Publicado por José Geraldo Magalhães em Expositor Cristão, Geral | 30/04/2014 às 13:36:12


Filme NOÉ: crítica e reflexão


George Paradela
 
Parece que estamos vivendo mais uma onda de produções cinematográficas baseadas em personagens bíblicos. Vários filmes bíblicos já foram realizados, alguns bons e outros não tão bons assim, em minha perspectiva. Contudo, os gostos em relação aos filmes bíblicos são diversos e não é minha intenção nesta breve reflexão discutir e defender algum ponto de vista.
 
Porém, nos últimos dias, a nova produção do diretor Darren Aronofsky, em que foi adaptado o personagem bíblico Noé, está sendo alvo de inúmeros questionamentos e críticas por parte dos cristãos em geral. Já ouvi declarações de inúmeras lideranças evangélicas e também a poucos dias do Vaticano, repudiando a adaptação feita nas telonas. Em suma, os comentários das lideranças cristãs são que o filme: distorceu a mensagem bíblica; que o diretor acrescentou coisas na Bíblia; recomendações para que não assistam ao filme e também afirmações de que o filme não é bíblico.
 
Assisti ao filme e gostei bastante da adaptação feita. Fica claro que o filme não é fiel à narrativa bíblica de Noé. Todavia, também é muito claro que os diretores não possuem nenhum compromisso em expor as Escrituras com fidelidade. Esse compromisso fica a cargo de outras pessoas, como você e eu, que se consideram cristãos/ãs.
 
A minha percepção sobre todo esse repúdio ao filme Noé, nos alerta para algo muito sério. Será que a rigorosidade bíblica que impomos para os outros é a mesma imposta à nós? Na mesma proporção que condenamos um filme, que por sinal vale o ingresso, condenamos as nossas práticas internas que sãos incoerentes às Escrituras? 
 
Qual será o verdadeiro mal que precisamos nos guardar? O de uma sessão de cinema ou o de uma vida cristã sem compromisso com a Palavra? Que o Deus da vida nos guarde desse terrível mal!
 
Leia na íntegra em PDF

Tags: filme-noe, expositor-cristao, igreja-metodista