Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Sobre dúvida e fé

Introdução:

Quem nunca duvidou? Quem nunca teve momentos de fraqueza, no qual sentiu a fé fugindo de seu coração? Quem é que nunca teve medo em meio a intensas provas e enormes sofrimentos? Todos conhecem a história de João Batista ... Da prisão mandou um mensageiro perguntar a Jesus: És tu aquele que haveria de vir ou devemos esperar outro? João Batista que anunciou diante de Jesus e para outros, palavras como: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo... Não sou digno nem de desamarrar suas sandálias... Eu que preciso ser batizo por Ti. Expressões de fé que agora diante de uma situação de morte, de falta de esperança, dá lugar a dúvida...Se ele é o Libertador, o Salvador porque não vêm me salvar?...Poderia ser o questionamento de João Batista. Se Jesus me ama, porque tenho que passar por tudo isso? Será que Ele existe mesmo? Pode ser o nosso questionamento...


Viver a dúvida na fé:

Gosto de olhar para a sinceridade de João Batista, pois ela revela a ambivalência da minha fé. Ás vezes forte e atrevida, outras vezes frágil e vacilante... Não são poucas as vezes que me vejo como ele. Não pelo fato de estar preso ou perto da morte, mas antes, pelo fato de conviver, desde o dia em que nasci de novo, com a paradoxal e insistente existência de fé e falta de fé em meu ser.

Quanto mais estudo a Palavra, mais permito que minha mente enxergue as verdades bíblicas. Mais ferramentas alcanço para assegurar-me de minhas convicções em tudo aquilo que foi dito por Jesus. Entretanto, isso não garante que meu coração acompanhe o crescimento da fé que minha mente tem absorvido. Como um João Batista confuso e confundido, muitas vezes creio, porque minha mente está convencida da possibilidade de Jesus realizar algo em meu favor ou de quem quer que seja. Todavia, meu coração parece ser alimentado por uma dúvida ou até mesmo um ceticismo, que me faz clamar como o pai de Marcos 9.24: "Eu creio! Ajuda-me em minha falta de fé!".

Somos um pequeno mundo de contradições... E como o pai do garoto doente, eu clamo ao Senhor: Senhor eu creio, mas me ajuda na minha falta de fé! Como João Batista eu digo: Eis o Cordeiro de Deus! Para depois perguntar: Você é mesmo o Salvador?

A resposta de Jesus mostra que a minha fé é mais um grão de areia diante da Missão a qual Ele veio: Diga a João Batista que os cegos vêem, os coxos andam, os leprosos são purificados, os surdos ouvem, os mortos são ressuscitados e as boas novas está sendo pregada aos pobres.

Diga ao Antonio Carlos que há vida onde antes reinava a morte, que há esperança onde antes havia desespero, que há liberdade onde antes havia escravidão...

Na prisão das minhas dúvidas, preciso entender que Jesus não veio somente pra mim e para os meus problemas. Que chega uma hora em que devo encarar meus problemas de frente e então minha fé precisa dar um passo mais largo... e ser honesto comigo mesmo e com Deus: Estou com dúvidas e estou com medo! O que devo fazer? És o Senhor mesmo ou devo esperar outro? O que o Senhor me responde? Ao responder a João Batista, Jesus não tirou o medo que havia nele... Mas trouxe um consolo: Sim...Eu sou o Salvador! Não importa o que te aconteça... Vou estar contigo... Não importa o que venha sobre sua vida, vou estar ao seu lado... Sou Deus além de suas dúvidas, além de seus medos... Sou Deus apesar das suas dúvidas, apesar de seus medos. Qual a tua dúvida? Qual o teu medo?

Conclusão:
A honestidade de João Batista nos ensina que de nada adianta conhecermos as verdades divinas, e estas não serem abrigadas por nossos angustiados corações. Ainda que seja possível crer e duvidar, essa não é a melhor alternativa para nossas vidas. Por isso, à semelhança de João Batista, nosso desafio é revelarmos o paradoxo que há em nós, deixando transparecer nossas dúvidas, contradições, e correndo ao encontro do Mestre que nos ajuda a transportarmos a fé de nossa mente para nosso coração: Senhor! Ajuda-me na minha falta de fé!

Rev Antônio Carlos Soares dos Santos , Igreja Metodista Açuce II, Volta Redonda, RJ


Posts relacionados

Geral, Intercessão, por Julyana Rodrigues

Semana de oração por República do Congo, Gabão, São Tomé e Príncipe

Nesta semana estamos em oração por República do Congo, Gabão, São Tomé e Príncipe. Você é convidado a faz er parte desse círculo de oração entre os dias 09 e 15 de novembro de 2014. Envolva sua Igreja e faça parte também desses momentos de oração em comum. Leve os motivos de ações de graças e intercessões nos cultos de orações de sua comunidade.

Geral, por José Geraldo Magalhães