Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Palavra Episcopal março 2008

 

 Roberto Alves de Souza, Bispo na 4ª Região Eclesiástica

"Mas Pedro e João lhes responderam: Julgai se é justo diante de Deus ouvir-vos antes a vós outros do que a Deus; pois nós não podemos deixar de falar das coisas que vimos e ouvimos." - Atos 4:19-20

A Igreja Metodista tem as suas doutrinas fundamentadas nas Sagradas Escrituras do Antigo e do Novo Testamento, única regra de fé e prática dos cristãos. O artigo 2º/§ 1º dos Cânones da Igreja Metodista declara: "A tradição doutrinária metodista orienta-se pelo Credo Apostólico, pelos Vinte e Cinco Artigos de Religião do Metodismo histórico e pelos Sermões de João Wesley e suas Notas sobre o Novo Testamento."

Como metodistas temos que conhecer o Credo Aóstólico e suas doutrinas e verificar sua fundamentação na Bíblia Sagrada. Você já parou para analisar as palavras contidas no Credo Apostólico, para entender e conhecer um pouco mais das doutrinas da sua igreja?

O Credo Apostólico não é uma oração como muitos pensam, mas é uma confissão de fé, ou seja, quando você cita o Credo Apostólico está declarando em que você crê. A confissão é algo exigido de todo cristão, pois Jesus Cristo declara aos seus discípulos: "Portanto, todo aquele que me confessar diante dos homens, também eu o confessarei diante de meu Pai, que está nos céus". O apóstolo Paulo ainda afirma que a confissão é essencial para a salvação: "Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo; pois é com o coração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação".

Através do Credo Apostólico confessamos publicamente a nossa fé nos sacramentos do batismo e da Ceia do Senhor, bem como reafirmamos nosso compromisso sincero e profundo com os valores do reino de Deus dentro da ética e do testemunho cristão.

Reafirmemos nossa fé:

Creio em Deus Pai, Todo-poderoso, criador do céu e da terra; e em Jesus Cristo, seu unigênito Filho, nosso Senhor, o qual foi concebido por obra do Espírito Santo, nasceu da virgem Maria, padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos; foi crucificado, morto e sepultado; ao terceiro dia, ressurgiu dos mortos, subiu ao Céu e está à direita de Deus Pai, Todo-poderoso, de onde há de vir, para julgar os vivos e os mortos. Creio no Espírito Santo; na Santa Igreja de Cristo; na comunhão dos santos; na remissão dos pecados; na ressurreição do corpo, e na vida eterna. Amém!

Como você pode observar, ele é baseado na Bíblia e, ao contrário do que alguns pensam, não é um documento ou uma reza católica, mas é fruto da Igreja Primitiva que existia antes do romanismo. O termo "Credo" vem do latim "credo" e significa "creio"; já o termo "Apostólico" vem do latim "apostolicu" e significa "que diz respeito aos apóstolos, que destes provém". É importante esclarecer que o "Credo" não é "Apostólico" porque foi escrito pelos apóstolos, mas é "apostólico" por ser a doutrina dos apóstolos.

Para Karl Barth, o Credo Apostólico "é um ato humano de reconhecimento da realidade de Deus, resposta coletiva, confessional, graciosa, exegética, proclamadora e missionária da Igreja". A Bíblia está repleta de textos que nos mostram a declaração básica da fé em Jesus Cristo. Vejamos: Deuteronômio 6:4-9[shema - confissão de fé dos judeus]; Mateus 16:16[a famosa confissão de Pedro]; João 1:29, 34[confissão de João Batista]; João 1:49[confissão de Natanael]; João 4:42[confissão dos samaritanos]; Mateus 14:33/João 6:14, 69[confissão dos discípulos]; João 11:27[confissão de Marta]; João 20:28[confissão de Tomé]. Confessar a fé em Jesus Cristo é algo presente na vida de seus seguidores e seguidoras.

A declaração de fé através do Credo Apostólico era também importante para o ensino e instrução dos novos convertidos na preparação para o batismo e caminhada na vida cristã. Somos responsáveis em doutrinar os fiéis para que sejam mais que membros, mas discípulos e discípulas de Jesus Cristo. Essa responsabilidade e tarefa e antes de mais nada responsabilidade do pastor e da pastora, que não pode repassá-la para outros.

Alguns estudiosos afirmam que os Pais Apostólicos acreditavam que o Credo Apostólico era resultado da pregação da Igreja Primitiva. Sendo assim, alguns dizem que também recebeu o nome de "Os Doze Artigos de Fé", pois nele há doze artigos que obedecem à lenda de que cada um dos 12 apóstolos escreveu um artigo. Veja esta ordem:

1.Creio em Deus, Pai Todo-poderoso, o criador do Céu e da terra;

2.e em Jesus Cristo, o seu único Filho, o nosso Senhor;

3.o qual foi concebido por obra do Espírito Santo, nasceu da virgem Maria,

4.padeceu sob o poder de Pôncio Pilatos; foi crucificado, morto e sepultado;

5.[desceu aos inferno], e ao terceiro dia ressuscitou dentre os mortos;

6.subiu ao céu e está assentado a direita de Deus Pai Todo-poderoso;

7.dali virá para julgar os vivos e os mortos.

8.Creio no Espírito Santo;

9.na santa Igreja de Cristo, na comunhão dos santos;

10.no perdão dos pecados;

11.na ressurreição do corpo;

12.e na vida eterna. Amém.

Através do Credo Apostólico reafirmamos nossa fé em Jesus Cristo. Como seus discípulos e discípulas, renovamos nosso compromisso de vida através dos sacramentos do Batismo e da Ceia do Senhor. 

Podemos concluir que crer e praticar essa doutrina é fundamental para que tenhamos uma fé e testemunho consolidados na Palavra de Deus e não em um "evangelho" de oba-oba onde não há fidelidade, compromisso de vida, tudo é superficial, sem sentido, sem razão, sem explicação.A Igreja Metodista é histórica porque têm doutrinas sólidas e fundamentadas na Palavra de Deus e na história do cristianismo primitivo, e estamos fundamentados na Bíblia Sagrada, nossa única regra de fé e prática.

Para saber mais:

 Para quem quer estudar mais o Credo Apostólico recomendamos a leitura e estudo do livro de Karl Barth: Credo - Comentários ao Credo Apostólico, Editora Novo Século, Osasco, São Paulo, 2005.


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Em oração | 19.08.2022

Com o objetivo de mobilizar pessoas a orarem semanalmente e diariamente pelos propósitos selecionados pela área nacional da Igreja Metodista, te convidamos a participar da campanha EM ORAÇÃO. O versículo que conduz a campanha lembra a importância da oração para fazer qualquer coisa: ...porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:5b).

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães