Publicado por José Geraldo Magalhães em Geral - 13/09/2013

Metodistas praticam solidariedade

O ministério da Solidariedade, da Igreja Metodista Central de Campinas, São Paulo, lançou, este ano, o projeto "Irmão ajuda irmão", conclamando à participação de voluntários para a prestação de serviços de ajuda sem qualquer remuneração.

sexta-feira, 13 de março de 2009

"A idéia está tendo boa aceitação", disse para a ALC o pastor Samir Borges da Silva, 55 anos, pároco da igreja local. Mais de 40 pessoas já se cadastraram para atender e cuidar de crianças, ajudar idosos, fazer compras para pessoas incapacitadas, acompanhar pessoas a médicos e farmácias.

Até na mudança de família de uma residência a outra já tivemos ajuda, comemora o pastor. A congregação metodista de Campinas reúne em torno de 400 famílias.

Profissionais liberais, como médicos, dentistas, advogados, psicólogos, aderiam à proposta e disponibilizam algumas horas por mês para o atendimento gratuito de pessoas com menos recursos.

O projeto "Irmão ajuda irmão" volta-se à ação solidária entre os metodistas. Para a comunidade em geral, explicou o pastor, a igreja mantém a Associação Beneficente Campineira (ABC), que dispõe de farmácia, creche e salas para a realização de cursos profissionalizantes. Campinas fica a 96 quilômetros de São Paulo.

Agência de Notícias ALC


Posts relacionados

Geral, por Sara de Paula

Programa Antirracismo | Vidas Negras Importam

Você conhece o Programa Antirracismo da Igreja Metodista? Hoje, a Coordenadora da Pastoral de Combate ao Racismo da Igreja Metodista, Juliana Yade, fala sobre situações racistas que acontecem dentro e fora da Igreja, como "quando a dor de Mirtes, mãe de Miguel, expõe uma ferida aberta dizendo em alto e bom som: qual é o lugar do corpo negro? Qual é o lugar da criança negra dentro da Casa Grande?"

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães

Geral, por José Geraldo Magalhães