Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Metodismo em Angola

Metodismo em Angola

Igreja Metodista Unida central de Luanda declarada património cultural

 O edifício da Igreja Metodista Unida Central de Luanda foi confirmado como património cultural de Luanda, numa cerimónia presidida pela Governadora provincial, Francisca do Espírito Santo, que esteve naquele local para descerrar a placa que atribui a presente classificação àquele local. O descerrar da placa veio consumar o decreto n.º 18 de Abril de 1995, exarado pelo Governo da Província de Luanda, que consagra este edifício que hoje conta com 125 anos, como património histórico-cultural de Luanda. A história deste edifício está intimamente relacionada com a chegada do Metodismo a Angola, pois diz a história que no dia 18 de março de 1885, chegou a Luanda a caravana de missionários afectos a esta igreja, chefiada pelo Bispo Willian Taylor, proveniente dos Estados Unidos de América, que celebrou o primeiro culto naquele local quatro dias depois.

 

Ao tomar a palavra, Francisca do Espírito Santo considerou que a Igreja Metodista Unida Central é parte integrante da história do nosso país, não só do ponto vista físico, mas também pelo facto de muitas pessoas terem recorrido a este espaço, de forma clandestina, para a luta de libertação nacional. De acordo com a governadora de Luanda, o reconhecimento vai permitir que todos os luandenses possam inteirar-se da história daquele património da cidade, razão pela qual recomendou uma maior divulgação da história deste edifício a todos os angolanos.  

"É um gesto há muito tempo aguardado"disse o líder da igreja o Bispo Gaspar Domingos, reafirmando que acto do Governo Provincial de Luanda veio apenas confirmar o reconhecimento daquela casa.

Por outro lado não deixou de exprimir a sua satisfação pela cerimónia de "patenteamento" da casa de Deus, que se sobrepõe às restantes casas da cidade de Luanda, por isso já não era sem tempo o este reconhecimento. Quem de igual modo teceu algumas considerações sobre o assunto foi o Director Provincial da Cultura, Manuel Sebastião, que disse que na verdade muitos de nós desconheciam que aquele edifício é um património histórico-cultural de todos os angolanos, para além de salientar a tarefa de protecção e conservação do mesmo à luz da lei do património cultural.

Por outro lado, considerou que a acção do Metodismo em Angola consubstancia-se também na angolanidade, a julgar pelo esforço levado a cabo elos metodistas e que contribuiu para o edificar da nação angolana. Por isso a acção do Governo Provincial de Luanda constitui-se num duplo reconhecimento que coincide com as festividades da cidade de Luanda. A casa Metodista foi fundada no ano de 1885, com a chegada a 18 de Março de uma caravana de missionários americanos a Luanda, liderada pelo Bispo missionário Willian Taylor que recepcionados pela autoridades portuguesas se estabeleceram naquele espaço.

Valdimiro Dias

Fonte: Jornal o País - www.opais.net (mantida a grafia original)

 

 

 

 


Posts relacionados

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães