Publicado por Sara de Paula em Geral, Pastoral do Combate ao Racismo - 12/11/2021

Cristo, volte meu olhar #ConsciênciaNegra

No mês da consciência negra, a Pastoral Nacional de Combate ao Racismo da Igreja Metodista te convida a olhar para as questões que impactam negativamente a vida da população negra, dentro e fora da comunidade de fé. “Cristo, volte meu olhar”, é uma oração que nos desafia a olhar para os problemas que muitas vezes queremos ignorar. Propomos algumas questões e te convidamos a pensar sobre elas, considerando a sua Igreja Local. Poste nas redes sociais da sua igreja, incentive comentários, e leve as questões para a Escola Dominical e estudos bíblicos.

Colha a opinião dos(as) membros e conte pra gente. Incentive as pessoas negras da sua comunidade de fé a falarem coo se sentem sobre essas questões, se sentirem a vontade para isso. Lembre-se de publicar nas redes sociais utilizando as hashtags #VolteMeuOlhar #Metodista e #ConsciênciaNegra.

CLIQUE AQUI E BAIXE AS IMAGENS DA CAMPANHA PARA AS SUAS REDES SOCIAIS.

E no dia 27 de novembro, às 19h, participe da Celebração do Mês da Consciência Negra em nosso canal. 

Assista no Youtube.

 

Promova as discussões em sua Igreja Local:

- Igualdade para todos e todas, homens e mulheres, negros e negras.
A Igreja Metodista atua na eliminação de diferenças entre homens e mulheres há muitos anos, mas temos feito o mesmo como igreja, para combater as diferenças relacionadas à raça, etnia e cor da pele?

- Uma educação para uma sociedade mais justa, só é possível com a superação do racismo.
A Educação Metodista conta com diretrizes importantes para formar uma sociedade justa, mas como podemos ter uma sociedade justa sem combater o racismo?

- Nomear, denunciar e combater todo o tipo de discriminação, importa.
Documentos importantes da Igreja Metodista, como o Programa Nacional Antirracismo, identificam e denunciam a discriminação racial, mas somos encorajados o suficiente para dizer “isso é racismo”, quando identificamos uma atitude racista na comunidade de fé, ou apenas falamos de descriminação de forma superficial?

- Metodistas são antirracistas.
O(a) membro(a) da Igreja Metodista deve renunciar a tudo que se opõe a doutrina da organização, mas somos cobrados a renunciar à falas, declarações ou “piadas” racistas na nossa comunidade?  

- Líderes metodistas, combatem o racismo.
Lideranças da Igreja, assim como o(a) membro(a) metodista, deveria renunciar a atitudes racistas, mas esse é realmente um critério que encontramos hoje nas nossas comunidades de fé?


Assista também a Live Bíblia e Negritude, promovida pelo Departamento Nacinoal de Escola Dominical.


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Em oração | 06.03.2020

Com o objetivo de mobilizar pessoas a orarem semanlmente e diariamente pelos propósitos selecionados pela área nacional da Igreja Metodista, te convidamos a participar da campanha EM ORAÇÃO. O versículo que conduz a campanha, lembra a importância da oração para fazer qualquer coisa: ...porque sem mim nada podeis fazer. (João 15:5b).

Expositor Cristão, Mulheres, Pastoral dos Direitos Humanos, Geral, por Sara de Paula

Carta Aberta da Sociedade de Mulheres contra a Cultura do Estupro

O texto faz referência ao estupro coletivo que aconteceu no Rio de Janeiro, contra uma adolescente de 16 anos

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães