Publicado por Sara de Paula em Geral | 03/09/2019 às 10:48:08


Oração pela Amazônia



Foto: Amazonia, Brasil - por Sebastien Goldberg | Unsplash

Oração pela Amazônia

Tu, Deus, cuja voz troveja sobre as grandes águas, pelo menos enquanto a gente humana não desvia o curso de rios ou polui nascentes, levando seca ao que antes era manancial...

Tu, que fazes sair as fontes nos vales, as quais correm entre os montes; águas que dão de beber a todo o animal do campo; na qual os jumentos monteses matam a sua sede, pelo menos enquanto a gente humana não derrama nelas agrotóxicos ou constrói barragens...

Tu, que colocas junto delas as aves do céu e ali elas fazem a sua habitação, cantando entre os ramos, pelo menos enquanto a gente humana não desmata ou coloca fogo, matando espécies que às vezes nem conheceu ainda...

Tu, que regas os montes desde as suas câmaras; a terra farta-se do fruto das suas obras, pelo menos enquanto a gente humana não se apropria dela, afastando povos originários e ribeirinhos que dependem da pesca, da agricultura familiar e das trilhas antigas para plantar e colher em comunidade por todas as nações do mundo...

Tu, que fazes crescer a erva para o gado e a verdura para o serviço do homem, para fazer sair da terra o pão, pelo menos até a gente humana manipular geneticamente plantas e animais, de modo que a própria gente humana consome coisas carregadas de hormônios e que não sabe que efeito terá depois de alguns anos...

Tu, cujas árvores fartam-se de seiva e que plantaste tanto os cedros do Líbano quanto a floresta tropical, que as gentes humanas do passado e do presente vêm destruindo continuamente, sem reflorestar, mudando a dinâmica dos frutos e das sementes...

Tu, que fizestes os leõezinhos que bramam pela presa, e que de ti buscam o seu sustento, pelo menos até que as gentes humanas destruam seus habitats, matem as suas mães e os exibam em circos e zoológicos, provocando depressão e angústia em bichos que foram criados para serem selváticos...

Ó Senhor, quão variadas são as tuas obras! Todas as coisas fizeste com sabedoria; cheia está a terra das tuas riquezas! Mas as gentes humanas não as apreciam, só exploram, deterioram, perturbam e vendem...

Tu, que fizeste este mar grande e muito espaçoso, onde há seres sem número, animais pequenos e grandes, alguns dos quais jamais veremos nem deles saberemos, porque as gentes humanas perfuram poços de petróleo e deixam vazar, fazem navios gigantes e deixam afundar, fazem tudo de plástico para nunca acabar...

Tu, que envias o teu Espírito, crias os bichos, plantas e viventes de todas as espécies, e assim renovas a face da terra! Até bichos considerados extintos aparecem de quando em vez, apesar das gentes humanas!

Tu, que és o Deus Todo-poderoso, criador do céu e da terra, no qual dizemos crer mas cuja criação não respeitamos... a ti nos dirigimos em contrição, tristeza e arrependimento... só a ti...
Kyrie eleison!

Baseado no Salmo 129 e no Salmo 104,
Bispa Hideide Brito Torres


Dia da Amazônia

Dia da Amazônia é celebrado anualmente em 5 de setembro.

Esta data foi criada com o intuito de conscientizar as pessoas sobre a importância da maior floresta tropical do mundo e da sua biodiversidade para o planeta.

O dia escolhido faz referência a 5 de setembro de 1850, quando o Príncipe D. Pedro II decretou a criação da Província do Amazonas (atual Estado do Amazonas).

Fonte: Calendarr Brasil


Tags: sem tags no momento!