Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

I Desafio em Prosa e Verso promovido pela Igreja Metodista Jardim Botânico

13/8/2007 - REGULAMENTO DO "I DESAFIO EM PROSA E VERSO"

 

REGULAMENTO DO "I DESAFIO EM PROSA E VERSO"
 

1. OBJETIVO

O "Desafio em Prosa e Verso", promovido pela Igreja Metodista do Jardim Botânico- IMJB e coordenado por uma  Comissão Organizadora , tem como finalidade distinguir obras inéditas, em prosa e em verso, escritas e apresentadas em língua portuguesa, por  membros das igrejas metodistas do estado do Rio de Janeiro.
Visa oferecer a oportunidade do exercício da criatividade e da escrita literária e estímulo à realização e exteriorização dos talentos artístico-culturais de todos, vindo a despertar a devida sensibilização para a produção e audição de criações literárias e artísticas.
[Trata-se de um evento destinado a estimular a excelência e a virtude. Convém enfatizar que participar de um evento deste tipo significa estar consciente de que  apenas um pode vencer e que os critérios de escolha, mesmo havendo total transparência, podem não ser aceitos de igual forma por todos. Em outras palavras, o evento  deve ser visto como uma grande festa onde todos participam e se esforçam para melhorar o produto final de toda a coletividade envolvida. No trabalho premiado em cada uma das categorias, todos devem se sentir incluídos, pois implica ter havido  uma participação coletiva.
Sob este espírito, conclamamos a todos os membros da comunidade metodista a inscreverem seus trabalhos. Participar do evento é integrar-se a  uma  grande festa cultural, social onde todos buscamos o enriquecimento intelectual e espiritual.]
 
 
2. CATEGORIAS

O "Desafio em Prosa e Verso" envolve as categorias de:
2.1.  em prosa:  Conto, Crônica, Fábula -  em textos de tema livre ;
2.2.   em verso : Poema, Soneto, Cantiga - em textos de tema livre.
         Num total, portanto, de 6 gêneros literários.
_________________________
Conto, por definição, é uma narrativa breve e concisa, contando uma história, com início, meio e fim, geralmente com  uma única ação (e  espaço  limitado ou não a um ambiente),  e número restrito de personagens ? às vezes um só --  devendo ter  concisão,  precisão,  densidade :  o conto precisa causar um efeito singular no leitor; muita excitação e emotividade.
Crônica, por definição, é um texto literário curto, em geral narrativo, de trama quase sempre pouco definida, na maior parte extraída de elementos, fatos, coisas do cotidiano imediato, escrita em linguagem simples, coloquial, muito próxima do leitor, quase sempre explorando o  humor e utilizando-se de ironia e  crítica.
Fábula é uma narrativa de cunho imaginário e alegórico, de temática variada, cujos personagens são geralmente animais - mas podendo ser com personagens humanos (por exemplo: a história da Cinderela é uma fábula, assim como Chapeuzinho Vermelho) -- e cujo desenlace reflete uma lição moral: pode contar uma  história mítica ou inventada.

Poema é, por definição, uma obra literária apresentada em verso, uma composição poética em que há enredo e ação, ou que expressa e registra sentimentos, emoções, sensações, idéias, podendo ser em rima ou não..
Soneto é uma pequena composição poética, com número variável de versos -- cujo último verso (dito chave de ouro) concentra em si a idéia principal do poema ou deve encerrá-lo de maneira a encantar ou surpreender o leitor ou ouvinte -- estruturado formalmente em duas estrofes de quatro versos cada (quartetos ou quadras), e duas estrofes de três versos cada (tercetos).
Cantiga ,também denominada cântico,é uma composição poética de versos curtos e dividida em estrofes, própria para ser cantada ou destinada ao canto (o cordel é um exemplo literário de cantiga).
____________________________
 
3.CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO

Poderão se inscrever quaisquer dos membros das igrejas metodistas do estado do Rio de Janeiro, independente de sexo ou faixa etária.

Os interessados somente poderão inscrever 1(um) trabalho em cada gênero literário - mas poderão apresentar trabalho para cada um dos gêneros (a saber: para conto, crônica, fábula, poema,soneto,cantiga).

Fica vedada a participação de autores que já tenham sido publicados ou divulgado de qualquer forma no meio editorial-gráfico brasileiro, inclusive em jornais e publicações específicas.

As inscrições estarão abertas no período de 15 de agosto  até  01 de novembro de  2007, e poderão ser feitas diretamente na sede da IMJB,  ou enviadas pelo Correio à  IMJB no endereço rua Jardim Botânico, 648, Rio de Janeiro - RJ,CEP: 22.461-000, identificadas pela denominação "Ao ?Desafio em Prosa e Verso?". As inscrições feitas pelo Correio só serão consideradas válidas e aceitas se postadas até o último dia de inscrição, valendo como comprovante o carimbo da agência postal expedidora.

Não serão aceitas inscrições feitas fora do prazo ou enviadas por fax, internet ou outro meio qualquer.  
Encerradas as inscrições, não poderão ser feitas quaisquer alterações nos trabalhos e documentos.

A inscrição implica automaticamente em autorização do autor para que seu(s) respectivo(s) trabalho(s) seja(m) veiculados no site da IMJB e em sites das igrejas metodistas, quer do Rio de Janeiro quer de outros estados, inserido no niverso WWW, e em painéis e murais da IMJB e de igrejas metodistas do Rio de Janeiro e de outros estados.

A Comissão Julgadora poderá, e deverá, recusar trabalhos de texto com cunho e teor ofensivo, agressivo e inadequado ao ambiente eclesiástico e evangélico.

4. REQUISITOS DOS TRABALHOS

Os trabalhos devem, obrigatoriamente, ser inéditos e escritos em língua portuguesa, o que não impede o uso de termos estrangeiros no texto.

Cada trabalho em prosa  e cada trabalho em verso  deverá ter obrigatoriamente um título,acompanhado da indicação do respectivo gênero (se conto, crônica ou fábula; se poema,soneto ou cantiga).

Ficam automaticamente eliminados os trabalhos que já tenham sido publicados ou divulgados por qualquer meio, no todo ou em parte.
 

5. APRESENTAÇÂO ESCRITA DOS  TRABALHOS

Os trabalhos de cada autor, em forma escrita, deverão ser encaminhados à Comissão Organizadora /Julgadora em 3 (três) vias impressas de cada texto, em papel tamanho A4, em apenas uma das faces do papel, corpo 12, espaço 1,5 (entrelinhas), fonte Times NewRoman,observando o limite máximo de 4 (quatro) páginas seqüencialmente numeradas para conto, crônica ou fábula, e de até 2 (duas) páginas,também seqüencialmente numeradas,para poesia, soneto,ou cantiga.

As 3 vias de cada trabalho deverão ser acompanhadas, em um mesmo envelope,  de documento contendo nome completo, idade, endereço (rua ou avenida, cidade, estado), telefones, email (se o tiver) --- se  escritos à mão,   em letra de forma .

6. SELEÇÃO DOS TRABALHOS

A Comissão Julgadora se encarregará de realizar uma seleção prévia dos trabalhos enviados.

Os três melhores trabalhos de cada gênero serão encaminhados para a apresentação oral.


7. APRESENTAÇÂO ORAL  DOS TRABALHOS

Os trabalhos selecionados deverão ser apresentados pessoalmente de forma oral por cada autor, sendo que nos casos de conto,crônica , fábula  apresentados  em forma falada, e no caso de poesia, soneto, cantiga apresentados em forma declamada.

O tempo máximo de apresentação oral de cada trabalho em prosa (conto, crônica, fábula) será de 10(dez) minutos, e de cada trabalho em verso (poema,soneto, cantiga)  5 (cinco) minutos .

A apresentação oral dos trabalhos se realizará em local específico a ser escolhido, no dia 24 de novembro de 2007, inclusive com a apuração final dos trabalhos, julgando as apresentações por escrito e oral, e anúncio oficial dos resultados.



8..JULGAMENTO

A avaliação e julgamento dos trabalhos, tanto em sua forma escrita como em sua apresentação oral, serão realizados por uma Comissão Julgadora, composta por 03 (três) membros da IMJB, já designados.

As premiações se darão  para cada gênero, isto é, 1º. , 2º. e 3º. lugar em conto , 1º. , 2º. e 3º. lugar em crônica, 1º. , 2º. e 3º. lugar em fábula,  1º. , 2º. e 3º. lugar em poema, 1º. , 2º. e 3º. lugar em  soneto ,1º. , 2º. e 3º. lugar em  cantiga.

Os integrantes da Comissão Julgadora poderão ser substituídos a qualquer tempo, em caso de impossibilidade de participação decorrente de caso fortuito ou força maior, por outros membros  igualmente dotados das aptidões inerentes à avaliação de trabalhos literários e de  reconhecida capacidade artístico-cultural

A Comissão  Julgadora poderá, a seu critério, conceder menções honrosas.

As decisões da Comissão  Julgadora são  irrecorríveis.

O resultado final será publicado site www.imjb.org.br., da IMJB, na rubrica "Desafio em Prosa e Verso", nos sites de igrejas metodistas do estado do Rio de Janeiro e de outros estados e em  outras publicações metodistas.


9.. DISPOSIÇÕES GERAIS

Caberá à Comissão Organizadora receber os trabalhos inscritos, conferir a documentação exigida, organizar todo o processo para análise e avaliação dos trabalhos, providenciar a divulgação do resultado do "Desafio em Prosa e Verso", solucionar quaisquer controvérsias ou pendências, inclusive aquelas decorrentes de omissões deste Regulamento.

Este Regulamento encontra-se à disposição dos interessados, na secretaria da sede da IMJB, no site www.imjb.org.br., sob  a rubrica "Desafio em Prosa e Verso", e nos sites de igrejas metodistas do estado do Rio de Janeiro.

Informações complementares ou esclarecimentos poderão ser obtidos no período e horário das inscrições, na IMJB e pelo e-mail  imjb@imjb.org.br, com o assunto " Desafio em Prosa e Verso".

As inscrições implicam a plena aceitação, por parte do autor inscrito, do disposto neste Regulamento


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Em oração | 17.04.2020

Com o objetivo de mobilizar pessoas a orarem semanlmente e diariamente pelos propósitos selecionados pela área nacional da Igreja Metodista, te convidamos a participar da campanha EM ORAÇÃO. O versículo que conduz a campanha, lembra a importância da oração para fazer qualquer coisa: ...porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:5b). Veja os pedidos dessa semana.

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães