Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 05/04/2012

Palavra Episcopal: bispo Adonias faz chamado à evangelização

O Metodista nos caminhos da missão evangeliza o mundo

Novamente Jesus disse: Paz seja com vocês!
Assim como o Pai me enviou, eu os envio. João 20:21

A Missão de Deus é a Missão da Igreja! A Missão da Igreja é a sua Missão! Nossa Missão é evangelizar o mundo! Desde Abraão, o Deus Único e Vivo, Criador do universo, o Senhor das nações chama seu povo para ser abençoado e levar uma mensagem de salvação e esperança a todas as famílias da terra (Gn.12: 1-4). Os profetas anunciaram que Deus faria de Cristo a luz das nações (Sl.2:8; Is.42:6 e 49:6).

Em Jesus Cristo, Deus confirma seu propósito ao chamá-lo/la e enviá-lo/la para salvar a todo o que Nele crer, conforme Jo 3:16. Em Mt 4:23-25 e 9:35-38, Jesus vivencia na prática o que Ele veio fazer, com o propósito de ensinar a evangelizar, não somente os apóstolos e aos demais discípulos que seriam chamados a seguir, mas a todos os que viriam a crer Nele no futuro. Na ótica de Deus o que importa é ser nova criatura em Jesus Cristo.

Na Grande Comissão, narrada em Mt. 28:16-20, Mc.16:15-20, Lc.24:45-49 e At. 1:8, Jesus Cristo deixa claro para seus seguidores o que deveriam realizar por meio de suas vidas enquanto vivessem neste mundo.

No século XVIII, Deus levantou o povo chamado Metodista, do qual eu e você fazemos parte, não para ser uma instituição burocrática e morta, mas para, como movimento, pregar o poder do Evangelho de Jesus Cristo, com o firme propósito de reformar a Igreja de então, que estava vivendo na dinâmica da religiosidade morta, e a nação que estava na trilha da morte social, espiritual e política, bem como espalhar a santidade bíblica por toda terra. Graças à obediência a esta missão dada por Deus aos metodistas, hoje estamos todos aqui como herdeiros diretos deste chamado e envio. Que privilégio! Que responsabilidade!

Em julho de 2011, no Concílio Geral, trabalhamos a proposta missionária para os próximos 20 anos. A visão, o sonho e o propósito que Deus nos deu são de que neste período tenhamos em cada Estado uma Região Eclesiástica. É uma visão fantástica, grande e desafiadora para todos nós metodistas. Priorizamos para receberem investimentos missionários nos próximos 5 anos: Santa Catarina, da 2ª e 6ª Regiões; Mato Grosso do Sul, da 6ª e 5ª Regiões; interior de São Paulo, da 5ª, 3ª e 4ª Regiões; Espírito Santo, da 4ª e 1ª Regiões.

Expondo esses desafios aos irmãos/as, o que cada metodista precisará para cumprir do chamado vindo da parte de Deus?

Em primeiro lugar, precisará continuar crendo que a Bíblia é a Palavra de Deus para nós. O modelo para evangelizar é o modelo usado pela própria Bíblia; basta segui-lo, respeitando os contextos culturais. Pare de seguir modismos teológicos infundados e comece a seguir a Palavra inspirada por Deus em sua missão de fazer discípulas/os nos caminhos da missão.

Em segundo lugar, precisará ser renovado com o batismo do Espírito Santo e Fogo, que gera uma vida de piedade e misericórdia santa. Na linguagem wesleyana, significa batismo de amor, amor incondicional a Deus e ao próximo, como forma cristã de viver a fé bíblica. Se seu coração estiver aquecido pela presença do Espírito Santo, com certeza sua vida de oração, jejum, palavra, misericórdia, amor será revigorada em direção à santidade e ao testemunho que gera frutos para o Reino de Deus.

Em terceiro lugar, precisará de muita paixão e compaixão pelos seres humanos que ainda não são salvos. Há bilhões de pessoas que vivem em famílias e residem em nações que precisam conhecer Jesus Cristo pessoalmente. Uma das grandes marcas de Jesus e de seus apóstolos é que eles de fato davam suas vidas a favor das pessoas, com o propósito de vê-las salvas e transformadas pela graça divina. Esta paixão nasce de experiências fortes com Deus. Que nossa grande paixão seja cumprir a Grande Comissão!

Em quarto lugar, precisará que cada metodista ame a Igreja Metodista, ame sua Igreja local. Com o conhecimento que temos ou que afirmamos ter de Deus e da Palavra, não entendo como podem metodistas fazer parte desta maléfica rotatividade evangélica, destes divisionistas inconseqüentes e destes espíritos de dono de Igreja que ainda persistem em nossas Igrejas locais. Crie raízes, amizades, seja comprometido com a Igreja local, com seu crescimento doutrinário, ­espiritual, econômico e acima de tudo com seu crescimento missionário. A Igreja não fere as pessoas, mas as pessoas mal formadas na Palavra ferem umas as outras; portanto ame e não divida, não fira, não machuque, e, se alguém fizer isto a você, ame e perdoe, pois certamente irá cancelar o mal com o bem.

Em último lugar, porém não menos importante, precisará que cada metodista conheça e dê valor ao Plano Nacional Missionário. Faça deste Plano Nacional o seu plano. Que ele seja o plano de Deus para sua vida, seu ministério, sua Igreja local. Que sua Igreja se aprofunde, ame este plano e elabore o Plano Local a partir dele. Este plano foi inspirado pelo Espírito Santo e o Concílio Geral o aprovou com alegria, com festa, com graça, com oração.

De fato Deus está nos chamando e nos enviando ao mundo para evangelizar os perdidos! Você faz parte deste povo, faz parte desta Igreja, desta missão. Vamos unir nossas orações, intercessões, clamores a favor desta grande obra.

Eu o encorajo a ser uma discípula ou um discípulo cheia/o de motivação espiritual para com estes desafios; saiba que, se você se colocar nas mãos de Deus, Ele vai usá-la/lo de maneira extraordinária. Em nossa unidade cristã, fidelidade a Deus e à Igreja, que esta seja a nossa força missionária nesse país!

Em oração por sua vida e ministério,

 


Adonias Pereira do Lago
Bispo Presidente da Igreja Metodista


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães