Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral, Educação - 26/11/2013

Dia nacional de ação de graças, voz missionária

Sugestão

A liturgia trabalha a questão do tempo que passa, do dia que passa, como diz o salmista "um dia discursa a outro dia..." (Sl 19.2). Sugerimos colocar diversos relógios, ampulheta e folhas de agendas espalhadas pelo templo ou local da celebração.

"Teu é o dia, também, a noite..." Salmo 74.16

Dirigente: Chamou Deus à luz dia e às trevas, noite. Houve tarde e manhã, o primeiro dia. (Gn 1.5).

Congregação: Um dia discursa a outro dia, e uma noite revela conhecimento a outra noite. (Sl 19.2).

Dirigente: Teu é o dia; tua, também, a noite; a luz e o sol, tu os formaste (Sl 74.16).

Congregação: Contudo, o Senhor, durante o dia, me concede a sua misericórdia, e à noite comigo está o seu cântico, uma oração ao Deus da minha vida (Sl 42.8).

Dirigente: Este é do dia que o Senhor fez; regozijemo-nos e alegremo-nos nele. (Sl 118.24).

Todos: Todos os dias te bendirei e louvarei o te nome para todo o sempre. (Sl 145.2).

Hino: Louvor (138 HE)

Autora Sarah P. Kalley

Melodia: Frans J. Haydn

"Ensina-nos a contar os nossos dias..." Salmo 90.12.

Leitura Bíblica: Salmo 90.12-14

Um árabe estava sentado à sombra de uma palmeira num oásis do Oriente. Ao passar um turista ouviu-o gemer, suspirando profundamente. O visitante, aproximou-se dele e perguntou: O senhor não está se sentindo bem? Posso ajudá-lo?

Não, eu estou muito triste; ontem perdi uma jóia preciosa.

Perdeu uma jóia? Ela era realmente de grande valor?

Sim, era valiosíssima: tinha 12 diamantes brancos e 12 escuros.

Depois, sorriu um pouco e continuou:

O Senhor veio da Europa. Nós, os árabes, nos expressamos de maneira diferente de vocês. Falamos em figuras. O que perdi foi o dia de ontem. Esbanjei as horas do dia de ontem, bem como as da noite. Não pensei nenhuma vez em Deus. Por isso, foi um dia perdido e não pode ser recuperado. É por essa razão que estou triste.

A cada dia, Deus nos presenteia com uma página em branco para escrever a história da nossa vida. Nunca devemos nos esquecer que, quando erramos, Deus vem ao nosso encontro e nos dá uma nova folha e uma nova chance para recuperar o tempo perdido.

Momento de reflexão silenciosa

Oração

Declaração de perdão:

"Nas tuas mãos, estão os meus dias; ... Faze resplandecer o teu rosto sobre o teu/tua servo/a; salva-me por tua misericórdia" (Salmo 31.15,16).

Hino: Direção Divina (350 HE)

Autora Sarah P. Kalley

Melodia: Edward Niemayer

...para que cantemos de júbilo e nos alegremos todos os nossos dias

Salmo 90.14

Litania de Ação de Graças

Dirigente: Cantem ao Senhor, com alegria, porque o Senhor é bom!

Congregação: Seu amor é eterno e sua fidelidade não tem fim.

Dirigente: Louvemos juntos e a uma voz a grandeza do nome do Senhor.

Congregação: Seu amor vale mais que a vida, por isto o louvamos.

Dirigente: O amor do Senhor não tem fim, nem se esgota a sua bondade

Todos: As suas misericórdias renovam-se a cada manhã. Grande é a fidelidade do Senhor!

Hino Ação de Graças (125 HE)

Letra: Jerônimo Gueiros

Melodia: Ninna Köch

O Dia de Ação de Graças é um dia especialmente dedicado à gratidão. "Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus, em Cristo Jesus, para convosco" 1 Tessalonicenses 5.18.

A comemoração desse dia teve origem na América do Norte, em que agricultores e agricultoras, depois de um inverno rigoroso, dedicavam as primeiras colheitas em gratidão a Deus pela vida. No dia 13 de dezembro de 1621, o Governador William Bradford oficializou essa comemoração em Massachussetts. E no dia 26 de novembro de 1789, o Presidente George Washington fez uma proclamação a favor desse dia, ficando escolhida a última quinta-feira de novembro para expressão da gratidão nacional. No Brasil, o presidente Eurico Gaspar Dutra instituiu o Dia Nacional de Ação de Graças no ano de 1949.

Motivos de gratidão

Cada participante deverá lembrar e falar, em voz alta, um motivo de gratidão neste dia.

Aos teus servos apareçam as tuas obras, e a seus filhos, a tua glória

Sl 90.16

Reflexão

Salmo 90.14-17 (pistas para reflexão)

- Assim como o ser humano precisa da comida, também necessita da graça de Deus para poder afirmar alegremente a vida; o pedido "sacia-nos de manhã com a tua benignidade", significa que cada dia começa de novo. Cada dia é um presente de Deus e um recomeço da vida.

- No verso 15, o salmista não está falando de retribuição calculada, como se Deus devesse uma indenização dos anos de sofrimento pelo mesmo número de anos de felicidade. A graça consiste no fato de que a mão que fez as feridas é a única capaz de curá-las. Julgamento e graça andam de mãos dadas.

- O salmista conclui reconhecendo que somente a graça de Deus dá significado à vida e durabilidade à obra humana. "Vendo-se à luz de Deus, o que é passageiro ganha foros de durabilidade, o que é miserável recebe esplendor, e o que é absurdo converte-se em significativo, porque tudo é banhado pela luz da eternidade."

fonte: Artur Weiser - Os Salmos

Grande Comentário Bíblico. São Paulo: Paulus, 1994

Confirma sobre nós as obras das nossas mãos...

Salmo 90.17

Dedicação

Oração Antiga

Os dias passam e os anos vão desaparecendo enquanto caminhamos cegos no meio de milagres.

Senhor, faça com que nossos olhos vejam e nossas mentes sejam capazes de conhecer.

Permita que haja momentos em que Tua presença, como um raio, ilumine a escuridão na qual caminhamos.

Ajuda-nos a enxergar, para onde quer que nossos olhos se voltem, que "a sarça queima sem se consumir".

E nós, barro tocado por Deus, buscaremos a santidade e exclamaremos maravilhados:

"Como este lugar é repleto de uma reverência que nós não conhecíamos".

Autor desconhecido (Do livro "As bênçãos do meu avô" - Rachel Naomi Remem)

Cada participante deverá receber um marcador de Bíblia - na forma de um relógio - com o versículo 12, do Salmo 90. Pedir que cada um reflita sobre como tem utilizado os seus dias, suas horas.

Cântico: Oh Luz do Senhor!

Oh, luz do Senhor que vem

sobre a terra

Inunda o meu ser

Permanece em nós!

Bênção apostólica

Liturgia elaborada por Déa Kerr Affini  e Amélia Tavares C. Neves

Fonte: Revista Voz Missionária (site www.vozmissionaria.org.br)


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães