Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 15/09/2011

Entrevista: Bispo Adonias aponta vitórias do Concílio Mundial

O Bispo Adonias Pereira do Lago, presidente da 5ª Região Eclesiástica, foi um dos delegados da Igreja Metodista do Brasil no Concílio Mundial Metodista. O evento aconteceu em Durban, na África do Sul no início do mês de agosto e contou com lideranças da família wesleyana de várias partes do mundo. Nesta entrevista ao jornal Expositor Cristão, o Bispo Adonias fala sobre a experiência na África e sobre a emoção de presenciar a eleição do primeiro Bispo latino-americano como presidente do Concílio Mundial.

Qual a importância da eleição do Bispo Lockmann como presidente do Concílio Mundial? Participando como delegado da Igreja brasileira no Concílio Mundial Metodista e também da Conferência Mundial, pude ter conhecimento de alguns fatos. As lideranças do metodismo mundial tinham até o último Concílio sua concentração maior de pessoas vindas dos EUA e Europa. Obviamente, que quase sempre tiveram um ou outro membro dos países do terceiro mundo ou dos países do cone sul das Américas, África e Ásia. A importância de a presidência estar neste próximo período nas mãos do Bispo Paulo Lockmann se dá por algumas razões: primeiro, que o metodismo mundial terá um foco mais voltado para o discipulado, crescimento da Igreja, evangelização mundial. Vale destacar que um dos relatórios mais aplaudidos foi o da Evangelização mundial, liderados por Edi Fox e o Lockmann que possui, com grande paixão, esta ênfase em seu ministério e coração.
Outra razão é o fato de o metodismo mundial estar sendo liderado por irmãos/as do Cone Sul, ou seja, do Brasil e da África do Sul em especial. Esta mudança de cenário mundial representa valorização do metodismo desta área do globo terrestre. Outra razão é a maturidade dos países do primeiro mundo que, mesmo pagando a maior parcela da conta das ações do metodismo mundial, abrem mão da liderança para países com pouco recurso econômico e com contribuição bem menor, economicamente falando. Nossa esperança está em Deus que poderá usar o Bispo Lockmann para dinamizar a vida e missão da Igreja nos países participantes do Cone sul, em especial, na America latina que está precisando buscar com mais profundidade o crescimento de nossa Igreja. Por outro lado, também temos esperança de que o fervor missionário e evangelístico do Bispo contamine os países do primeiro mundo, que em vários aspectos da missão de ser Igreja no mundo, estão um tanto quanto adormecidos.

A Igreja Metodista no Brasil alcançou um alto nível de maturidade? A Igreja Metodista no Brasil está construindo sua maturidade a cada dia e em cada desafio que é colocado em suas mãos, vindo da parte de Deus. Com certeza, ter um metodista brasileiro presidindo o metodismo mundial traz reconhecimento do que está acontecendo por aqui, mas também nos desafia a cumprir mais e melhor a missão de ser Igreja em terras brasileiras. O metodismo brasileiro ainda experimentará um grande avivamento espiritual e missionário e com a graça de Deus vamos crescer com qualidade e enviar missionários/as por todo mundo. À medida que cada metodista se consagra e se dedica ao serviço de Deus, saindo das quatro paredes do templo e indo ao encontro das pessoas para viver e pregar o evangelho de Jesus Cristo, se perceberá maior maturidade e clareza de propósito na missão de cooperar com Deus na salvação do mundo.

O que muda a partir de agora? Com certeza, traz mais visibilidade para a Igreja brasileira diante de outros países com presença de Igrejas metodistas e de raízes Wesleyanas. O Brasil, como nação, possui um bom conceito e admiração por parte de metodistas de outros países e isto se deve ao perfil do povo brasileiro que é acolhedor, amigável e afetuoso em seu jeito de ser e, por sermos metodistas em uma Igreja que apesar de suas fragilidades possui bons sinais de avanço missionário, atrai a atenção de nosso povo ao redor do mundo.

Como a Igreja Metodista no Brasil é vista pelos outros países? Na minha percepção, nossa imagem é de admiração e respeito por parte de metodistas de outras nações. Ultimamente, há grande interesse em conhecer a Igreja Metodista e estar conosco para compartilhar experiências missionárias e de crescimento da Igreja. Em especial com os países da America Latina, temos tido boas relações e parcerias missionárias.

Veja fotos do Concílio Mundial Metodista aqui!


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães