Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

decisões do concilio geral terceira fase


 A terceira fase do Concílio


O 18º Concílio Geral da Igreja Metodista ocorreu em duas etapas: em julho, no Espírito Santo; e em outubro, em São Paulo. Ainda assim, as delegações não tiveram tempo de submeter à votação todo o caderno de propostas. Por este motivo o Concílio delegou ao Colégio Episcopal e à Cogeam a tarefa de, conjuntamente, deliberarem sobre os assuntos que ficaram sobre a mesa. Em novembro se reuniram estes dois colegiados e tomaram decisões em nome do Concílio. Veja o que foi decidido.


Segundo o Bispo Stanley da Silva Moraes, secretário do Colégio Episcopal, a última fase conciliar começou dedicando toda sua atenção na igreja local como um espaço prioritário na vida da Igreja Metodista. "Foram aprovadas várias modificações visando dar à igreja local uma dimensão mais missionária e estabelecendo diretrizes mais claras sobre a sua organização", explica ele.  Abaixo, você vê as principais decisões. O novo texto dos Cânones da Igreja Metodista, em versão integral, será disponibilizado neste site até o final do ano.

Igreja que é igreja dá atenção à criança

Dentre as alterações canônicas, está uma importante inclusão no artigo 131, que trata dos critérios necessários para o reconhecimento de Igreja local. Agora, o trabalho com crianças passa a ser considerado um aspecto essencial para que uma igreja seja reconhecida como tal. Ou seja: um ponto missionário ou congregação só poderá ser alçado à condição de igreja se apresentar trabalho regular com crianças. Outra alteração importante neste artigo é a possibilidade de descredenciamento: uma igreja pode voltar à condição de congregação caso deixe de atender aos critérios mínimos que constituem uma igreja.

   

Ponto missionário longe de casa

Uma Igreja Metodista poderá ter um ponto missionário num lugar diferente de sua circunscrição, com recursos próprios ou em parceria com outra Igreja, distrito ou região.

SDs mais próximos das Igrejas Locais

Os concílios locais presididos pelo Superintendente Distrital, reuniões de avaliação que ocorriam anualmente, agora serão realizados a cada dois anos.  Mas isso não significa que os SDs estarão mais distantes da Igreja. O novo texto dos Cânones estabelece uma via de comunicação mais freqüente dos Superintendentes Distritais com a comunidade local. A partir do ano que vem, os relatórios das igrejas locais (financeiros, patrimoniais, cotas missionárias etc) terão que ser enviados regularmente aos SDs (a periodicidade será estabelecida oportunamente).


Ajuda nas contas
Foi aprovada a proposta que estabelece a existência de um Conselho Fiscal em cada igreja local. Esse conselho será eleito e terá suas atribuições definidas pelo Concílio Local.

Atribuições pastorais

Houve alterações nos textos que definem as competências do pastor ou pastora. Os artigos 139, 154 e 155 dos Cânones receberam nova redação. Alguns artigos foram unidos e "harmonizados". Dentre as mudanças, foi dada ênfase à confessionalidade metodista. Por exemplo: no item 1 do artigo 154, onde se diz que compete aos pastores(as) "ministrar os sacramentos, oficiar as cerimônias do ritual e pregar o Evangelho de conformidade com as doutrinas e práticas da Igreja" acrescenta-se, na seqüência da frase, a complementação: "Metodista, zelando pela seriedade da pregação e da liturgia". Os pastores e pastoras também passam a ter a obrigatoriedade de divulgar e aplicar as Pastorais do Colégio Episcopal em suas igrejas.  Outra responsabilidade pastoral será orientar e usar todo o material de Educação Cristã metodista para a Escola Dominical e demais trabalhos da igreja local.

 Pastores(as) metodistas não podem:

 * deixar de conceder transferência solicitada, por escrito, por membro metodista da igreja local.

* deixar de receber transferência de membro metodista de outra igreja local.

* celebrar a bênção do matrimônio entre pessoas do mesmo sexo, por ser incompatível com as doutrinas e práticas da Igreja Metodista.

 

Restrição para componentes de órgãos gerais colegiados

Os componentes de órgãos gerais colegiados de deliberação e judiciante da Igreja não podem ter vínculo laboral e empregatício remunerado de qualquer espécie com instituições mantidas pela Igreja.

 Os metodistas e a maçonaria

Segundo decisão conjunta da Cogeam e Colégio Episcopal, os metodistas que pertencem à maçonaria não serão impedidos de participar das atividades da Igreja, mas serão orientados a se desvincularem desta e de quaisquer outras sociedades secretas. Já os novos membros que se declararem maçons somente serão recebidos como membros da Igreja Metodista após se desligarem da maçonaria.

 

Questão de gênero

Uma proposta aprovada pelo Colégio Episcopal e Cogeam determina que o tema "Gênero e Igreja" seja abordado em todos os encontros ministeriais que ocorrerem até o próximo concílio.

 Metodista na mídia

As faculdades metodistas de comunicação serão responsáveis pela elaboração de um projeto de inserção da Igreja Metodista na mídia, em consonância com nossa identidade e promovendo capacitação das regiões nesta área.

 

Investimento em ação social

Várias propostas que incentivam a ação social foram aprovadas.  A Assessoria de Comunicação da Igreja Metodista será responsável por resgatar a prática do "Mural Metodista", divulgando a agenda de motivos de oração para as igrejas locais, com ênfase nas datas e questões de cunho social. Ao Colégio Episcopal caberá produzir pastoral sobre soteriologia (salvação), missão e ação social. Está prevista,também, a elaboração de um material para estudo do credo social e cartilha sobre a importância de políticas públicas.


 



Chácara Flora missionária

Foi aprovada a distribuição de 40% dos recursos da venda da Chácara Flora (veja reportagem no Expositor Cristão, edição de agosto) para projetos missionários nas regiões eclesiásticas, Rema e Remne e 10%  para o fundo missionário nacional. A outra metade dessa verba pertence à Confederação de Mulheres.

Veja também:

Reverenda Joana D´Arc será nova Secretária para Vida e Missão da Igreja Metodista.

 



Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães