Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Cultura

Resgate histórico
   Apesar de vocês
Livro destaca a participação de metodistas na luta contra a ditadura militar brasileira

O livro Apesar de vocês: oposição à ditadura brasileira nos Estados Unidos, 1964-1985,  lançamento da Editora Companhia das Letras trata de um aspecto da luta contra a ditadura militar totalmente desconhecido pelo público brasileiro: a resistência que houve à ditadura nos Estados Unidos.  Resultado de pesquisa do historiador norte-americano James N. Green, um dos principais brasilianistas da atualidade, o livro realiza um tributo às pessoas que combateram nos Estados Unidos a ditadura militar brasileira. Analisando as relações Brasil-Estados Unidos entre as décadas de 1960 e 1970, o autor adota como marco inicial a gênese do golpe de 1964. Green demonstra que as progressivas limitações às liberdades individuais no Brasil geraram protestos nos meios universitários, religiosos, políticos e artísticos dos Estados Unidos. Para os metodistas, a obra se reveste de importância especial: fala da participação de evangélicos brasileiros na luta contra a ditadura, destacando os metodistas Anivaldo Padilha, Brady Tyson e Fred Morris.

 
Tá chovendo hambúrguer e faltando palavras que alimentam.
   

Fui ao cinema! Na mão pipoca, refrigerante e o mais novo elemento fundamental: óculos para filmes em 3D. O filme: "Tá chovendo hambúrguer", mais uma das boas animações que se tem por aí.

A história, já muito comentada, fala de um inventor que, dentre tantas invencionices, constrói uma máquina que transforma água em comida. Hambúrguer, pizza, gelatina, sorvete, tudo isso cai do céu na mesma velocidade com que as pessoas, que antes só provavam famigeradas sardinhas, querem agora provar todos os sabores possíveis.

Há ainda um prefeito guloso e ganancioso, como os milhares que existem por aí, que vê na chuva de comida a oportunidade perfeita para encher o estômago e o bolso. Há alteração genética de comida, mudanças climáticas, "meninas do tempo" que escondem sua inteligência para conseguirem uma vaga no jornal nobre e um policial esmerado em defender a cidade, coisa não muito popular hoje em dia.

Há também um macaquinho que além de amar balas de gelatina em formato de ursinho (devo confessar que eu também amo tais balas!) tem um decodificador de fala, sim, o inventor gente boa facilitou a vida de seu amiguinho e também a sua comunicação com ele.

Flink, como tantos inventores por aí, sente-se um gênio incompreendido e faz de tudo para possuir a aprovação da sociedade e, em especial, de seu pai, que não se comunica com as novas tecnologias, nem tampouco com seu filho carente de afeto e afago.

Na história tem de tudo: comédia, aventura, romance, e, claro, um belo final feliz. Mas, há na história algo que pra mim foi o mais especial: a construção de um diálogo entre pai e filho que rompe distâncias e alimenta esperanças e bons sentimentos. Em um dado momento, pai e filho conseguem se comunicar. A menina inteligente que percebe que conteúdo é muito mais importante do que forma, coloca no pai o decodificador de fala, até então só usado pelo macaquinho. Com isso, o filho descobre o amor do pai que, por sua vez, descobre que não dói tanto se aproximar do filho, abraçar, beijar e dizer um saboroso e nutritivo Eu te amo!

Na nossa sociedade está sobrando comida pra quem pode pagar, mas estão faltando palavras que alimentam e que nenhum dinheiro pode comprar. Aqui fica o meu convite pra você: pai, mãe, tios, avós, marido, mulher, filhos e filhas, que tal chamar aquela pessoa que você gostaria de falar boas, belas e saborosas palavras para assistir um filme? Se o cinema está caro, ou você não paga meia, tudo bem! Um filme em DVD, ou mesmo na televisão, não importa. O que importa mesmo é que esse seja um bom aperitivo para uma gostosa conversa que deixe a sua vida e a sua convivência familiar com gostinho de quero mais.

É difícil ser entendido? É difícil demonstrar amor? Você precisa de um decodificador? Ele está acessível e funciona melhor que o do filme. Chama-se Jesus Cristo, o verbo que se fez carne e habitou entre nós para nos ensinar a amar, perdoar e conviver! Que Jesus, o Pão da Vida, nos alimente e nos abençoe.

Pastora Andreia Fernandes

Igreja Metodista do Jabaquara

Departamento Nacional de Escola Dominical - Redação.

 
Espiritualidade no cotidiano e Inclusão: FaTeo lança mais dois livros da série Cristianismo Prático

 imagens/Inclusao.jpg  

A Editeo está lançando mais dois livros da série Cristianismo Prático, que traz a reflexão teológica à vida cotidiana e a experiência de fé dos/as leitores/as. Numa linguagem simples, com exemplos concretos, os livros dessa série são ótimos recursos para a realização de estudos bíblicos em classes de escola dominical e grupos de discipulado.

 
 imagens/deusconosco.jpg  

Inclusão de pessoas com deficiência: Um desafio missionário. O livro de Elizabete Cristina Costa-Renders trata de assunto ainda pouco discutido nas igrejas. Estamos realmente abertos para uma espiritualidade inclusiva, como a de Jesus? E o que significa isso, na prática? Neste livro, Elizabete, que é Assessora Pedagógica para Inclusão na Universidade Metodista, indica caminhos para que as igrejas estejam, realmente, abertas a todas as pessoas.

 

Deus conosco: espiritualidade no cotidiano. O livro de Hideíde Brito Torres e Otávio Júlio Torres, pastores metodistas, fala do relacionamento entre Deus e seus filhos e filhas queridos. E como todo relacionamento, ele precisa ser cultivado dia a dia. Por isso, a espiritualidade não é tema para ficar encerrado dentro dos templos. Ele deve entrar conosco dentro de casa. |

Sobre a série


Cristianismo Prático, título da série, vem de uma expressão de John Wesley. Ele assim entendia o cristianismo: a vida dos cristãos e das comunidades deveria ser o objetivo maior do pensamento bíblico e da ação da Igreja. A proposta de um "cristianismo prático" visa colocar a vida dos cristãos (a prática pessoal de fé, na comunidade cristã e em sociedade), como base da reflexão cristã. Outro nome que Wesley utilizava era "cristianismo vital", ou o cristianismo que pratica a santidade de coração e de vida, a santidade social, que não se contenta só com palavras, mas pela vivência. Ao publicar a série Cristianismo Prático, a Faculdade de Teologia da Igreja Metodista busca contribuir no oferecimento de subsídios para que, à luz da teologia wesleyana, a experiência dos cristãos e cristãs amadureça e corresponda a algo que vai além de sentimentos e palavras, e se configura numa prática de amor e serviço. O primeiro número da série foi um estudo bíblico sobre 1 Tessalonicenses: Igreja Testemunha do Evangelho, de Josué Adam Lazier. O segundo número, do professor Luiz Carlos Ramos, foi Em espírito e em verdade - Curso Prático de Liturgia.


Informações e vendas pela Livraria da Editeo.

Tel (11) 4366-5012/4366-5787 Fax (11) 4366-5988
 
 
 
   O livro "Na Força do Discipulado" de autoria do Pr. Paulo Rangel. Editado pela Missão Primícias, o livro não visa questionar métodos de discipulado, mas motivar quem tem um método bíblico e quem também ainda não tem, afirmando que você pode ultrapassar seus limites para fazer cumprir a paixão que há em nós por vidas.
 

Pedidos pelos telefones: (22) 25225854/25228358/9216-8320

Valor: R$ 7,00

Paulo Rangel dos Santos Gonçalves  formou-se bacharel em teologia pelo Centro Universitário Bennett. É pastor desde 2000 e atualmente pastoreia a Igreja Metodista Central em Nova Friburgo , além de atuar como professor no Instituto Metodista de Formação Missionária, em Teresópolis.

 

Posts relacionados

Liturgia, Geral, por Sara de Paula

Sugestões para Celebração Da Semana Santa - 2021

Celebrar a semana santa é rememorar eventos fundantes da nossa fé. Nesta semana convidamos você e a sua comunidade para vivenciarmos esse período de forma muito especial, devocional. Em tempos de pandemia, onde muitas pessoas se sentem fragilizadas, entristecidas e sem esperança, encontramos na ressurreição de Jesus o anúncio da esperança de um novo tempo e o compromisso com o anúncio das boas notícias da Graça.

Geral, por Sara de Paula

[EC] Jornal EC junho 2020: uma Igreja Solidária

No ano em que a Igreja tem como tema nacional a Unidade, ela está vivendo um tempo de isolamento social, com templos fechados, sem poder celebrar com a comunidade, dar um abraço. No entanto, a Igreja não parou. Baixe agora a edição de junho do Jornal Expositor Cristão. 

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães