Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/08/2010

Boas práticas sociais beneficiam mais de 11 mil crianças com o apoio da CESE

Projetos de 26 regiões do país foram contemplados no Programa Ação para Crianças e se movimentam para mobilizar recursos em ações que envolvam a sociedade.
 
A CESE – Coordenadoria Ecumênica de Serviço divulgou o resultado do edital de apoio a projetos que vai beneficiar direta ou indiretamente mais de 11 mil crianças e adolescentes no Brasil. Das quase 200 propostas enviadas por organizações sociais, 26 foram criteriosamente selecionadas e receberão apoio nas ações de mobilização de recurso. Serão R$ 170 mil investidos na promoção dos direitos de crianças e adolescentes. Metade desses recursos será mobilizada pelos grupos e a outra metade será apoiada pela CESE.
 
Pará, Tocantins, Bahia, Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte, Piauí, Maranhão, Pernambuco, Minas Gerais, São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal integram os estados com propostas e organizações selecionadas. Essas iniciativas contemplam ações em diversos segmentos: de combate à violência, superação do racismo na educação infantil, ampliação dos direitos de meninas / adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social, a formação de lideranças juvenis e ações educativas, culturais e artísticas. Para desenvolver esses projetos, as organizações sociais vão arrecadar parte dos recursos (50%) necessários com gincanas, bazares, bingos, eventos gastronômicos, campeonatos, etc.

 

Você ainda pode ser apoiado
Além das 26 iniciativas aprovadas, outras estão em fase de ajustes da metodologia e poderão, em um futuro próximo, fazer parte do rol de aprovados. O Programa Ação Para Crianças centralizou o recebimento de projetos, mas os interessados em participar ainda podem enviar propostas à CESE. Acesse o roteiro de elaboração de projeto e os critérios para apoio.

Algumas Iniciativas
O projeto Artvida do Cárcere, que atua no combate à violência em Natal/RN, foi contemplado na proposta de oficinas de arte e cursos de formação para jovens em privação de liberdade. “O projeto propõe cursos de formação artística que estimule a reinserção social e diminua a reincidência desses jovens em conflito com a lei”, explica Dimas Galvão, Coordenador de Projetos e Formação da CESE, ao justificar o apoio. O grupo planeja realizar nos próximos meses várias mobilizações em universidades e escolas públicas sobre o tema da não-violência. “A gente debaterá esse assunto através de palestras e vídeos em diversas instituições de ensino. Utilizaremos filmes e narrativas que reflitam os impactos da violência na vida da juventude local”, declara Patrícia Melo, Presidente do Instituto Vida e Esperança (IVES/RN) e da Rede Estadual de Combate a Violência no RN – (Recovi). Ela esclarece que nestas atividades serão cobradas taxas de participação aos estudantes e venda de alimentos para arrecadar recursos ao projeto aprovado. Do total arrecadado pelos grupos nessas atividades a CESE, através do Programa Ação para Crianças, duplicará o valor.
 
Outra iniciativa selecionada no edital da CESE foi a Campanha de Superação do Racismo na Educação Infantil nas Igrejas. A proposta é da Comissão Ecumênica Nacional de Combate ao Racismo (Cenacora) que pretende estimular a reflexão das relações étnico / raciais nas igrejas protestantes e evangélicas. “O projeto visa realizar oficinas para conscientizar lideranças, professores(as) e membros das escolas dominicais e bíblicas na superação do preconceito e da discriminação racial nas relações pedagógicas e educacionais”, declara Eliana Rolemberg, Diretora Executiva da CESE, bastante otimista com os desdobramentos deste apoio.

Continue lendo!
 

 


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Em oração | 12.06.2020

Com o objetivo de mobilizar pessoas a orarem semnalmente e diariamente pelos propósitos selecionados pela área nacional da Igreja Metodista, te convidamos a participar da campanha EM ORAÇÃO. O versículo que conduz a campanha lembra a importância da oração para fazer qualquer coisa: ...porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:5b).

Geral, por José Geraldo Magalhães