Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 09/08/2010

Cristãos Ajudam a Conter Surto de Cólera em Camboja

Traduzido por Amanda Gigliotti
 
Duas Igrejas e uma organização não-governamental que trabalha com as autoridades, efetivamente, contiveram um surto de cólera no distrito do Camboja. O surto era parte de uma epidemia na província do nordeste de Ratanakiri que resultou em pelo menos 36 mortes desde Abril.

Taveng centro do distrito de saúde estava sobrecarregado com pacientes, no início de julho. O centro de saúde manifestou a sua necessidade de ajuda de voluntários para proporcionar educação básica de saúde para evitar a propagação da doença. Esta foi a noite do primeiro domingo do mês.

Logo que as Igrejas no distrito de Ban Lung e Aung Ta ouviram o apelo, mobilizaram os seus jovens e os treinou, segunda-feira, de manhã. Pela tarde, os voluntários estavam realizando um curso de educação da comunidade com 300 pessoas no atendimento.

Após a reunião, a equipe treinou 14 voluntários de saúde de Phaw e uma aldeia vizinha. Cada voluntário recebeu um conjunto de materiais para facilitar o ensino sobre a cólera em áreas periféricas e aldeias.

Em um exemplo, uma mulher que vive em uma aldeia distante estava prestes a morrer. No entanto, os tabus locais impediram os moradores de emprestar uma canoa motorizada para levá-la ao centro de saúde. O líder da aldeia apelou aos seus moradores cristãos e um deles emprestou seu barco e a mulher foi salva.

Dentro de três dias, a equipe abrangeu sete aldeias, todas elas hotspots, no distrito de Taveng. Como resultado da cooperação entre a Igreja Ban Lung, a ONG ICC de desenvolvimento Cristão e as autoridades de saúde do distrito, o surto Taveng foi trazido sob controle.

Segundo estatísticas oficiais, houve 96 casos e quatro óbitos registrados no Taveng durante o período de uma semana do surto.

A cólera, uma doença altamente contagiosa, provoca vômitos violentos, diarréia e, possivelmente, a morte por desidratação no prazo de quatro horas. Mais de 1.700 casos de cólera foram registados na província de Ratanakiri, de abril até início de julho.

A província cambojana viu o seu último surto de cólera grave em 1999, quando 275 pessoas morreram. Naquela época, os Cristãos eram envolvidos no desenvolvimento de materiais de educação sobre a cólera, tais como imagens e músicas adequadas para uso com os moradores analfabetos da tribo. Várias cópias do material foram feitas para o pessoal dos centros de saúde e voluntários de saúde da vila.

Satisfeito com a cooperação, o departamento de saúde provincial convidou a Igreja Ban Lung para participar de uma reunião oficial do governo sobre a cólera, realizada em 07 de julho.

Durante a reunião, a Igreja distribuiu materiais educativos sobre cólera para o pessoal de 29 centros de saúde e postos de saúde em toda a província.

A Igreja utilizou ainda artes criativas em seus esforços para promover a educação sanitária nas comunidades da aldeia. Jovens voluntários foram treinados para realizar sátiras educativas e de teatro da comunidade. No convite, eles se apresentaram no hospital provincial para familiares de pacientes com cólera.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães