Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 21/10/2011

Comissão corrige provas de candidatos à Ordem Presbiteral

Representantes das oito Regiões Eclesiásticas da Igreja Metodista, se reúnem na Sede Nacional em São Paulo para correção das provas dos candidatos ao Exame da Ordem Presbiteral da Igreja. O resultado deve sair nos próximos dias,  e será  encaminhado às Comissões Ministeriais Regionais.

Depois de estudar quatro anos o curso de Bacharel em Teologia na Faculdade de Teologia da Igreja Metodista, o pastor/a ingressa no período probatório de dois anos. Durante esse tempo, é avaliado pelas respectivas comissões ministeriais. O processo é válido para todas as regiões eclesiásticas. A prova é realizada anualmente e neste ano ocoreu no dia três de outubro, com uma duração de cinco horas contemplando quatro eixos:

História do Metodismo; Teologia do Metodismo; Governo da Igreja e Missionário - Pastoral - Gestão Administrativa.

De acordo com o Edital divulgado no site nacional no início do ano, os objetivos do Exame são:
 
a) Verificar a capacidade interpretativa e cognitiva do/a candidato/a, bem como a sua sensibilidade de contextualização à luz da realidade, a partir do seu conhecimento bíblico, teológico, pastoral e canônico, conforme a tradição wesleyana;

b) Estimular o/a candidato/a ao Exame da Ordem a vivenciar uma experiência de aprender a aprender, no contexto de uma sociedade que sofre profundas transformações;

c) Pontuar que o Exame da Ordem é uma oportunidade de refletir e encarnar o modelo de vida pastoral à semelhança de Jesus Cristo, o Bom Pastor, sendo mais do que um Exame para ser aprovado no período probatório à Ordem Presbiteral;

d) Averiguar através do exame que as marcas essenciais do ministério presbiteral estão presentes em seu conhecimento e experiência. O discurso de Paulo aos presbíteros de Éfeso (Atos 20.18-35) oferecenos os elementos essenciais do ministério apostólico. Eles tinham sido constituídos “epíscopos”, à frente de uma igreja, recebendo a tarefa de pastorear o conjunto do rebanho a eles confiados (cf.20.28);

e) Constatar se o/a candidato/a expressa uma espiritualidade presbiteral (pessoal e comunitária), reconhecendo que, como Paulo, recebeu do Senhor “poder” e “autoridade” para edificar o Corpo de Cristo e não para destruir (2 Co 13,10; 10.8 e 1 Co 4.20);

f) Diagnosticar se oa candidatoa está habilitado ou não a fazer parte da construção do carisma da Ordem Presbiteral.

A comissão permanece reunida até sábado, 22.


Posts relacionados

Geral, por Comunicação

Aniversariante do Dia 15/07

  Pastor Emílio Fernandes Junior

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães