Publicado por Sara de Paula em Destaques Nacionais - 30/12/2020

Ano novo e novas possibilidades

ano-novo-448-800x568.jpg

Ano novo e novas possibilidades

“Visto que andamos por fé e não pelo que vemos”.

“E, assim, se alguém está em Cristo é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas”.
(2Coríntios 5. 7, 17)

 

Racionalmente falando, é difícil olhar para o ano de 2020 e encontrar nele motivos para celebração. Os transtornos mundiais causados pela pandemia de Covid-19, mudaram, radicalmente, a agenda dos governos, dos povos e o cotidiano de cada família, de cada pessoa.

As medidas sanitárias restritivas recomendadas pela Organização Mundial da Saúde e de órgãos nacionais, na tentativa de conter o avanço avassalador da epidemia sobre a população, exigiram um olhar diferente para as relações institucionais e economico-sociais desiguais estabelecidas em tempos de “normalidade”. As diversas formas de violência social, doméstica e institucional foram melhor visibilizadas; também, o acirramento das ideologias, criando um falso dilema – alimentado politicamente – entre a importância da economia e a da saúde.

Por outro lado, manifestações de solidariedade, de sentimento de pertença à Humanidade, são exemplos inequívocos nos serviços prestados por profissionais da área da saúde, cientistas e pessoas das mais diferentes atividades profissionais e voluntárias, que têm se dedicado ao cuidado das pessoas enfermas e ao consolo de familiares daqueles e daquelas que partiram. Inclui-se o cuidado de pastores e pastoras, bem como de irmãos e irmãs que se dedicaram neste ministério de provisão e de consolação.

A Bíblia nos recorda que andamos por fé. Assim, por mais que nossos olhos contemplem a desesperança, a dor, a intolerância e a morte de milhares de pessoas, a fé nos lembra que Deus tem a história humana em suas mãos, e seu amor e misericórdia não têm fim. O ano que vem sempre será melhor, porque Ele, por meio de Cristo, continuará a ser o Deus Emanuel, que está entre nós e continuará conosco até a consumação dos séculos.

Sim, é possível que não tenhamos muitas razões para celebrar o tempo que passou, mas temos muitos motivos para sermos gratos e gratas a Deus pelo inefável e eterno dom Vida, da comunhão, da solidariedade.

Que os irmãos e irmãs tenham um Ano Novo repleto de esperança e de alegria, como fruto do amor de Deus, concedido pelo Espírito da Vida.

Bispo Luiz Vergilio Batista da Rosa


Posts relacionados

Destaques Nacionais, por Sara de Paula

Dia do Pastor e Pastora Metodista

A comemoração acontece no segundo domingo de abril

Destaques Nacionais, por Sara de Paula

COGEAM se reunirá em São Paulo durante todo final de semana

Coordenação Geral de Ação Missionária se reúne na Sede Nacional, em São Paulo

Destaques Nacionais, por José Geraldo Magalhães

Coordenação Geral de Ação Missionária se reúne em São Paulo

Coordenação Geral de Ação Missionária (Cogeam), órgão de Administração Superior da Igreja Metodista que atua no interregno do Concílio Geral, está reunida na Sede Nacional em São Paulo nessa sexta-feira (29)

Destaques Nacionais, por José Geraldo Magalhães

Liderança Nacional define alvo da Oferta Missionária. Veja outras decisões!

Reunião também aprovou orçamentos e criou editora para Igreja Metodista

Destaques Nacionais, por José Geraldo Magalhães

Metodistas da Angola e Moçambique visitam a Sede Nacional da Igreja Metodista

Seis pastores e duas pastoras das Igrejas Metodistas de Angola e Moçambique estiveram na Sede Nacional da Igreja Metodista em São Paulo na tarde de hoje (10). A visita faz parte do acolhimento de mais uma etapa do Projeto SOL-África - Solidariedade  com a África.