Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 20/09/2013

Projeto Artesim.

Entrevista com a coordenadora do Projeto Rosangela Tavares

1. O QUE É O PROJETO ARTESIM?

R. O ARTESIM - Arte que se Importa e se Exporta - é um projeto alternativo de geração de trabalho e renda dirigido a mulheres desempregadas com mais de 30 anos, moradoras do Grajaú e bairros evizinhos, excluídas do mercado de trabalho por causa da idade. Utiliza a  fibra (embira)  de bananeira na confecção de capas de bíblias, carteiras, jogos americano, chaveiros, porta níqueis, etc. apostando, com isso,  na inclusão social a partir do artesanato  ecológico e no desenvolvimento sustentável.

2. HÁ QUANTO TEMPO ELE EXISTE ?

R. O projeto nasceu em janeiro de 2005 nas reuniões de oração da Congregação do Grajaú - RJ como uma resposta para desempregados, aliando a habilidade das mulheres como artesãs e a vocação ecológica do bairro do Grajaú-RJ, que, mesmo urbano,ainda tem bananeiras.

3. QUAL A SUA FINALIDADE?

R. Ser uma alternativa ecológica de geração de trabalho e renda para mulheres excluída do mercado de trabalho por causa da idade.

4. QUEM COORDENA O PROJETO E QUANTAS PESSOAS SÃO ATENDIDAS?

R. A coordenadora é a irmã Rosângela Tavares da Silva Lima, membro da Congregação Metodista do Grajaú, e  Administradora de Empresa, com pós-graduação em Ciências Ambientais pela UFRJ. A Rosangela experimentou o infortúnio do desemprego e foi tocada por Deus para liderar este projeto, que já capacitou 68 pessoas e hoje conta com 21 pessoas totalmente comprometidas com o projeto. O sonho é criar uma cooperativa.

5. ONDE O PROJETO ESTÁ LOCALIZADO?

R. Na Rua Itabaiana, 141 - Grajaú - RJ, numa área daCongregação, reunindo pessoas oriundas daTijuca, Andaraí, Vila Izabel, Méier, Jacarepaguá e Grajaú. Outras informações no site: www.artesim.com.br

6. Que caminhos o projeto já percorreu e quais as perpectivas?

R. Conta com o apoio da Igreja Metodista de Vila Isabel. Foi contemplado pela FASE - Federação de Assistência Educacional e Social em 2005, o queajudou muito. É considerado uma Tecnologia Social e participa da Rede de Tecnologia Social- RTS,que reúne 440 organizações pelo Brasil afora que buscam soluções que transformem realidades locais e tenham potencial de reaplicação, com foco em questões econômicas, sociais e ambientais. Participou da mostra da RTS em dezembro de 2006, em Salvador-BA. Em maio de 2007 foi avaliado numa visita técnica realizada por um grupo de 35 pessoasda UFLA - Universidade Federal de Lavras - MG, interessados desde a organização do projeto aos conceitos e valores (cristãos) que dão unidade ao grupo, embora a maioria dos participantes não pertença `a Igreja. Perguntaram muito sobre  legitimidade (participação da comunidade), durabilidade, sustentabilidade ecológica  e replicabilidade (utilização  em outro local).

No final da avaliação, os visitantes apresentaram sugestões com o objetivo de agregarmos  mais valor aos produtos e tentar obter encomendas de empresas comprometidas com a responsabilidade social. É possível, pois o consórcio de universidades apontou que é pequena a quantidade de projetos que buscam articular-se com outros,, com órgãos de governos ou com organizações da sociedade civil, viabilizando parcerias intersetoriais e dando escala a soluções de interesse coletivo.

Desde julho 2007 está concorrendo ao prêmio do Banco do Brasil para projeto sociais-ecológicos. No último dia 15 de setembro o ARTESIM participou do Seminário da RENAS- Rede Evangélica Nacional de Assistência Social, em Belo Horizonte-MG. Expomos os produtos e muitos participantes gostaramespecialmente das capas de bíblias.

 

O ARTESIM busca interagir com outras experiências e a participação na Rede de Tecnologia Social-RTS facilita o intercâmbio. É importante o apoioinstitucional da Igreja Metodista em Vila Isabel, da Secretaria Regional de Expansão Missionária e da Secretaria Regional de Ação Social da 1º região. A idéia é que através destas parcerias pudéssemos fazer um seminário de capacitação de coordenadores e facilitadores do Projeto ARTESIMpara que o mesmo fosse reaplicado nas diversas localidades da 1º região, mas até agora não conseguimos sair do campo das idéias porque falta principalmente apoio financeiro.

"Sonhamos e caminhamos em direção dà inclusão social e espiritual da comunidade, e com a ajuda de Deus, da Congregação do Grajaú e da Igreja de Vila Isabel temos muitas esperanças. Achamosmuito positivo que universidades e agências de fomento tomem iniciativas de apoiar projetos  que funcionem como agentes de mudanças sócio-econômica-cultural. Nós cooperamos na comunidade local para diminuir as desigualdades na distribuição da renda, a degradação ambiental e moral. É chegado o Reino de Deus, com Justiça, com inclusão social e espiritual".

 

Se você deseja saber mais informações e ver os produtos do projeto acesse www.artesim.com.br
E.mail: artesim@artesim.com.br . Tel: (21) 2520-8945


Posts relacionados

Geral, Expositor Cristão, por Sara de Paula

EC maio: família projeto de Deus!

Maio, o mês da família! A pandemia trouxe muitos desafios para a vida conjugal e familiar, por exemplo, incertezas, medos, intensidade de emoções, redefinição de responsabilidades dentro do lar, acúmulo de funções com trabalho e escola coexistindo dentro de casa e uma imersão na convivência pessoal e familiar, que não fora vivida antes. Nesses cenários, a família tem que se moldar aos novos desafios da casa. 

Geral, Escola Dominical, por Sara de Paula

Abigail: sabedoria para resolver conflitos | Lição grátis para Escola Dominical

A guerra nunca será a melhor solução, nem mesmo em tempos de conflito. Quando o conflito chega, nem sempre há disposição para solucioná-lo. Há quem se afaste, há quem ignore, há quem ataque. Tais ações não resolvem. É preciso enfrentar o conflito. A pacificação, o diálogo, a humildade e a oração, são fundamentais. Baixe o estudo para Escola Dominical. 

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães