Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Juventude primeira região

Juventude Metodista  da 1ª RE comprometida em promover a justiça.

   

Na tarde do dia 29 de agosto de 2009 foi realizado na Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro o 1º Encontro Nacional da "RENAS Jovem".

O encontro contou com 102 jovens vindos do Rio Grande do Norte, Bahia, Ceará, Curitiba, São Paulo, entreo outros Estados representados. A Federação Metodista de Jovens, comprometida com o Evangélho Integral e com a promoção da justiça, incentivou e apoiou a participação da sua juventude no IV Encontro Nacional da RENAS e na criação da RENAS "Jovem", sendo representada por: Edvandro Damasceno (vice-presidente da FEMEJO), Lívia Rocha Teles (SD de jovens do distrito de Realengo),  Dayse Gomes, Cyro Garcia e André Guimarães (que são também represantantes jovens da Pastoral do combate ao racismo).

A RENAS Jovem pretende ser uma rede de relacionamento entre jovens cristãos que atuam na área social, com dois objetivos fundamentais:

- Articular jovens evangélicos que desenvolvem iniciativas pró-sociais por meio de projetos, instituições, igrejas ou qualquer outra entidade semelhante, facilitando a troca de experiências e a cooperação entre eles e seus trabalhos;

- Fomentar a participação desses jovens e das organizações evangélicas a que estão vinculados nas questões relacionada   políticas públicas
de juventude em nível local e nacional.

O Encontro foi uma experiência marcante para a juventude evangélica nacional e foi aberto com uma palavra desafiadora e motivadora de Ronald Sider, principal preletor do Encontro Nacional RENAS. Sider marcou a consciência do público incipiente na caminhada da ação social com uma recomendação aparentemente simplista, mas cujo significado ultrapassa a simplicidade: "Que Deus seja o centro".

Sabatinado por diversas perguntas, Sider se mostrou a vontade, em meio a um público curioso, ávido por respostas esclarecedoras, transitando em temas como o extremiso para a esquerda ou para a direita, a dualidade entre o puro ativismo social e a espiritualidade quase místivça e justiça, entre outras questões. Didático, enfatizou a necessidade de fazer a diferença nas universidades e usar os talentos acadêmicos em prol do Reino e das pessoas.

A segunda parte do encontro foi marcada pela formação de Grupos de Trabalho em quatro áreas:  Trabalho e Geração de Renda, Reforma Urbana, Preconceito e discriminação e Comunicação como instrumento de transformação Social. Cada GT gerou um documento final cujo principais temas abordados e propostas levantadas foram inseridas na carta Compromisso ao final do encontro.

O final do Encontro foi marcado por uma Ceia ministrada pelo Pastor Clemir Fernandes, principal articulador da RENAS-Rio. Com a ceia estava selada a comunhão e a integração daqueles jovens presentes e o pont de partida da RENAS Jovem como uma rede nacional de juventude caminhante e parceira nos desafios da RENAS Nacional na busca pela justiça, pela humanização e dignidade do povo.

DEPOIMENTOS:

"Nossa participação enquanto juventude Metodista foi muito boa no que diz reispeito a espiritualidae e política. É um momento novo na busca da juventude por um maior envolvivento social e a busca por uma espiritualidade que nos faça com olhar para o outro. Foi marcante e maravilhoso." (Dayse Gomes - Presidente da Sociedade de Jovens da IM de Cabuis em Nilópolis e Pastoral de Combate ao racismo)

"É importante para a Federação de Jovens da 1ª Região manter acesa a chama do evangelho Wesleyano, o social. Participar da criação da RENAS jovem nos alegra e nos permite sobriedade, sabendo que é grande a resposabilidade e possibilidade de ação na genuía proposta de Cristo e da doutrina Metodista." (Edvandro Coelho Damasceno - IM em Realengo, Vice-Presidente da FEMEJO 1ª Região).


Posts relacionados

Geral, Pastoral do Combate ao Racismo, por Sara de Paula

Por uma cultura antirracista | Diálogos no pós-abolição

  No dia 13 de maio, às 19h30, acontece a transmissão ao vivo "Por uma cultura antirracista | Diálogos no pós-abolição", promovida pelo Núcleo de Arte e Cultura da Univerdade Metodsita de São Paulo, e Pastoral de Combate ao Racismo da Igreja Metodista. 

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães