Publicado por José Geraldo Magalhães em Destaques Nacionais - 24/04/2014

Bispo Luiz Vergilio fala sobre a realidade das instituições de ensino da Igreja Metodista

Prezadas pastoras e pastores metodistas, irmãs e irmãos metodistas! 
 
 
Graça e Paz!
 
1. Como é do conhecimento das irmãs e irmãos, as Instituições de Educação Metodistas são administradas pela Área Nacional da Igreja, sob a supervisão da COGEAM, e administradas pelo Conselho Superior de Administração – CONSAD, cujo Diretor Superintendente Executivo é o irmão Wilson Zuccherato, capacitado administrador, com experiência internacional, membro da Igreja Metodista de Campinas.
 
2. Desde o ano de 2002, as Instituições Educacionais da Área Geral da Igreja Metodista estão organizadas como Rede Metodista de Educação, ligadas ao Conselho Geral de Instituições da Igreja Metodista – COGEIME, tendo uma Central de Serviços Compartilhados – CSC, sob a orientação do Diretor Superintendente, Sr. Wilson Zuccherato, que, também, é Diretor Geral das IMEs. Todas estas instâncias estão subordinadas a Coordenação Geral de Ação Missionária – COGEAM, que é a Assembleia das Instituições.
 
3. Tendo em vista o endividamento histórico das Instituições Educacionais, o que, em muitas oportunidades provocavam o bloqueio de contas bancárias das Igrejas Locais e Sedes Regionais, por conta de demandas trabalhistas e/ou empréstimos bancários tomados para saldar compromissos com folhas de pagamento de professores (as), funcionários (as) e fornecedores, etc., o XIX Concílio Geral, realizado em 2011, determinou que a COGEAM buscasse todos os caminhos possíveis para saldar as dívidas; pois caso não fossem tomadas providências urgentes e drásticas, o histórico projeto educacional da Igreja Metodista entraria num penoso processo de descontinuidade, como já tem acontecido a muitas Instituições Confessionais.
 
4. Assim, uma série de soluções vem sendo trabalhadas e buscadas pelos órgãos responsáveis pela administração das Instituições; quer em termos otimização do patrimônio, quer em termos de projetos imobiliários, ou no desinvestimento de parte do ensino superior. Estes caminhos estabelecidos, para a busca de enfrentamento das dívidas acumuladas, têm gerado muitas especulações; especialmente por pessoas que desconhecem esses processos e as decisões conciliares sobre as IMEs. Fato que tem sido agravado, nos últimos dias, por duas notícias publicadas em jornais de Porto Alegre, (Zero Hora e Correio do Povo) dando conta de que, por uma demanda do Sindicado dos Professores (as) – SINPRO-RS, o patrimônio do Colégio Americano seria leiloado, para pagamento de uma dívida da Instituição IPA. Uma dívida referente ao ano de 2003.
 
5. Na verdade, a cobrança era uma parcela que já estava sendo devidamente pago, e, cujo montante já está quitado.
Em decorrência, gerou-se uma movimentação, especialmente entre ex-alunos (as) das Instituições IPA/Americano, com manifestações de apreço às escolas e com ações programadas, incluindo uma movimentação para tombamento dos prédios de ambos os Colégios; com a participação de alguns irmãos e irmãs metodistas. 
 
6. Quero lembrar aos irmãos e irmãs que a Igreja Metodista, em seu Concílio Geral, anteriormente citado, reafirmou o compromisso histórico do Metodismo com a Educação. Mesmo que as escolas confessionais enfrentem uma concorrência esmagadora de outras Instituições Privadas, que são verdadeiras empresas que contam com capital internacional e investimento em Bolsas de Valores, o Metodismo continuará a exercer sua missão educacional no quer for possível economicamente; cuja origem passou pelas antigas escolas paroquiais, para o atendimento às crianças pobres, e para a promoção do Evangelho; fundadas no exemplo do que fez o Rev. John Wesley ao instituir a Escola de Kingswood, em 1748, e que continua funcionando até hoje.
 
7. A Igreja Metodista é conciliar e de sistema representativo. Ela não pode, e nem deve, ser pautada por notícias da imprensa ou que transitam pelas redes sociais. As decisões conciliares, os Cânones, os documentos da Igreja estão à disposição de qualquer membro da Igreja, ou mesmo de pessoas de fora da Igreja; pois estão acessíveis no site nacional da mesma. As tomadas de decisões conciliares são apresentadas e discutidas com toda a transparência, de forma plenária e democrática. Esta é a nossa força conciliar, e, paradoxalmente, a nossa fragilidade institucional; pois pessoas podem fazer uso inadequado destas informações. Evidentemente, muitas decisões que são tomadas por órgãos internos deliberativos ou executivos da Igreja exigem um nível de descrição que indica o trânsito da representatividade e da confiabilidade que delegamos a irmãos e irmãs que constituem estes Colegiados. 
 
8. No órgão maior de deliberação da Igreja (COGEAM) temos a representação de nossa Segunda Região através da irmã Prof.ª Iara Covolo e do Rev. Clemir Chagas. No Conselho de Administração Superior temos a representação do irmão Eng.º Jonas Sala, sendo que o atual Presidente deste Colegiado o Revmº Bispo Stanley da Silva Moraes é membro clérigo da Segunda Região Eclesiástica. (Cargo assumido em substituição ao irmão Paulo Bruhn, membro leigo da Igreja Metodista de Vila Jardim). 
 
Estas representações de nossa Região Eclesiástica foram indicadas e eleitas, na forma representativa, pela Igreja Conciliar. No Concílio Geral tivemos doze irmãos e irmãs delegados e delegadas da Segunda Região. Neste fórum máximo de deliberação da Igreja as macro decisões são tomadas. Como sabemos, é no plenário dos Concílios que cada irmão e irmã, podem, por delegação de seu respectivo Concílio Regional, expressar de forma transparente e democrática os seus posicionamentos em relação aos assuntos tratados, concordando e divergindo; ao cabo, avalizando as decisões estabelecidas por consenso ou maioria. 
 
Assim, oremos a Deus pelas vidas destes irmãos e irmãs do RS, que nos representam nestas instâncias de decisão da Igreja, bem como aos demais conselheiros e conselheiras de outras regiões eclesiásticas, e as pessoas que trabalham e estudam em nossas Instituições.
Isto indica que devemos, também com a mesma paixão, voltar nosso olhar, esforço e mobilização para as nossas instituições regionais e locais, em suas esferas de atuação.
 
Na Presidência da Segunda Região e Bispo Assistente do COGEIME posso testemunhar a seriedade e o compromisso com os valores do Evangelho e o compromisso com a educação metodista destes colegiados; sempre visando o bem da Igreja e de suas Instituições; bem como cumprir com as determinações Conciliares, na busca de equacionar o passivo financeiro das mesmas.
 
Que a Ressurreição de Cristo mova a nossa esperança, apostando na vitória dos sinais de vida, face aos sinais de morte.
 
Fraternalmente em Cristo:
 
Bispo Luiz Vergílio Batista da Rosa
 
Segunda Região Eclesiástica-RS
- Porto Alegre, 16 de abril de 2014.

Tags: instituicoes-metodistas


Posts relacionados

Destaques Nacionais, por José Geraldo Magalhães

Secretário do Colégio Episcopal será submetido a cirurgia de transplante de rins

O Secretário do Colégio Episcopal da Igreja Metodista, bispo Stanley da Silva Moraes, será submetido a uma cirurgia de transplante de rins na manhã do próximo domingo (31), as 6h no Hospital das Clínicas, em São Paulo. 

Expositor Cristão, Destaques Nacionais, Mídia, por José Geraldo Magalhães

Expositor Cristão aborda o valor da família diante das mudanças sociais

Novas configurações familiares quebram paradigmas e convidam a igreja a se abrir para o debate. Conheça o propósito de Deus para a família e reflita sobre o papel da igreja diante dessa nova dinâmica social. Novas configurações familiares quebram paradigmas e convidam a igreja a se abrir para o debate. Conheça o propósito de Deus para a família e reflita sobre o papel da igreja diante dessa nova dinâmica social. 

Colégio Episcopal, Destaques Nacionais, Educação, por José Geraldo Magalhães

Mudanças no Conselho Superior de Administração, o Consad

No próximo sábado (30), o presidente do Colégio Episcopal da Igreja Metodista, bispo Adonias Pereira do Lago, realizará a consagração e posse dos novos presidente e vice do Conselho Superior de Administração e Conselho Diretor das Instituições Metodistas de Educação (Consad).