeiro dia do ano repetem-se a cada mudança de calendário, no entanto, "Últimos dias " é uma constante para a tradição profética judaica e cristã.

No Dia de Pentecostes, início da nova criação, em Cristo tem início os "últimos dias" "E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei o meu Espírito sobre toda a carne;" At. 2.17a. Este tempo é tempo de VIDA, tempo de Luz, mas não uma vida calcada no conhecimento humano, repetitivo, racional, mas VIDA do Verbo, da Palavra de Deus. Não é a Luz da loja maçônica exigida para quantos são seduzidos a buscá-la, mas a luz que o próprio Deus enviou à terra por meio da palavra escrita do Antigo Testamento que no dizer do apóstolo S. Paulo; " e na plenitude dos tempos, Deus enviou o seu filho".

Se os "últimos dias" são diaspara a plenitude da Luz, por outro lado o apóstolo ao escrever para seu discípulo Timóteo nos revela que: "Sabe porém , isto: nos "últimos dias", sobrevirão tempos difíceis..." 2Tm. 3.1-9 e vê que o humanismo será manifesto como "mais amigos dos prazeres que amigos de Deus".

Se atentarmos para as várias academias do nosso tempo, que se dedicaram ao discipulamento das ciências humanas, podemos comprovar que o tempo visto pelo apóstolo é chegado, pois, quanto mais "luz" se recebe, mais autocomiseração, principalmente diante das ciências holísticas orientais que deificam o ser humano.

A novela da Globo "Caminho das Índias" foilaureada como a melhor produção teledramatúrgica do mundo ao trazer à luz para os brasileiros uma cultura de milhões de deuses e cuja a trilha sonora enaltecia o reino das trevas. A novela foi produzida como sendo uma grande luz para o mundo ocidental, a fim de apoiar manifestações religiosas já em curso.

Fogos estranhos também têm chegado aos altares cristãos e em meio a este tempo dos "Últimos dias" Judas, o irmão de Jesus, faz uma declaração "pois certos indivíduos se introduziram com dissimulação, os quais, desde muito foram antecipadamente pronunciados para esta condenação, homens ímpios, que transformam em libertinagem a graça de nosso Deus e negam o nosso único Soberano e Senhor, Jesus Cristo" Jd.4.

João Wesley entendia que o metodista deveria se comportar por meio de quatro elementos que para ele se constituíam na base de nossa identidade de fé: "Preguem a nossa doutrina, inculquem a experiência, estimulem a prática, reforcem a disciplina. Se vocês pregarem somente a doutrina, o povo será antinomiano; se pregarem somente a experiência ele será entusiasta; se pregarem somente a prática, fariseu; e se vocês pregarem tudo isso e não reforçarem a disciplina, o Metodismo será como um jardim cultivado, porém sem cercas, exposto à destruição de porcos selvagens".

O tema para o biênio 2010, 2011, "Testemunhar os sinais da Graça na Unidade do Corpo de Cristo" nos convida a conhecer por meio da justiça e do amor a luz que veio ao mundo na forma de homem e pelo Espírito nos torna Luz do mundo. Tal aprendizagem é pessoal, intransferível, pois já dizia Wesley: "ou eu me sacrifico a Deus ou me sacrifico a mim mesmo, e sacrificar-se a si mesmo é o mesmo que sacrificar-seao diabo".

Luz e trevas, desafio constante entre uma tarde (2009) e uma manhã ( 2010).

Coloquemo-nos como primícias do Senhor a fim de espalharmos a Santidade bíblica por toda a terra.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

SUB

Geral, por José Geraldo Magalhães