Publicado por José Geraldo Magalhães em Destaques Nacionais - 12/03/2015

Bispo Paulo Lockmann é o novo integrante do Quadro de Membros Titulares da Academia Evangélica de Letras do Brasil

O bispo Paulo Lockmann, líder da Igreja Metodista no Estado do Rio de Janeiro passou a integrar o Quadro de Membros Titulares da Academia Evangélica de Letras do Brasil (AELB). Ele tomou posse na segunda-feira, (9), durante a Sessão de Abertura do Ano Sócio-Cultural da AELB, promovido na Igreja Metodista do Catete.
 
A programação contou também com a outorga da Medalha Tiradentes e certificado ao revdo. Antônio Neves de Mesquita (in memorian) pelo Deputado Édino Fonseca, entregues ao acadêmico revdo  Guilhermino Cunha, já o broche, também destinado ao homenageado ficou com o acadêmico Patrono Ebenezer Soares Ferreira.
 
Momentos de celebração e louvor também marcaram o evento, como a apresentação do Coral do distrito do Catete, regido pela revda Renilda Martins Garcia. O bispo Paulo Lockmann foi o orador oficial da noite e trouxe uma mensagem com base no tema: Vida pastoral, na dimensão do Evangelho de João.
 
Segundo o revdo. Guilhermino Cunha, presidente da AELB, a escolha do bispo Lockmann foi unânime. “O nome dele passou por uma comissão de escrutínio e foi aprovado também na diretoria e depois foi a plenário. Naturalmente, como Lockmann é um homem que vem prestando um serviço maravilhoso ao meio evangélico, não poderia estar ausente da academia”, ressalta. Guilhermino afirma que o exemplo de liderança de Paulo Lockmann, não se restringe apenas a Igreja Metodista. “Um líder dessa estatura pertence ao Reino de Deus na terra, não somente ao metodismo, a presença dele enriquece nossa academia”, completa.
 
Lockmann, que anteriormente fazia parte da AELB como membro correspondente, passa a ocupar a cadeira de número 38, que pertencia ao acadêmico Roberto Alves (in memorian). Para ele esse convite é um espaço conquistado pela Igreja Metodista. “Eu vejo como uma oportunidade de representar os metodistas, pois o último acadêmico que tivemos foi o bispo César Dacorso Filho”, pondera.
 
A AELB é composta por representantes das maiores denominações evangélicas em um espaço de comunhão e diálogo. Para Lockmann esse aspecto é muito positivo. “Para nós metodistas é muito importante dialogarmos com diferentes segmentos da igreja de Cristo”, completa. 
 
fonte: Site da Primeira Região Eclesiástica
 
 
  

Tags: Colégio Episcopal,


Posts relacionados

Destaques Nacionais, por José Geraldo Magalhães

Carta Pastoral do biênio 2016-2017 disponível para download!

Carta pastoral do Biênio 2016-2017 da Igreja Metodista disponível para download!

Colégio Episcopal, Entrevistas, Cogeam, Expositor Cristão, Destaques Nacionais, Mulheres, Discipulado, Pastoral do Combate ao Racismo, Social, por José Geraldo Magalhães

Expositor Cristão de janeiro: Igreja Metodista reafirma o combate ao Racismo

Expositor Cristão já refletiu várias vezes sobre a diversidade, intolerância religiosa e racismo. O Colégio Episcopal fez vários pronunciamentos reafirmando a doutrina da Igreja Metodista combatendo essas chagas sociais que têm diminuído várias pessoas. Retomei o assunto nesta edição. A princípio, seria apenas sobre a chacina que ocorreu no Rio de Janeiro envolvendo cinco jovens que foram mortos por policiais, mas a pauta se ampliou. Parece que o assunto ainda não foi esgotado na vida de muitas pessoas. O caso mais recente de injúria racial ocorreu no 1º Concílio Regional da Sétima Região Eclesiástica, no início de dezembro, quando foi feita uma denúncia ao plenário. “Desbancamos o urubu”, disse a denunciante ao ouvir a expressão de um pastor sobre outro pastor após as eleições da lista tríplice.

Expositor Cristão, Destaques Nacionais, Geral, por José Geraldo Magalhães

Metodistas: intérpretes da conexidade

Na Inglaterra do século 18, a conexidade destaca-se pela sua dinâmica de acolher na comunidade qualquer pessoa independente do seu passado ou condição