Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 14/06/2011

Ato público fará repatriação do acervo Brasil: Nunca Mais hoje em SP

Hoje (14), às 14h30, na sede da Procuradoria Regional da República da 3ª Região, acontece o ato público de repatriação do acervo do projeto “Brasil: Nunca Mais”. O projeto realizado no início dos anos 80 buscava, ainda durante o período da ditadura militar, obter informações e evidências de violações aos direitos humanos praticadas por agentes do Estado.

O evento contará também com os depoimentos do metodista, Anivaldo Padilha, e da Luterana Eliana Rolember, que sofreram abusos nos tempos da ditadura e estão envolvidos no trabalho do movimento ecumênico no Brasil. Padilha destaca que “a importância desse evento não pode ser subestimada. É a primeira vez que a participação de evangélicos e do movimento ecumênico brasileiro na luta pelos Direitos Humanos e pelo retorno do Brasil ao regime democrático receberá reconhecimento público".

O ato tem por objetivo a entrega às autoridades brasileiras, pelo Conselho Mundial de Igrejas (CMI) e pelo "Center for Research Libraries" (CRL), dos documentos e microfilmes mantidos no exterior que compõem o projeto Brasil: Nunca Mais. Esse material será destinado à implantação do Projeto Brasil Nunca Mais Digital, que tornará disponível na internet todos os documentos do acervo, fomentando seu acesso para pesquisas pela sociedade civil. O Projeto Brasil Nunca Mais Digital é uma iniciativa do Ministério Público Federal, Armazém Memória e Arquivo Público do Estado de São Paulo, com o apoio do Arquivo Nacional, CRL (EUA), CMI (Suíça), Instituto de Políticas Relacionais e a OAB/RJ.

A sede da Procuradoria Regional da República fica situada à rua Brigadeiro Luís Antônio, 2020 – auditório, São Paulo, SP. Próximo a estação Brigadeiro.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães