Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Pronunciamento do Colégio Episcopal 01 de 2007

SOBRE A ATUAL SITUAÇÃO

NA UNIVERSIDADE METODISTA DE PIRACICABA - UNIMEP

 

O Colégio Episcopal da Igreja Metodista, no desempenho do ministério docente e pastoral da Igreja, vem a público para fazer os seguintes esclarecimentos, em face da situação atual envolvendo a Universidade Metodista de Piracicaba - UNIMEP:

 

1. R E C O N H E C E M O S:

§         O papel preponderante da UNIMEP no cenário da educação brasileira e no exterior, levando-se em conta sua proposta de uma universidade comprometida com os valores do saber em termos de justiça, paz, solidariedade e integridade da vida.

§         Que a realidade da educação universitária no país, nos últimos anos, vive uma profunda crise de modelo, gerando a mercantilização do ensino, nesse cenário, atingindo as importantes universidades do nosso país, exigindo um novo reposicionamento filosófico, pedagógico e institucional.

§         A existência de uma tensão institucional na UNIMEP decorrente de vários fatores: reajuste institucional que proporcione condições de superação deste momento sem prejudicar os objetivos básicos da educação proposta pela Igreja Metodista; equilíbrio econômico-financeiro da Universidade em sua manutenção; constante dialética na busca de espaços de poder.

 

2. R E A F I R M A M O S  :

§         Que a proposta educacional metodista constitui um dos eixos essenciais na história da vocação da Igreja Metodista iniciado pelo seu fundador João Wesley, no século XVIII;

§         Que, de acordo com o Plano para a Vida e Missão da Igreja, "a Educação, como parte da missão, é o processo que visa oferecer à pessoa e à comunidade, uma compreensão da vida e da sociedade, comprometida com a prática libertadora, recriando a vida e a sociedade segundo o modelo de Jesus Cristo."

§         Que continuamos vendo e implementado o processo educacional metodista fundado nos mesmos valores e princípios que tem norteado a nossa missão educacional;

§         A importância da autonomia universitária como um processo permanente em construção, onde a Igreja e a Comunidade procuram estabelecer os valores e princípios necessários a um respeitável e sadio relacionamento entre os seus segmentos legitimamente estabelecidos.

§         A importância do equilíbrio econômico-financeiro para instituição para a sustentabilidade da continuidade de seu projeto de ensino, pesquisa e extensão.

§         O valor dos órgãos constituídos para a gestão da Universidade Metodista de Piracicaba.

§         A importância do diálogo aberto, respeitoso, justo, fraterno, transparente, para a superação das tensões e desafios que envolvem o projeto da universidade e como condição imprescindível para a normalidade da instituição.

 

O Colégio Episcopal, no uso de suas atribuições, acompanha pastoral e pedagogicamente a vida da instituição, respeitando as diversas instâncias institucionais da Igreja e da Universidade.

 

No espírito de oração ao Senhor da Igreja, da História e da Vida, invocamos a benção de Deus sobre todos e todas.

 

São Paulo, 15 de março de 2007.

 

Bispo João Carlos Lopes - Presidente do Colégio Episcopal

Bispo Adolfo Evaristo de Souza

Bispo Adonias Pereira do Lago

Bispo Adriel de Souza Maia

Bispo Geoval Jacinto da Silva

Bispo Josué Adam Lazier

Bispo Luiz Vergilio Batista da Rosa

Bispa Marisa Freitas Coutinho

Bispo Nelson Luiz Campos Leite

Bispo Paulo Tarso de Oliveira Lockmann

Bispo Roberto Alves de Souza

Bispo Stanley da Silva Moraes

 

clique aqui para baixar o documento oficial


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Contribuições do Protestantismo para a História da Educação no Brasil e em Portugal

Livro organizado por Cesar Romero Amaral Vieira e Ester Fraga Vilas-Bôas Carvalho do Nascimento fala sobre Contribuições protestantes para a história da Educação no Brasil e em Portugal 

Geral, por José Geraldo Magalhães