Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 10/06/2013

[Lançamento] Para de conjugar o verbo sofrer é o novo livro de Ariovaldo Ramos

Pare de Conjugar o Verbo Sofrer
Um livro diferente, para fazer diferença
 
Quem leu, gostou. Sobre o livro, já foi dito que são palavras de testemunho e sentido. Palavras de quem vê a vida pelo olhar do outro. Um livro para quem quer ser gente, como gente deve ser. Mais de mil exemplares foram comercializados em menos de dez dias, sem que o livro estivesse nas livrarias e principais pontos de venda.
Nas 120 páginas, elegantemente ilustradas, Ariovaldo Ramos propõe um novo estilo de vida diante do sofrimento: “O sofrimento é um ambiente inevitável. Mas, sofrer é um verbo que você não precisa conjugar.Diante do ambiente do sofrimento, reaja: ame, ajude, preste socorro”. No livro Pare de Conjugar o Verbo Sofrer, as palavras brincam poeticamente com o leitor, desafiando a uma nova postura diante da fatalidade.
O Selo Inatas e a Igreja Metodista da Asa Sul convidam para o evento do lançamento do livro, que será na própria igreja, no dia 10 de junho, às 19h30.

Será lançado hoje, na Igreja Metodista Asa Sul, em Brasília/DF, o livro Pare de Conjugar o Verbo Sofrer de Ariovaldo Ramos. Quem leu, gostou. Sobre o livro, já foi dito que são palavras de testemunho e sentido. Palavras de quem vê a vida pelo olhar do outro. Mais de mil exemplares já foram comercializados em menos de dez dias, sem que o livro estivesse nas livrarias e principais pontos de venda.

Nas 120 páginas, elegantemente ilustradas, Ariovaldo propõe um novo estilo de vida diante do sofrimento: “O sofrimento é um ambiente inevitável. Mas, sofrer é um verbo que você não precisa conjugar. Diante do ambiente do sofrimento, reaja: ame, ajude, preste socorro”.

No livro Pare de Conjugar o Verbo Sofrer, as palavras brincam poeticamente com o leitor, desafiando a uma nova postura diante da fatalidade.

O Selo Inatas e a Igreja Metodista da Asa Sul convidam para o evento às 19h30 na Quadra SGAS 610.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Concílio Mundial Metodista emite nota sobre o terremoto no Nepal

Depois do terremoto de magnitude 7,8 neste fim de semana (25) no Nepal que deixou mais de 4 mil morots e milhares de feridos até hoje, o Conselho Mundial Metodista e Comissão de Assuntos Internacionais emitiram uma declaração em nome do Conselho Mundial como segue abaixo:

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães