Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 15/10/2011

Nova Cogeam é acolhida por antecessores e Colégio Episcopal

VEJA MAIS FOTOS!

Os membros da Cogeam – Coordenação Geral de Ação Missionária 2012-2016 foram acolhidos nessa sexta-feira, 14, pelos antecessores e também pelo Colégio Episcopal. Foi uma noite descontraída e de apresentação. O pastor e consultor Washington Zucoloto participou da programação. Ele conduziu os participantes em uma dinâmica e transmitiu conceitos de liderança. A acolhida foi na Faculdade de Teologia da Igreja Metodista em São Bernardo do Campo, SP.

“Foi um momento de unidade da Igreja. Eu creio que esta transição entre a Cogeam atual e a Cogeam nova, mostra a força da Igreja. É satisfatório, ver todo mundo caminhando na mesma direção, com os mesmos propósitos. É um privilégio fazer parte disto tudo”, declara Erick de Oliveira Santos, novo membro da Cogeam pela 6ª Região.

No momento de integração entre a Cogeam e o Colégio Episcopal, todos se apresentaram e compartilharam experiências e expectativas. Silas Dornelas de Moraes, Rema, está entrando agora na Cogeam e demonstra entusiasmo. “Vou aprender e estou disposto a trabalhar. Tenho exercido meu ministério na Rema e quero contribuir agora na área geral. É um sonho que Deus tem colocado no meu coração e tenho certeza que, no que depender de mim, vou fazer o melhor”, diz.

“Minha expectativa é muito boa. Creio que a igreja está passando por um momento de transição, de mudança, de entender que tem um papel mais importante que no passado, no sentido que ela está se tornando um organismo maior de mais influência na sociedade e, por isto, deve ter ações mais profissionais, mais cuidadosas com a parte administrativa da Igreja”, revela Deise Luce de Souza Marques, da 1ª Região, nova integrante da Cogeam.

Após a palestra da noite, o Bispo Adriel de Souza Maia, 3ª Região, ministrou a Santa Ceia e encerrou a programação. Neste sábado e domingo, 15 e 16, a Cogeam permanece reunida. Os novos membros serão orientados pela liderança atual. “Eles vão ter instrumentos que nós não tínhamos anteriormente, para identificar, avaliar e dar continuidade aos processos administrativos da igreja. A transição é importante para mostrar o que foi construído e o que ainda precisa ser feito”, afirma Francisco Porto de Almeida Júnior, membro atual da Cogeam pela Remne.

O Bispo Roberto Alves, 4ª Região, comentou o trabalho de transição da Cogeam. “Nós tivemos apenas uma pessoa que permanece na Coordenação Geral de Ação Missionária. A maioria é de membros novos. A transição que está sendo feita tem sido importante para que dê continuidade aos projetos e conquistas que tivemos nos últimos cinco anos na Igreja Metodista do Brasil”, diz.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães