Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

125 anos metodismo em Juiz de Fora

 

     "Assim aqui chegaram Metodistas, 
               Daqui partiram Metodistas, 
                        Aqui permanecem Metodistas..."

Entre "lá" e "aqui", "ontem e hoje" existe um espaço que chamamos de tempo. O tempo é a tela onde a humanidade grava a sua história. Ele vai remando o grande mar da vida, incansavelmente, e cada um de nós vai lançando âncoras e deixando as marcas da nossa passagem por ele.                                   


Você sabia que?

Por volta de l884, Juiz de Fora foi escolhida por metodistas, missionários americanos, que aqui aportaram na intenção de criar um centro irradiador do metodismo.

Aqui construíram o Instituto Granbery da Igreja Metodista, o orgulho santo de todos, até os nossos dias.

Aqui edificaram o maior e o mais belo templo metodista da época, conhecido como a Catedral Metodista.

Aqui fundaram o Expositor Cristão com a finalidade de divulgar o metodismo e promover sua unidade nacional, objetivo este que permanece até hoje, como um dos principais do tradicional periódico.

Aqui fundaram a primeira revista feminina do Brasil, através da qual as mulheres, pela primeira vez, podiam expressar seus pensamentos e suas idéias.

Aqui enfrentaram a fúria daqueles que não podiam entender uma Igreja que buscava a liberdade e a solidariedade através da verdade absoluta, que é Cristo.

Talvez em nenhum ponto do Brasil o Metodismo nascente tenha desenvolvido com tanta lucidez o compromisso social, abraçando algumas causas libertárias como a da escravidão, a da República e outras que fervilhavam na sociedade brasileira, quanto em Juiz de Fora.

O tempo passou e lá se vão 125 anos...

A Jesus Cristo, nosso Senhor e Salvador, toda glória e toda a honra.

 

Ev. Alfredo Vieira

Veja também:

Os 107 anos da Igreja Metodista em Vila Isabel - RJ.


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

IPA

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães