Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Uso responsável da internet

ICP é palco para lançamento de campanha.

   Já está disponível para download a cartilha "O uso responsável da internet" que orienta como proteger menores para que não tenham acesso a sites que trazem conteúdo impróprio. O material foi lançado na manhã da última terça-feira, 18 de março, na Unidade Acadêmica ICP - Instituto Central do Povo, no morro da Providência, região central do Rio de Janeiro.

 O material faz parte de uma campanha nacional de conscientização sobre o uso da ferramenta, promovida pela Fundação Xuxa Meneghel, o Comitê para Democratização da Informática (CDI) e a GVT, empresa de soluções e serviços de telecomunicações e Internet. Cerca de dez mil cartilhas com instruções para as crianças e pais vão ser distribuídas gratuitamente entre 840 Escolas de Informática e Cidadania, como em 20 estados brasileiros, além de outros sete países latino-americanos onde funciona o CDI - Argentina, Uruguai, Chile, Colômbia, Equador, México e Peru.

Dados extra-oficiais revelam que 80% do conteúdo acessado na Internet mundial é impróprio para crianças e adolescentes. Controlar esse conteúdo é um dos grandes desafios, como explicou o diretor-executivo do CDI, Rodrigo Baggio. Para a apresentadora Xuxa Meneghel, o diálogo é o principal aliado dos pais na hora de educar os filhos e verificar de que forma estão utilizando a rede mundial de computadores. Tanto os pais como os educadores deverão estar atentos as perguntas que surgirem no decorrer da Campanha.

Para o vice-presidente da Unidade de Negócios Varejo e Internet da GVT, Alcides Troller Pinto, a campanha é sucesso garantido porque ela irá utilizar a própria internet como forma de divulgação.

O material  também está disponível para download nos endereços: www.gvt.com.br/educando www.cdipr.org.br/cartilha http://www.fundacaoxuxameneghel.com.br/

Um século de História

O Instituto Central do Povo foi fundado em 13 de maio de 1906, pelo missionário metodista Hugh Clarence Tucker. Pioneiro na Ação Social, junto ao morro da Providência, Gamboa, Saúde, Santo Cristo e Zona Portuária, na cidade do Rio de Janeiro, abrigou o primeiro posto de saúde pública, primeiro jardim de infância no Rio de Janeiro e o primeiro playground do Brasil.

Atualmente o ICP administra o acampamento Clay, com capacidade de atender até 350 pessoas, oferecendo sauna, campo de futebol, piscina, caminhadas ecológicas e, em sua sede no Rio de Janeiro atende cerca de 350 crianças na pré-escola, creche e alfabetização com período integral e quatro refeições diárias.

A ONG Médicos Solidários e a EVANGEMED fornecem atendimento médico. Já a parte de profissionalização fica por conta da parceria com o Comitê para Democratização da Informática - CDI, que oferece cursos de informática e em breve manutenção de computadores. Outros cursos também são oferecidos, por exemplo, corte e costura e teatro.

O ICP é apoiado financeiramente pela Primeira Região Eclesiástica da Igreja Metodista (estado do Rio de Janeiro), e de suas parcerias com a Secretaria Municipal de Educação, Fundação para a Infância e Adolescência (FIA), com a ONG Médicos Solidários e com a Associação Esportiva SPARTA, do Morro da Providência. Seus recursos vêm de igrejas e iniciativa privada, de contribuições de amigos e alunos, além de receita gerada na própria Instituição através de cantina e bazar. Ainda neste propósito, o ICP promove campanha de adoção simbólica de seus alunos por um período letivo ou mais.

Os que sentirem o desejo de ajudar financeiramente ou com o serviço voluntário devem ligar para (21) 2516-9208, (21) 2516-9870,ou 0800 282 0800 ou ainda acessar a página da internet www.institutoicp.org.br

Para saber mais sobre o Instituto Central do Povo CLIQUE AQUI!

Para baixar a cartilha "O uso responsável da internet" CLIQUE AQUI!

Ou nos seguintes endereços eletrônicos:

www.gvt.com.br/educando

 www.cdipr.org.br/cartilha

http://www.fundacaoxuxameneghel.com.br/

 

 

 

 


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães