Publicado por Julyana Rodrigues em Geral, Intercessão - 28/10/2014

Semana de oração pelas Ilhas do Oceano Índico

Nesta semana estamos em oração pelas Ilhas do Oceano Índico. Você é convidado a fazer parte desse círculo de oração entre os dias 26 de outubro a 01 de novembro de 2014. Envolva sua Igreja e faça parte também desses momentos de oração em comum. Leve os motivos de ações de graças e intercessões nos cultos de orações de sua comunidade.
 
 
 
Motivos para agradecer:
 
  • A liberdade religiosa em Madagascar eo aumento da freqüência à igreja devido ao alcance da missão.
  • O crescimento em profundidade da espiritualidade cristã ea propagação do movimento de renovação carismática em todas as denominações.
  • Aqueles que trabalham incansavelmente para trazer a cura para aqueles que estão sofrendo esofrendo devido a doença, o desemprego ea pobreza.
  • Igrejas que trabalham para a justiça econômica e se dedicam a diaconia , especialmente entre os pobres na sociedade.
  • Trabalho eficaz para o desenvolvimento entre os pobres com humildade e Christian fidelidade.
  • Todo cristão que compartilha as boas novas do reino de Deus, bem como suas próprias vidas com aqueles que ainda não ou não mais reconhecem Cristo como seu Senhor e Salvador.
  • Os pastores, evangelistas, líderes leigos nas igrejas em Madagascar que trabalham incansavelmente para compartilhar o amor de Cristo com toda a nação através de palavras e atos.
  • A presença poderosa do Senhor, que acompanha a missão de divulgação em toda a área do Oceano Índico.
  • Os cristãos que acompanham o seu arrependimento com serviço e suporte da missão da Igreja.
  • O reforço da cooperação ecumênica entre as históricas igrejas, incluindo a Igreja Católica Romana.
  • Coexistência pacífica e cooperação cultural e económica entre as ilhas do Oceano Índico.
  • Os cidadãos que falam em nome dos silenciados ou inédito até o cego em lugares altos podem ver e até que todos os excluídos encontrar um lar na vida da nação.
  • A esperança de um futuro onde cada cidadão iria viver na dignidade de filhos de Deus.
 
 
Motivos de oração: 
 
  • Um despertar da liderança das igrejas na arena política, que seus olhos e ouvidos se abriram para os males e os gritos do povo e que seus corações ser sábio para discernir o que faz para a paz com justiça.
  • Diálogo inter-religioso e da cooperação.
  • Que todos os crentes assumir seu dom de sacerdócio e, assim, realizar uma outra é fardo para o bem da missão da igreja.
  • Boa governação e liderança com a visão.
  • Aqueles que vivem ao longo das linhas costeiras, para que possam ser protegidos da devastaçãode tufões e furacões anuais, e os que vivem em locais áridos que eles podem ser salvos da seca e da fome.
  • A direção do Espírito para as igrejas a renunciar a auto-justificação e sim trabalhar para o estabelecimento da justiça e dos direitos humanos para todos.
  • Cristãos nas ilhas do sul para ser mais eloqüente com seus atos do que com suas palavras.
  • Um testemunho fiel ao caminho do Senhor em arenas políticas e econômicas.
  • A justiça de Deus prevaleça nas arenas políticas e de bons resultados de eleições.
  • O amor de Deus a permear e transformar todo o trabalho das igrejas nas ilhas.
  • Igrejas para encontrar formas de cooperar no amor e na confiança no objetivo comum de apontar para o reinado de quebra de Deus em Cristo.
  • Todo o cristão para ganhar a compreensão eo compromisso com a justiça de Deus na sociedade.

 

 

Veja mais informações no site do Conselho Mundial de Igrejas


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Faleceu na tarde desse domingo, 24, Fábia Matos, filha do pastor Djalma e Dete Lima - Conselheiros Nacionais dos Juvenis

"Preciosa é a vista do Senhor a morte dos seus santos" (Sl 116.15).  Com pesar comunicamos o falecimento de Fábia Matos, 27 anos, filha do pastor Djalma e Dete Lima - Conselheiros Nacionais dos Juvenis.   A jovem infartou a caminho do hospital nesse domingo, 24, após ter passado mau. Ela estava sendo levada para atendimento médico pelo pastor Helio de Oliveira que prestou os primeiros socorros, mas não resistiu chegando na unidade de atendimento sem vida. O Colégio Episcopal se solidariza a todos os familiares e amigos/as nesse tempo de luto, dor e separação; na certeza de que o consolo e amparo divino está com toda a família.   Ainda não temos informações sobre local e horário para o sepultamento. Informaremos assim que possível.

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães