Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Testemunho: Jovens participam de encontro em Seul

Do dia 14 à 21 de Julho eu e mais três jovens metodistas brasileiros tivemos um grande experiência. Participamos do IX ICYCE (International Christian Youth Conference on Evangelism), Conferência Mundial da Juventude em Evangelismo, organizado pelo Concílio Mundial Metodista. Viajamos mais de 23 horas de avião até Seul, capital da distante Coréia do Sul. A delegação brasileira era composta por mim, Alexandre Quintino, representando a Confederação de Juvenis, Sinval Filho, representando a Confederação de Jovens e os estudantes de teologia Tiago Costa e Ronan Boechat.

Uma cultura totalmente diferente. Fisionomias diferentes. Aromas e sabores exóticos, as vezes difícil adaptação. Muitas cores e esperanças em um país que se modernizou e se desenvolveu através de uma grande revolução educacional e que nas ultimas décadas têm experimentado um crescimento exponencial do cristianismo. Nas ruas, o moderno se mistura com o antigo, grandes edifícios de multi-nacionais, tradicionais palácios e estátuas de heróis nacionais.

No centro histórico, um dia antes de começar o encontro, achamos uma Igreja Metodista. O primeiro templo cristão da Córeia, onde a primeira santa-ceia em território coreano foi celebrada pelo missionário Rev. Appenzeller, Chong Dong First Methodist Church. A barreira da língua não impediu que fôssemos recebidos pelo pastor da igreja que nos apresentou os dois grandes templos, um prédio de ação social e outro de educação cristã. Ainda no centro passamos pelo prédio da Igreja Metodista Coreana, o equivalente a Sede Geral, porém, um edifício de mais de 20 andares no principal cruzamento de Seul. É clara a importância do metodismo nesse país que já possui mais cristãos do que seguidores do Budismo, que é a religião tradicional da região.

O Encontro teve como tema "God's Yes", o sim de Deus. Nos reunimos no VisionLand, um moderno e acolhedor centro de conferência para jovens da Igreja Metodista de Seul que nos recebia. 450 Jovens de 43 países compartilharam suas experiências de fé e fomos todos capacitados para a evangelização pelos preletores: pastores e bispos metodistas da Nigéria, Zimbabwe, Coréia, Estônia e Estados Unidos; e nas palestras ministradas por metodistas leigos e clérigos de diversos outros países. Todos os continentes estiveram representados, rimos com a alegria dos latinos, nos emocionamos com testemunhos intensos de africanos e asiáticos, aprendemos com a sofrida trajetória da igreja no leste europeu, ensinamos os americanos a se abraçarem, mas em todo tempo sentimos a presença do Espírito Santo guiando cada momento. As língua eram muitas, diversas e distintas, um verdadeiro Atos 2, mas enquanto louvávamos nos cultos ao lado de um grupo de louvor com integrantes de todo o mundo, nosso louvor subia como um só, do mesmo modo que era um o sentimento que estava em nossos corações.

Como família de fé somos muitos. A terceira maior cristã. No domingo pela manhã junto com todos os congressistas fomos à KwangLim Methodist Church, a maior comunidade metodista do mundo. 85,000 membros, sendo que em 1973 eles tinham 150 membros. Aprendemos muito com essa igreja de oração que se reúne todos os dias em três horários antes do horário de trabalho para orar pela comunidade local e pelo país que está dividido desde a Guerra da Coréia em 1950. Participamos do terceiro culto da manhã, e ainda não era a ultimo. Um coral de aproximadamente 150 vozes e uma orquestra acompanhada por um gigante órgão de tubos foi responsável pelo louvor acompanhado de hinos, tudo em coreano traduzido para o inglês em pequenos aparelhos de tradução. Ali vimos fortemente o poder de Deus.

Agradecemos à aqueles que nos apoiaram e nos suportaram em oração, à minha igreja local em Vila Mariana, São Paulo, nossos pastores, ao Bispo Paulo Lockmann que nos apresentou a oportunidade, ao Conselheiro Nacional dos Juvenis, Luiz Alceu Zapparoli e à Revda. Joana D'Arc.

De toda essa experiência trouxemos muitas coisas. Novas amizades, expectativas, certezas, chamados de Deus, conhecimentos e a certeza cada vez maior que Deus levantou uma nova geração no movimento metodista para espalhar a santidade bíblica pela terra, na certeza que "o Mundo é a nossa paróquia" e que ainda temos muito trabalho à fazer.

Alexandre Pupo Quintino
Igreja Metodista em Vila Mariana
São Paulo


Posts relacionados

Intercessão, Geral, por José Geraldo Magalhães

Semana de oração pela Costa Rica, El Salvador, Nicarágua e Panamá

Você é convidado a fazer parte desse círculo de oração entre os dias 13 a 19 de julho de 2014. Acesse e conheça os motivos!

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães