Publicado por Sara de Paula em Geral, Liturgia, Escola Dominical | 04/04/2020 às 12:18:59


Sugestões de celebração para o Ciclo Pascal


Sugestões de celebração para o Ciclo Pascal

Em tua casa celebrarei a Páscoa. Mateus 26.18
CLIQUE AQUI E BAIXE O PDF COMPLETO | BAIXE OS POSTS PARA AS REDES SOCIAIS
 

"Quando a gente ama, é claro que a gente cuida”, diz o poeta. O amor geralmente ocupa a voz, o coração e a poesia das pessoas que se dispõem a falar da vida. De fato, uma das expressões mais diretas do amor é o cuidado. Sim, quando a gente ama, a gente cuida. Cuida para estar perto e para estar bem.

Em tempos de pandemia nós estamos reinventando a nossa forma de celebrar a fé pelo cuidado com a vida. Por isso, propomos para essa semana uma série de reflexões referentes ao período pascal para que você possa celebrar em sua casa, com as pessoas com quem convive. Para quem vive só, não precisa celebrar sozinho, se valha dos recursos digitais para estar junto com quem você ama nesse importante período para a nossa fé cristã.

É certo que as igrejas locais estão pensando em estratégias de celebrar o período pascal, e o Departamento Nacional de Escola Dominical soma-se a esses esforços, oferecendo possibilidades para que vocês se reúnam em casa para além dos cultos com sua comunidade de fé. A casa é um espaço privilegiado para isso.

Às vésperas da sua morte, Jesus quis celebrar a Páscoa com seus discípulos e discípulas, pessoas da sua convivência. O lugar escolhido foi uma casa, espaço onde a gente recebe e convive com quem ama, onde a gente pode cuidar e ser cuidada. Jesus escolheu a casa de alguém de coração aberto para oferecer sua morada para a festa. Sejamos como esta pessoa!

Que esse tempo de Páscoa nos desafie a enxergar na Ressurreição de Jesus, o cuidado e o amor de Deus com a humanidade e nos inspire a transformar a nossa casa, num espaço seguro, de celebração da vida, do amor e exercício do cuidado. (Marcos 14.12-21).

Com afeto e muita esperança,

Departamento Nacional de Escola Dominical


Dia 05/04/2020. Domingo de Ramos
Clique aqui para baixar em PDF completo


Dia 09/04/2020. Quinta-feira da Paixão - Lava-pés

(Importante: separe com antecedência luvas, uma bacia, água morna com sabão e uma toalha para cada membro da família)

  1. Reúna as pessoas da sua casa, de preferência, ao redor da mesa;
  2. Faça uma oração;
  3. Cante músicas com as crianças (consulte as indicações);
  4. Leia João 13.1-20 e a reflexão sugerida. Peça às crianças que façam um desenho sobre o que foi lido;
  5. Assuma o compromisso proposto;
  6. Momento de lavar os pés: Peça que um membro da família lave os pés dos demais. Em função dos cuidados sanitários impostos pela pandemia, sugerimos que apenas uma pessoa o faça. A pessoa escolhida deve usar luvas e a água deve estar com sabão;
  7. Cante uma música que destaque a disposição de servir a Deus;
  8. Faça a oração do Pai Nosso.

Reflexão - Texto bíblico: João 13.1-20

Servir ou ser servido(a)? Qual a sua escolha? Quando olhamos para o ministério de Jesus, rapidamente percebemos qual foi a escolha dele: servir e ensinar seus discípulos e discípulas a fazer isso.

Jesus utilizou sua última ceia com os discípulos para ensinar-lhes sobre humildade e serviço quando lavou os seus pés. Naquela época, lavar os pés era um sinal de hospitalidade. Quando alguém chegava à casa, o servo ou serva deveria lavar os pés da pessoa que chegara.

Por ser uma tarefa destinada a um servo ou serva, Pedro não conseguia entender a atitude de Jesus de querer lavar os seus pés. O esperado era que os discípulos lavassem os pés de Jesus e não o contrário, mas o Senhor insiste e assim, educa a Pedro e a todas as pessoas que ali estavam: “ora, se eu, sendo Senhor e Mestre, lavei os pés de vocês, também vocês devem lavar os pés uns dos outros” (v.14).

O ápice desse ato de Jesus teve seu desfecho na Cruz, quando Ele se esvaziou de toda honra, glória e poder e, como servo sofredor, se entregou em favor da humanidade, expressão maior de amor e serviço.

No ato de Jesus foi estabelecida a ordem do Mestre para nós: servirmos uns aos outros, umas às outras. Não há pessoas privilegiadas ou melhores do que outras no Reino de Deus. Compreender essa verdade nos chama à humildade, ao exercício do amor e compromisso de obedecer completamente a Deus.

(Texto adaptado da Revista Flâmula Juvenil Seguir o Mestre é servir ao Senhor, lição 13, 2014.1)

➢ Amigo de gentileza (1). Cada pessoa da sua casa receberá o compromisso de servir alguém. Faça de forma que ela não descubra que é você.  No domingo de Páscoa vocês podem fazer a revelação do amigo de gentileza.

➢ Amigo de gentileza (2). Faça uma lista de pessoas que você pode ajudar nesse tempo de pandemia. Ofertas para pessoas carentes; apoio por meio de ligações telefônicas, são exemplos de boas ações.

Indicação de músicas para cantar com as crianças:

CD Sombra Amiga & Água Fresca - PSAF
Ciranda do amor- faixa nº 1 | BAIXE A LETRA
União - faixa nº 3 | BAIXE A LETRA


 

Dia 10/04/2020. Sexta-feira da Paixão

  1. Reúna as pessoas da sua casa, de preferência, ao redor da mesa;
  2. Faça uma oração;
  3. Cante uma música que se refira à Cruz de Jesus;
  4. Leia João 18.15-27 e a reflexão sugerida. Peça às crianças que façam um desenho sobre o que foi lido;
  5. Peça que cada pessoa expresse suas impressões sobre o texto lido; Leia as sete palavras da Cruz: Lucas 23.34; Lucas. 23.43; João 19.26; Mateus 27.46; João 19.28; João 19.30; Lucas 23.46;
  6. Oração silenciosa;
  7. Cante uma música com as crianças (consulte as indicações);
  8. Faça a oração do Pai Nosso.

Reflexão - Texto Bíblico: João 18.15-27

Viver a dimensão da ressureição implica assumir os riscos da cruz: Tomás de Kempis (1379-1471) nos seus ensinos – Imitação de Cristo – destaca: “Jesus conta com muitos que amam o Reino dos Céus, mas com poucos para levar a cruz. Muitos desejam consolações, poucos pensam em tribulações. Muitos participam de sua mesa, poucos do seu jejum. Todos querem se alegrar com Cristo, mas poucos se prestam a suportar algo. Muitos seguem a Jesus até partilhar o pão, poucos se dispõem a beber o cálice da paixão. Muitos se encantam com os milagres, poucos acompanham a ignomínia (desonra, humilhação) da cruz. Muitos amam a Jesus enquanto não surgem as contrariedades. Basta, porém, Jesus se esconder e se afastar um momento para que se queixem e caiam em grande desespero”.

➢ Qual o significado dessas afirmações para a minha vida? (Meditar sobre isso durante a sexta-feira santa)

(Texto extraído de COLÉGIO EPISCOPAL. Pastorear o rebanho de Deus. Devocionário. São Paulo: Sede Nacional e Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, 2012).

Indicação de músicas para cantar com as crianças:

CD Cantata Cristo em mim
A morte de Jesus | BAIXE A LETRA

CD Criativando
Eloí, Eloí, faixa nº 7 | BAIXE A LETRA


Dia 11/04/2020. Sábado da Semana Santa

  1. Reúna as pessoas da sua casa, de preferência, ao redor da mesa;
  2. Faça uma oração;
  3. Leia Lucas 24.36-43 e a reflexão sugerida. Peça às crianças que façam um desenho sobre o que foi lido;
  4. Cante uma música que tenha a palavra Paz ou a expressão “Não Temas”.
  5. Leia o Salmo 121.
  6. Ore pelas pessoas que passam por momentos de angústias com essa situação da pandemia.
  7. Cante uma música com as crianças (consulte as indicações);
  8. Faça a oração do Pai Nosso.

Reflexão - Texto bíblico: Lucas 24.36-43.

Todos os evangelhos contam os últimos momentos de Jesus e nos ajudam a ter uma ideia sobre a participação dos seus discípulos e discípulas em tudo aquilo.

Na quinta-feira, os discípulos cearam com Jesus, tiveram seus pés lavados pelo Mestre. Na sexta-feira, em meio ao sofrimento, houve quem fugiu (Marcos 14.50-52), houve quem negou (Mateus 26.69-75), houve quem, mesmo com medo, com Ele ficou (João 19.25-27).

Muitas das pessoas que seguiam a Jesus, atemorizadas com o que acontecia e com medo de sofrerem o mesmo castigo do Mestre, se esconderam ou saíram de Jerusalém. Não é possível saber como passaram o sábado antes da ressurreição.

Nós, que conhecemos a história por completo, nunca vamos conseguir compreender os sentimentos que inundavam o coração daqueles homens e mulheres. Sábado era o dia do descanso, mas diante do ocorrido, provavelmente lhes faltava a paz e não era possível descansar a alma.

A angústia, o medo, a tristeza, o sentimento de abandono, de descrença sequestraram os olhos dos discípulos, a ponto de, no domingo, não conseguirem acreditar em quem havia se encontrado com o Mestre ressurreto.

A insegurança, a dor, o medo, o sentimento de impotência em meio às angústias, cegam o nosso olhar para enxergar a ressurreição. Nesse tempo de pandemia, esses sentimentos podem inundar o nosso coração e cegar os nossos olhos. Não desanime, acredite, Cristo venceu a morte e nele encontramos esperança e sentido para a nossa vida. Ele tem a palavra final para a nossa história.

A vida dos discípulos e discipulas de Jesus eram muito importantes, por isso Ele, após a ressureição, foi encontrar o seu povo. Na casa onde os discípulos e discípulas amedrontados estavam, Ele apareceu e um recado lhes deu: Paz seja convosco!

Que essa paz nos console, nos conforte e nos prepare para vivermos o domingo da ressurreição.

(Andreia Fernandes, pastora).

Indicação de músicas para cantar com as crianças:

CD Sombra amiga & Água Fresca
A paz do Senhor, faixa nº 14 – PSAF | BAIXE A LETRA

CD Fazendo Festa
Não tenho medo, faixa nº 10 | BAIXE A LETRA


Dia 12/04/2020. Domingo da Ressurreição

  1. Reúna as pessoas da sua casa, de preferência, ao redor da mesa;
  2. Faça uma oração;
  3. Faça uma exposição dos desenhos. Relembre com as crianças os momentos vividos durante a semana.
  4. Leia Lucas 24.13-35 e a reflexão sugerida. Peça às crianças que façam um desenho sobre o que foi lido;
  5. Escrevam versículos bíblicos de esperança. Ao final da celebração, cole em várias partes da casa. Tire fotos e poste nas redes sociais para abençoar a vida de outras pessoas.
  6. Cante uma música com o tema da ressurreição
  7. Cante uma música com as crianças (consulte as indicações);
  8. Oração de gratidão pela nova vida em Jesus.
  9. Oração do Pai Nosso

Reflexão - Texto Bíblico: Leia Lucas 24.13-35

No conhecido relato de Emaús gostaríamos de destacar o momento em que aquelas pessoas convidam Jesus para ficar. Diz o texto: “quando se aproximavam da aldeia para onde iam, fez ele menção de passar adiante. Mas eles o constrangeram, dizendo: Fica conosco, porque é tarde, e o dia já declina. E entrou para ficar com eles” (v.28-29).

O Cristo do caminho, além de nos ajudar a caminhar, está disponível a entrar em nossas vidas, em nossa casa. O texto do Apocalipse nos mostra isso: “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo” (Apocalipse 3.20). Essa disposição é fruto do seu amor por nós.

Quando aquelas pessoas abriram a porta para que Jesus entrasse e comesse com elas, o milagre aconteceu: elas o enxergaram. Em meio à tristeza, às dores, o luto, fica difícil ver a Jesus, por isso precisamos ousar convidá-lo para se aproximar mais da nossa história. Assim, nossos olhos se abrirão, enxergaremos sua presença, entenderemos sua Missão, experimentaremos o seu poder. Diante disso, Ele nos dará forças para seguir abençoando quem precisa e anunciando a sua ressurreição, assim como os discípulos fizeram (Lucas 24.33-35).

(Andreia Fernandes, pastora)

Indicação de músicas para cantar com as crianças:

Cantata Cristo em mim
Jesus ressuscitou, faixa 18 | BAIXE A LETRA

CD Fazendo Festa 
Voo de Deus, faixa nº 13 | BAIXE A LETRA

CD Criativando
Deus mandou Cristo ao mundo, faixa nº 13 | BAIXE A LETRA

CD Canções pra toda hora
Jesus vivo está, faixa nº 19 | BAIXE A LETRA

 

Material elaborado por Andreia Fernandes, pastora, coordenação do Departamento Nacional de Escola Dominical.
Revisão: Mauren Julião.

Abril/2020.

 

 


Tags: sem tags no momento!