Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Visão Mundial

A Visão Mundial do Brasil, parte integrante da organização humanitária cristã World Vision está selecionando um(a) Diretor(a) Nacional. Pede-se graduação em Ciências Sociais ou Administração, com mestrado e/ou especialização em áreas relacionadas ao desenvolvimento. Experiência mínima de 10 anos com responsabilidade gerencial e administrativa, preferencialmente em ONGs de desenvolvimento. O local de trabalho será São Paulo ou Recife (a definir).  Análise de currículo até dia 30 de setembro. E-mail: konsult100-dirnac@yahoo.com.br

DESCRIÇÃO DE FUNÇÃO

DIRETOR NACIONAL

SUBORDINADO A: Diretoria Brasileira e a Vice Presidente Regional (de acordo com o status Totalmente Interdependente do EN da VM Brasil dentro da Parceria da VM).

OBJETIVO DA FUNÇÃO

Promover a aplicação de todos os aspectos do ministério da Visão Mundial, assim como da Gestão Executiva da Organização por meio de uma liderança estratégica, como membro eficaz da Parceria, e assegurar um impacto ministerial da mais alta qualidade e uma prestação e contas de acordo com as políticas, protocolos e padrões da Parceria.

Desenvolver e aplicar as estratégias do país, os planos anuais de operação e os orçamentos para assegurar que eles estejam de acordo com os Valores Centrais da Visão Mundial, com sua Declaração de Missão e com as políticas e protocolos da VM. E, particularmente, estar comprometidos com ministérios holísticos e integrados como expressão do Testemunho Cristão e do poder do evangelho para transformar. Para que isso aconteça será necessário o levantamento de recursos nacionais e internacionais através da mobilização da sociedade civil brasileira.

RESPONSABILIDADES PRINCIPAIS

COMPROMISSOS COM O MINISTÉRIO

1.Definir, desenvolver e aplicar uma estratégia nacional de projetos e programas de desenvolvimento de área (PDAs) e outros, de acordo com o marco regional de DTS e as políticas da Parceria. Além disso, coordenar os programas e os projetos de Desenvolvimento Transformacional de alcance sub-regional e regional, com a participação de organizações e dos recursos provenientes de cooperações internacionais, de acordo com as estratégias nacionais e regionais.

2.Desenvolver a capacidade do EN para dar uma resposta oportuna e eficaz a emergências ocasionadas pelos desastres naturais e provocadas pelo ser humano.

3.Aplicar uma estratégia de testemunho cristão e desenvolvimento espiritual integrada à estratégia de DTS nos PDAs.

4.Acompanhar e monitorar um programa de microfinanças que seja sustentável e que contribua para aumentar a renda familiar e a geração de empregos em comunidades carentes, em acordo com a sua diretoria.

5.Apoiar iniciativas envolvendo a igreja local/nacional que promovam a prática da missão integral.

6.Aplicar e apoiar estratégias para a promoção de justiça que busquem mudança nas estruturas injustas que oprimem os pobres com os quais trabalhamos.

LIDERANÇA E GESTÃO ESTRATÉGICA

7.Oferecer uma liderança que construa e motive equipes de trabalho eficaz para atingirem plenamente os alvos do ministério da Visão Mundial e assegurar que haja prestação de contas através de uma adequada gestão de desempenho.

8.Ser modelo de um alto padrão de liderança pessoal cristã, como exemplo de maturidade e integridade diante dos diversos públicos.

9.Assegurar que a Visão Mundial Brasil funcione de maneira complementar e coesa, e onde os princípios de interdependência e de dupla cidadania possam orientar o uso das contribuições feitas para a Parceria da VM e o uso dos recursos retirados da Parceria com a VM.

10.Propiciar o desenvolvimento de uma cultura organizacional com enfoque de aprendizado e melhoria contínuos, com valores cristãos para apoiar o cumprimento da missão.

11.Estabelecer um sistema gerencial que valorize o desenvolvimento e o envolvimento de todos os recursos humanos, promova a orientação aos clientes e o aprimoramento contínuo da qualidade do ministério.

12.Assegurar um fluxo pertinente, oportuno e preciso de relatórios gerenciais e operacionais, de acordo com os objetivos e indicadores de cumprimento aprovados anualmente.Cada um dos distintos relatórios deverá cumprir com os padrões de apresentação, tanto para a Junta Local, quanto para os parceiros e doadores, conforme especificado no Pacto da Parceria.

13.Trabalhar com equipe de campo, comunidades e diretoria na elaboração de planos, aplicação, prestação de contas e limitações executivas, dentro das boas práticas de governo corporativo.

14.Assegurar diversidade de gênero e étnica em todos os níveis, conforme as políticas e diretrizes pertinentes.

LEVANTAMENTO DE FUNDOS E COMUNICAÇÕES

15.Promover o posicionamento estratégico da imagem da VM no país, bem como de seu papel catalisador no desenvolvimento de iniciativas conjuntas para a promoção de DTS com valores cristãos.

16.Desenvolver e monitorar uma estratégia de levantamento de fundos nacionais mobilizando a sociedade civil brasileira e, como conseqüência, produzir uma base de financiamento local para o ministério.

17.Proporcionar liderança, direção estratégica e apoio à equipe no desenvolvimento e na aplicação de experiências extraordinárias de doação e de arrecadamento de fundos para o ministério. Identificar novas oportunidades e criar uma aliança que possa levar a uma mobilização e à otimização de todos os recursos.

DUPLA CIDADANIA E PRESTAÇÃO DE CONTAS

18.Manter, promover e aplicar os Valores Centrais, a Declaração de Missão e o Pacto de Parceria em todos os aspectos do ministério da Visão Mundial.

19.Exercer uma boa mordomia sobre todos os recursos (dinheiro, doações em espécie, auxilio alimentar), mantendo um controle financeiro, bem como de registros e procedimentos, de acordo com os padrões de prestação de contas exigidos pela Visão Mundial Internacional, a diretoria Nacional e os doadores.

20.Assegurar que todas as propostas de projetos, relatórios, auditorias integradas e avaliações de ministério sejam revisadas e aprovadas, executando as ações pertinentes a fim de garantir que sejam atendidos os padrões de impacto e de prestação de contas.

21.Apoiar a diretoria do Escritório Nacional da Visão Mundial, para que cumpra suas responsabilidades de governo.Assegurar que a entidade caminhe, em alinhamento com a Política sobre Diretorias Nacionais, através de um plano de desenvolvimento da Diretoria.

22.Contribuir com a Parceria através de fundos gerados localmente, bem como de pessoal nacional, para atividades e programas internacionais, confirme as práticas acordadas.

23.Aplicar uma estratégia nacional de monitoramento e avaliação, a partir dos indicadores técnicos e gerenciais, compartilhando as informações de forma responsável.

RELAÇÕES E REPRESENTATIVIDADE

24.Representar a Visão Mundial como Parceria Internacional Cristã perante representantes do governo, estrangeiros e nacionais, colaboradores do ministério, igrejas, organizações não governamentais (ONGs), meios de comunicação, doadores e líderes comunitários, mantendo relações produtivas com essas pessoas.Ser representante e porta-voz da Visão Mundial diante de todos os públicos, inclusive os meios de comunicação locais e internacionais.

25.Visitar freqüentemente as comunidades para aprender, estimular aconselhar, estabelecer relações e avaliar e inspecionar os projetos financiados pela Visão Mundial.

CONHECIMENTOS, HABILIDADES E CAPACIDADES EXIGIDAS PELA FUNÇÃO

·Graduação em Ciências Sociais ou Administração com Mestrado e ou especialização em áreas relacionadas a desenvolvimento e ou MBA.

·Exige conhecimento e compromisso com a Visão Mundial, sua história, seus objetivos, ministérios e sistemas, sua Declaração de Missão, Visão e seus Valores Centrais.

·Exige experiência gerencial substancial, tanto a nível como internacional, onde haja evidência tanto de responsabilidade como de prestação de contas, inclusive uma experiência de pelo menos sete anos com o trabalho de desenvolvimento integral em um país em desenvolvimento.

·Experiência comprovada em planejamento, aplicação e controle de projetos.

·Deve ter conhecimento e experiência em gestão financeira.

·Deve ter bom conhecimento da cultura do país, e capacidade para se relacionar de forma trans-cultural.

·Requer boas relações interpessoais e capacidade para trabalhar em equipe.

·Deve ter excelentes habilidades de comunicação, tanto verbal como escrita, bem como capacidades de negociação, resolução de conflitos e administração.

·Requer a capacidade de criar uma cultura organizacional de inovação e de espírito empreendedor.Requer um compromisso de aprender, inclusive em relação ao crescimento profissional e espiritual.

·Requer disponibilidade e saúde adequada para o trabalho, incluindo a possibilidade de trabalhar e viajar extensivamente dentro do país, regionalmente e internacionalmente para assistir a reuniões administrativas de importância e visitar projetos.Viajar é uma função essencial da função, pelo que se requer saúde física para enfrentar os rigores do trabalho e das viagens dentro de um país em desenvolvimento e também as viagens internacionais.Além disso, devido a certos assuntos de segurança próprios do país, deve ser capaz e competente para tomar decisões chaves para a segurança e o bem-estar do pessoal da VM.

·Requer fluência no idioma inglês/português, de preferência conhecimento do idioma castelhano.

·Disponibilidade para Viagens (até 150 dias ano nacional e internacional.)

·Preparo Físico para o Trabalho:

Requer a habilidade de trabalhar e viajar freqüentemente em trabalhos através do país bem como fora do país (20-25% do tempo de trabalho) a fim de participar de várias reuniões da alta direção e reuniões do projeto no Brasil, regiões e com os parceiros da VM. Viagem é uma função essencial neste trabalho e exige um preparo físico suficiente para suportar a rigidez de se trabalhar e de viajar (i.e. de carro, caminhonete, avião, etc.) em um país que está em desenvolvimento assim como viajar para áreas internacionais. Além disso, devido a questões de segurança relacionadas com o país onde acontecerá o trabalho (i.e., tumultos civis, ameaças terroristas, etc.), a pessoa deve ser capaz e competente para tomar decisões chaves que vão influenciar a segurança e o bem-estar dos membros da equipe da VM.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Diaconia lança nova edição da Campanha Ser Criança

Nesta quinta-feira (1º), a Diaconia dá a largada para a terceira edição da Campanha Ser Criança, uma iniciativa que mobiliza e destina recursos a projetos comprometidos em garantir uma infância plena, digna e feliz a crianças em situação de vulnerabilidade social. 

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães