Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Rev. Omir e sua esposa.

   

Neste mês de agosto em que se comemora o Dia dos Pais, em vez de uma entrevista, você lerá o testemunho emocionado de um filho sobre a vida e o exemplo de seu pai.

"Eu creio, ao contrário, que a esperança é despertada, revivificada, alimentada por milhões de indivíduos solitários, cujos atos e trabalho, diariamente, negam as fronteiras e implicações mais cruas da história."

Albert Camus

Albert Camus nos fala de homens e mulheres que sabem como negar as fronteiras e as implicações mais cruas da história. São homens e mulheres que acordam em nós a vida e a esperança, fazendo-nos acreditar que este mundo, apesar de tudo, ainda tem jeito. São homens e mulheres que, como o apóstolo Paulo, não se envergonham de explicitar corajosamente seu exemplo ético e seu testemunho pessoal. Homens e mulheres que vivem a verdade da fé - da fé em Deus e da fé em si mesmos. Homens e mulheres que aprenderam a construir suas próprias vidas, sobre a base de seus próprios sofrimentos e alegrias, colaborando com Deus para ver surgir um novo céu e uma nova terra, um mundo novo, convivendo com o próximo - com o irmão, com a irmã e até mesmo com o/a inimigo/a - para mostrar-lhes o caminho mais excelente do amor, o caminho da nova vida, o caminho da vida eterna que já começa aqui e agora, o caminho da salvação.

No mundo, de tempos em tempos, vivemos a experiência de ver surgir, pela providência de Deus, homens e mulheres "dos quais o próprio mundo não é digno" (Hb 11.38). O Rev. Omir Andrade está, sem dúvida, incluído no rol destes homens e mulheres muito especiais. Senão vejamos:

O Rev. Omir pertence à "estranha estirpe de audazes" pastores metodistas verdadeiramente apaixonados pelo Evangelho de Jesus Cristo e pelo exercício do ministério pastoral. O Rev. Omir "anda" e "vive" com Jesus, como afirma o poeta do Hino nº 401 do Cantor Cristão. O Rev. Omir pode fazer coro com o apóstolo Paulo, com absoluta sinceridade: "Ai de mim se não pregar o Evangelho" (1 Coríntios 9.16). E ainda, sem qualquer jactância ou orgulho espiritual, o Rev. Omir pode dizer: "Sede meus imitadores, como também eu sou de Cristo" (1 Coríntios 11.1).

O Rev. Omir Andrade pertence à "estranha estirpe de audazes", pastores e pastoras metodistas verdadeiramente apaixonados pela Teologia do Metodismo, da qual é profundo conhecedor. As igrejas locais que tiveram e têm o privilégio de ser pastoreadas pelo Rev. Omir Andrade foram e continuam a ser muito bem orientadas no que se refere aos elementos fundamentais da herança wesleyana e da unidade do "povo chamado metodista". São igrejas locais que tiveram e têm um pastor com "P" maiúsculo, um pastor verdadeiramente cristão e metodista - para o Rev. Omir, diga-se de passagem, os dois termos são sinônimos - e, portanto, "não se deixaram e não se deixam seduzir por todo e qualquer vento mais forte de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro" (Efésios 4.14).

 

 Rev. Omir com com as crianças no culto. Um verdadeiro mestre discipulando e ensinando na igreja metodista em Jericó.

O Rev. Omir Andrade pertence à "estranha estirpe de audazes", pastores e pastoras metodistas que são capazes de estabelecer um diálogo profícuo, fecundante e enriquecedor entre os valores do Evangelho de Jesus Cristo e os valores das filosofias e da cultura do mundo contemporâneo. Bacharel em Teologia, economista e jornalista profissional, sempre competente, o Rev. Omir foi Presidente do extinto Departamento Geral de Previdência da Igreja Metodista e Redator do Expositor Cristão, Órgão Oficial da Igreja Metodista, no final dos anos ?60. Mas, acima de tudo, o Rev. Omir jamais abriu mão da sua vocação pastoral. Ele se sabe chamado por Deus, em primeiro lugar, para o exercício do ministério pastoral no contexto missionário da Igreja Metodista. O Rev. Omir é um pastor que sabe ser teólogo e um teólogo que nunca se esquece de ser, acima de tudo, um pastor.

O Rev. Omir pertence à "estranha estirpe de audazes", pastores e pastoras metodistas que nunca se aposentam. Porque Deus não se aposenta. Porque o cristão e a cristã não se aposentam. Hoje, com 81 anos já completados, o Rev. Omir é pastor, em tempo integral, na Igreja Metodista em Jericó, no Vale do Paraíba.

O Rev. Omir sempre soube e sabe "achar tempo" para conviver e repartir amor com sua família: com sua esposa Ruth, com seus filhos Omir Wesley e Myrian Ruth e, agora, com seu neto Lukas e com suas netas Carolina, Priscila, Débora, Talita e Daniela. Ele é o "patriarca" da família Andrade. E nós, como família, louvamos, engrandecemos e agradecemos a Deus por sua preciosa e abençoada vida. E queremos, com a graça de Deus, tê-lo ao nosso lado, convivendo conosco - com saúde, inteligência, lucidez e sabedoria - ainda por muitos anos. Nós somos privilegiados porque podemos usufruir do constante amparo e orientação de um "paizão" como o Rev. Omir, sempre preocupado em suprir todas as necessidades da família, tanto espiritual como materialmente.

 Um pastor que supre várias necessidades da igreja. Uma delas é reger o Coral na Igreja Metodista em Jericó - 3ª Região  

Schopenhauer define a vida como uma delicada peça de tapeçaria. Como sabemos, um tapete tem dois lados: o lado direito e o avesso (poeticamente falando, o verso e o reverso). Do lado direito do tapete observamos lindos contornos de tranças e tramas artesanalmente criadas pelas mãos de um habilidoso artesão. É o avesso do tapete, contudo, que nos revela a delicada e trabalhosa engenharia do artista para dar vida à sua obra-prima. Os inevitáveis nós e emendas observados no avesso são marcas evidentes da complexidade técnica que envolve a tecedura do tapete. É assim também com a vida. Quem olha para o fecundo e abençoado ministério pastoral do Rev. Omir não pode imaginar a dimensão das dificuldades, lutas, perseguições e desafios que ele precisou enfrentar e vencer, com a graça de Deus e ao lado de sua esposa Ruth, ao longo de quase 60 anos de ministério pastoral ininterrupto.

Em 2006, foram realizadas duas homenagens especiais ao Rev. Omir Andrade pela passagem dos seus 80 anos: a primeira homenagem aconteceu na Igreja Metodista em Jericó, no Vale do Paraíba (que é atualmente pastoreada pelo Rev. Omir), no dia 26 de março de 2006, com a realização de um Culto de Ação de Graças. A segunda homenagem aconteceu no dia 19 de novembro, às 19h na Igreja Metodista em Birigüi, noroeste do estado de São Paulo, com a realização de mais um Culto de Ação de Graças. Esta igreja foi pastoreada pelo Rev. Omir de 1960 a 1964 (quando pastor naquela cidade, o Rev. Omir foi o fundador e primeiro regente do Coral "Vida Eterna", que existe até os dias de hoje e teve participação especial no Culto).

PS: A vida do Rev. Omir é, para nós, como o verso e o reverso deste maravilhoso tapete, e nós nos orgulhamos de fazer parte de suas tranças e tramas. Sua vida, pai, é como um espelho onde podemos ver refletido, o grande amor de Deus por nós. Nós amamos você!!!

Omir Wesley Andrade

Myrian Ruth Mourão Andrade Ferreira


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães