Publicado por Sara de Paula em Expositor Cristão, Mulheres, Pastoral dos Direitos Humanos, Geral | 30/05/2016 às 12:26:02

Carta Aberta da Sociedade de Mulheres contra a Cultura do Estupro

 

Uma jovem de 16 anos foi violentada por mais de 30 homens, na zona oeste do Rio de Janeiro na semana passada. Os infratores divulgaram imagens chocantes do ato na internet, gerando grande polêmica em volta do caso que está sendo investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e Adolescente Vítima. 

 

Uma das discussões que também veio à tona com o caso, é sobre a Cultura do Estupro na sociedade brasileira, e no mundo. 

 

A Confederação Metodista de Mulheres realiza uma série de trabalho de enfrentamento a violência contra a mulher, e emitiu hoje uma Carta Aberta lamentando o ocorrido, e convocando metodistas a se engajarem na luta. "Quero convidar você a tomar uma atitude diante desta situação e procurar desenvolver atitudes que tragam vida e esperança a todas as mulheres, criando uma cultura de paz", diz um trecho da carta assinada pela presidente da Confederação, Ivana Garcia Aguiar. 

 

O texto ainda faz menção a campanha "Quinta-feira uso preto", que convoca mulheres para realização de um silencioso, porém relevante protesto, se vestindo com a cor preta em todas na quinta-feira. Para participar, vista-se de preto na próxima quinta-feira. Veja mais informações sobre a campanha aqui.

 

 

A nota é encerrada com um pedido: "Mulher, ame e acolha outra mulher como se fosse você". 

 

 

A página oficial de Direitos Humanos da 3° Região Eclesiástica também divulgou uma sugestão de liturgia, para quem deseja realizar um culto em favor dos que lutam pelo fim da violência de gênero. O documento foi publicado na última semana para ser aplicado no último domingo, mas pode ser usado em qualquer culto. 

 

CLIQUE AQUI PARA FAZER DOWNLOAD DA LITURGIA

 

A Assessoria de Direitos Humanos da 3° Região Eclesiástica, e a Secretaria de Ação Social da 8° Região Eclesiástica também emitiram uma palavra em apoio à luta pelo fim da violência de gênero. Para ler e compartilhar, acesse: https://goo.gl/GBbk0F

 

Leia o conteúdo da Carta Aberta emitida pela Confederação Metodista de Mulheres na íntegra: 

 


Tags: Confederação Metodista de Mulheres, Rio de Janeiro, Direitos Humanos